Existem alimentos ricos em progesterona? Saiba como aumentar o hormônio no corpo

Para aumentar os níveis de progesterona no organismo, a nutricionista Adriana Lúcia van-Erven Ávila recomenda comer abacate, fruta rica em gorduras benéficas que também ajuda a controlar o cortisol
Para aumentar os níveis de progesterona no organismo, a nutricionista Adriana Lúcia van-Erven Ávila recomenda comer abacate, fruta rica em gorduras benéficas que também ajuda a controlar o cortisol
Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Consultor:

Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, é especialista em Nutrição em Cardiologia pelo InCor (Instituto do Coração) e em Distúrbios Metabólicos e risco Cardiovascular pelo CEU (Centro de extensão Universitária)

Manter uma boa alimentação é fundamental para garantir o bom funcionamento dos hormônios e do organismo como um todo. A progesterona, em especial, ajuda a regular os minerais (como cobre e zinco) no sangue, garante qualidade de sono e é essencial para o organismo feminino. A boa notícia é que é possível garantir bons níveis desse hormônio mantendo uma dieta variada e saudável, com alimentos específicos. Para saber mais sobre o assunto, nós conversamos com a nutricionista Adriana Lúcia Van-Erven Ávila, que deu dicas de alimentos que estimulam a produção de progesterona. Confira!

Afinal, o que é progesterona e como ela atua no organismo feminino?

De acordo com a nutricionista Adriana Ávila, a progesterona é uma substância esteróide indispensável para as funções do corpo feminino. Por isso, é de suma importância garantir um bom equilíbrio do hormônio. "A progesterona é o segundo hormônio feminino e é produzido principalmente nos ovários. Ela atua na ovulação, ajuda na regulação da menstruação, mantém o útero saudável, promove o espessamento do endométrio, na preparação e manutenção da gestação, na formação da placenta e do aleitamento materno", explica Adriana.

Existem alimentos ricos em progesterona?

A resposta para essa pergunta é não! Afinal, não existem propriamente alimentos naturais fontes de hormônios. No entanto, a nutricionista destaca que uma boa alimentação é essencial para garantir o equilíbrio das funções hormonais. "Não existem alimentos ou nutrientes ricos em progesterona, mas sim aqueles que estimulam a sua fabricação pelo organismo", afirma Adriana. Para que você consiga montar uma dieta mais saudável, que estimule a produção de progesterona, a nutricionista sugere alguns grupos de alimentos e nutrientes:

Abacate

Além de ser fonte de gorduras benéficas, que fazem bem para a saúde do coração, o abacate é indicado para aumentar os níveis de progesterona no organismo. De acordo com a nutricionista, você pode consumir essa fruta de diversas formas. "Você pode preparar creme de abacate, usá-lo na salada com atum e cebola, amassado com limão e adoçado ou na vitamina com leite. O abacate auxilia no gerenciamento do estresse, controlando o cortisol e com isso ajuda no aumento da progesterona", destaca Adriana.

Fontes de L-arginina

Para quem não conhece, a L-arginina é um tipo de aminoácido que faz bem para a saúde do sistema circulatório, dos músculos e, quando consumido a longo prazo, ajuda a manter a progesterona alta. Por isso, a nutricionista recomenda alguns alimentos fontes dessa substância: "atum, carne de porco (lombo é o mais magro), frango, peru, salmão, lentilha (leguminosa como substituição ao feijão, na sopa ou junto com o arroz), semente de abóbora", sugere Adriana.

Fontes de vitamina B6 (piridoxina)

Além de serem importantes para a saúde do sistema nervoso, as vitaminas do complexo B fazem bem para os ovários e para o sistema reprodutor feminino como um todo. A piridoxina (vitamina B6), em especial, atua diretamente aumentando os níveis de progesterona no organismo, o que é importante para o controle dos ciclos menstruais e redução dos sintomas da TPM, por exemplo. De acordo com Adriana, existem muitos alimentos fontes desse nutriente que podem ser incluídos na sua dieta:

"Oleaginosas como amêndoas, avelãs, castanhas em geral, nozes (podem ser usados em algum lanche ao longo do dia), frango, salmão, carne bovina (comer 1 porção média de 100 gramas no almoço e jantar), banana (incluir no café da manhã ou sobremesa do almoço/jantar ou como lanche de intervalo), espinafre (refogado no almoço ou jantar), batata (preparar cozida, assada, purê, ensopada no almoço ou jantar)", recomenda a profissional.

Fontes de vitamina C

Para manter o sistema imunológico fortalecido e os níveis de progesterona dentro do ideal, a nutricionista também recomenda o consumo de alimentos ricos em vitamina C: "frutas como abacaxi, acerola, caju, goiaba, kiwi, laranja, morango, tangerina; legumes e verduras como brócolis, couve-flor, pimentão, couve-manteiga e repolho, cozidas ou refogadas no almoço e jantar", destaca.

Fontes de magnésio

Além de ser importante para o sistema nervoso (ajuda a reduzir o estresse, a melhorar a memória e auxiliar nas funções cerebrais), o magnésio é um mineral importante para manter os hormônios - em especial, a progesterona - em devido equilíbrio. Por isso, Adriana sugere incluir alimentos fontes desse nutriente no cardápio diário: "abóbora (cozida ou como purê), alcachofra, aveia (na vitamina, no mingau, na salada de frutas ou na sopa), banana, espinafre, oleaginosas, chocolate 70% cacau, semente de abóbora (como lanche sozinha ou junto com as oleaginosas)", afirma.

Fontes de zinco

Você sabia que alimentos ricos em zinco também podem ajudar no controle da progesterona? A nutricionista dá dicas de como manter uma dieta rica no nutriente: "Inclua carne bovina, frango, frutos do mar (acompanhando o peixe ou como molho de macarrão), gérmen de trigo (junto com o iogurte ou na vitamina), oleaginosas e sementes de abóbora", ressalta Adriana.

Mantenha uma dieta variada e beba bastante água

Para garantir equilíbrio no funcionamento dos hormônios de uma forma geral, a nutricionista destaca a importância de manter uma dieta bem completa e equilibrada (com todos os grupos alimentares) para, assim, evitar possíveis problemas de progesterona baixa:

"Além da ingestão desses alimentos incluir outros tipos de frutas, legumes, leguminosas (ervilha, feijão, grão-de-bico ou soja), verduras, tubérculos (cará, mandioca, mandioquinha, inhame), leite e derivados magros (coalhada, iogurte, queijos), óleos vegetais (soja, milho, girassol, canola, azeite de oliva extravirgem), a fim de termos uma alimentação sempre completa e balanceada. Não podemos esquecer da ingestão adequada e regular de líquidos, principalmente da água ao longo do dia", complementa Adriana.

Como aumentar a progesterona de outras formas?

Além de manter cuidados específicos com a alimentação, também é importante ter um estilo de vida equilibrado, com hábitos saudáveis. Para evitar que o organismo fique com progesterona baixa - e não sofra algum desequilíbrio hormonal -, a nutricionista destaca a importância de ter uma rotina de bem-estar. "Procurar ter um peso corporal saudável, evitando o seu excesso (pré-obesidade ou obesidade); gerenciar o estresse por meio de meditação, praticar yoga, ter uma boa rotina de leitura, ouvir música e fazer atividade física regularmente", finaliza.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Jambo vermelho é rico em vitaminas e minerais! Saiba mais sobre ele

Jambo vermelho é rico em vitaminas e minerais! Saiba mais sobre ele Jambo vermelho é rico em vitaminas e minerais! Saiba mais sobre ele

Muito cultivado nas regiões Norte e Nordeste brasileiras, o jambo-vermelho é um tipo de fruto bem adocicado que pertence à mesma família da jabuticaba e...

> Leia mais
Dia Internacional do Yoga: 4 posições indicadas para iniciantes

Dia Internacional do Yoga: 4 posições indicadas para iniciantes Dia Internacional do Yoga: 4 posições indicadas para iniciantes

Você sabia que 21 de junho é o Dia Internacional do Yoga? Esta é uma atividade de origem indiana que oferece saúde ao corpo e à mente. O yoga é uma...

> Leia mais
4 receitas de sopas e caldos para o inverno

4 receitas de sopas e caldos para o inverno 4 receitas de sopas e caldos para o inverno

Para se esquentar nos dias mais frios de inverno, vale a pena preparar caldos, sopas e outras receitas quentes - feitas com legumes, verduras e diferentes...

> Leia mais
Receita de brownie saudável existe! Conheça opções deliciosas

Receita de brownie saudável existe! Conheça opções deliciosas Receita de brownie saudável existe! Conheça opções deliciosas

Que tal preparar uma receita de brownie saudável à base de cacau, farinha de aveia, frutas e outros ingredientes mais nutritivos? Embora seja considerado um...

> Leia mais
Chá de alecrim é bom pra quê? 5 benefícios do consumo da bebida

Chá de alecrim é bom pra quê? 5 benefícios do consumo da bebida Chá de alecrim é bom pra quê? 5 benefícios do consumo da bebida

Muito usado como tempero e planta medicinal, o alecrim se destaca por ser bem aromático, de fácil cultivo e rico em diferentes propriedades terapêuticas. O...

> Leia mais
Para que serve a luteína? Entenda sua importância para o nosso corpo

Para que serve a luteína? Entenda sua importância para o nosso corpo Para que serve a luteína? Entenda sua importância para o nosso corpo

Presentes em vegetais verdes, vermelhos, amarelos, alaranjados e outros, os carotenoides são fitonutrientes indispensáveis para o organismo - protegem as...

> Leia mais
O que é rugby? Conheça esse esporte que vem se popularizando no Brasil

O que é rugby? Conheça esse esporte que vem se popularizando no Brasil O que é rugby? Conheça esse esporte que vem se popularizando no Brasil

O rugby é um esporte de origem inglesa que vem se popularizando e muito no Brasil nos últimos anos. Muitas vezes confundido com o futebol americano pelo...

> Leia mais
Limão faz mal pro fígado? Descubra em que momentos evitá-lo

Limão faz mal pro fígado? Descubra em que momentos evitá-lo Limão faz mal pro fígado? Descubra em que momentos evitá-lo

Você já ouviu falar que o limão faz mal para o fígado? Este citrino costuma ser classificado como vilão quando se trata de problemas digestivos. Por ser um...

> Leia mais
Dieta para pangastrite: 5 alimentos para quem sofre com essa inflamação

Dieta para pangastrite: 5 alimentos para quem sofre com essa inflamação Dieta para pangastrite: 5 alimentos para quem sofre com essa inflamação

Crises de pangastrite podem ser um pesadelo para aqueles que sofrem com a inflamação. Felizmente, uma boa seleção dos alimentos para o cardápio é uma ótima...

> Leia mais
Meu kefir não cresce! Aprenda a reverter esse quadro

Meu kefir não cresce! Aprenda a reverter esse quadro Meu kefir não cresce! Aprenda a reverter esse quadro

Muito indicado para melhorar o trânsito intestinal e acelerar o metabolismo, o kefir é uma bebida probiótica (feita com bactérias boas, leite ou água +...

> Leia mais