Equilíbrio alimentar: o que devemos evitar, moderar e sempre comer no dia a dia?

O que nós podemos comer sem culpa no dia a dia? Veja opções de alimentos liberados para consumo, além daqueles que devemos controlar na dieta
O que nós podemos comer sem culpa no dia a dia? Veja opções de alimentos liberados para consumo, além daqueles que devemos controlar na dieta
O que nós podemos comer sem culpa no dia a dia? Veja opções de alimentos liberados para consumo, além daqueles que devemos controlar na dieta
O que nós podemos comer sem culpa no dia a dia? Veja opções de alimentos liberados para consumo, além daqueles que devemos controlar na dieta
O que nós podemos comer sem culpa no dia a dia? Veja opções de alimentos liberados para consumo, além daqueles que devemos controlar na dieta
O que nós podemos comer sem culpa no dia a dia? Veja opções de alimentos liberados para consumo, além daqueles que devemos controlar na dieta
O que nós podemos comer sem culpa no dia a dia? Veja opções de alimentos liberados para consumo, além daqueles que devemos controlar na dieta
O que nós podemos comer sem culpa no dia a dia? Veja opções de alimentos liberados para consumo, além daqueles que devemos controlar na dieta
O que nós podemos comer sem culpa no dia a dia? Veja opções de alimentos liberados para consumo, além daqueles que devemos controlar na dieta

O primeira passo para seguirmos direitinho os mandamentos de uma alimentação saudável é ter equilíbrio. Elaborar um cardápio funcional, de acordo com as suas necessidades, e investir em alimentos certos para cada momento do dia, é fundamental para a melhor qualidade de vida. Por isso, é preciso controlar o consumo de alguns produtos, assim como, em alguns caso, abrir mão de ingredientes que não fazem tão bem à saúde. Veja um menu de opções com o que podemos comer tranquilamente e o que precisamos controlar ou cortar de vez das nossas dietas.

Manter uma alimentação saudável e funcional às demandas do dia a dia, significa dar prioridade aos alimentos 100% naturais e orgânicos, montar pratos coloridos e com a maior diversidade de nutrientes essenciais, garantindo o bom desenvolvimento do organismo e aquela ótima sensação de bem-estar e satisfação após a refeição.

O que pode comer à vontade? Veja quais são os alimentos liberados para comer sem culpa

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo de frutas, hortaliças e verduras frescas, em uma quantidade aproximada de 400 g/dia. De acordo com a entidade, esses alimentos atuam na prevenção de doenças, promovem o equilíbrio do corpo e melhoram as funções do organismo, devendo estar presente diariamente no plano alimentar. São eles:

- Frutas: Banana, morango, laranja, limão, uva, melancia ou seja qualquer outra de sua preferência, as frutas são alimentos ricos em fibras alimentares, que ajudam a saúde do coração e também facilitam o trânsito intestinal. Esse grupo alimentar também é conhecido por sua alta concentração de vitamina C, substância responsável por manter o sistema imunológico fortalecido, ou seja, livre de doenças e enfermidades, como gripes e resfriados.

- Proteínas: Seja de origem vegetal (soja, quinoa, oleaginosas) ou de origem animal (carne, queijos, leite), as proteínas atuam na síntese dos nossos músculos, garantindo assim um desenvolvimento natural e saudável. As proteínas também são essenciais para o fornecimento de energia do corpo e o controle hormonal.

- Verduras e hortaliças: Brócolis, couve, espinafre, batata doce, abóbora e tantos outros pertencentes desses grupos se tornam fundamentais. Eles são ricos em minerais como cálcio, ferro, magnésio e fósforo que auxiliam na prevenção da anemia, no fortalecimento de ossos e músculos e melhoram o funcionamento do cérebro, ativando a memória e o raciocínio lógico.

Alimentos para consumo moderado: afinal, uma vez ou outra não faz mal, não é mesmo?

Fugir vez ou outras das dietas também pode ser saudável. Sem excessos, alguns alimentos possuem boas concentrações de nutrientes, mas, precisam ser controlados com mais ênfase porque podem ter quantidades de substâncias nocivas bem acima do recomendado (calóricas, gorduras, açúcares, sódio, etc), gerando um efeito contrário ao nosso organismo.

- Café: Resistir ao cafezinho nos dias atuais parece praticamente impossível. Afinal, ele nos ajuda a manter o sistema imunológico saudável, melhora o humor e garante energia ao longo de um dia cansativo e cheio de atividade. Porém, tudo com cautela! O consumo ideal de café é de 3 a 4 xícaras por dia, não ultrapassando 400 mg de cafeína.

- Chocolate: Para adoçar o dia, como sobremesa ou para as mulheres que desejam amenizar os sintomas da TPM, uma barrinha de chocolate pode ajudar bastante, não é mesmo? Saudável, ele possui alto nível de flavonoides que tornam a saúde cardiovascular mais forte e ajudam a acelerar o metabolismo. Para inclui-lo como sobremesa, dê preferência pelas versões que possuem 70% ou mais de cacau, para assim adquirir os benefícios e, claro, não exagere na quantidade.

- Carboidratos: Eles geram energia, fazem bem ao coração e beneficiam o cérebro. Mas também, quando não consumidos de maneira correta, podem ajudar no ganho de peso. Encontrado nas massas, pães e arroz, por exemplo, a quantidade, por dia, não deve ultrapassar 6g. Uma boa maneira de controlar o consumo dos carboidratos é fazer a contagem deles e optar pela versão integral desses alimentos que, aumentam a ingestão de fibras alimentares no dia a dia.

O que devemos evitar: saiba os alimentos que podem atrapalhar o nosso plano alimentar

"Menos é mais", já ouviu falar? Nessa célebre frase, quanto menos alguns alimentos estão presentes, mais saúde teremos ao longo da vida. Eles podem inflamar o organismo e ainda serem responsáveis pelo aparecimento de doenças. Descubra quais são:

- Álcool: Uma vez ou outra, tudo bem, mas nada de exageros! O consumo frequente de bebidas alcoólicas diminuem as funções do fígado, prejudicando as células e podendo levar ao desenvolvimento da cirrose. O álcool também prejudica as capacidade cerebrais, causando alterações de humor. Ele não é proibido, mas deve ser consumido com cuidado e, sempre que possível, prefira sucos naturais.

- Gorduras trans: Encontrada nos sorvetes, salgadinhos, batatas congeladas e margarina, por exemplo, essa gordura aumenta os níveis de colesterol "ruim" no corpo, o LDL, aumentando os riscos de desenvolvimento das doenças cardiovasculares. Para isso, dê preferência pelas gorduras "boas", encontradas em alimentos como abacate, salmão, etc, ou opte pelas preparações mais saudáveis desses alimentos.

- Alimentos industrializados: Esses alimentos carregam consigo uma infinidade de conservantes e aditivos químicos que prejudicam a nossa saúde e, podem ainda, atrapalhar a absorção de outros nutrientes. Seja sucos, carnes ou qualquer outro alimento, sempre dê preferência pela preparação mais próxima ao natural possível.

* Outras informações sobre a quantidade de alimentos recomendados diariamente para um adulto saudável, pode ser visto no site da OMS, Organização Mundial de Saúde .

Receitas:
Banana
Ver Mais

Últimas Matérias

5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás

5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás 5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás

Você já pensou em cultivar plantas medicinais em casa? Existem ervas que são fáceis de cuidar, rendem excelentes chás e também podem ser usadas como tempero....

> Leia mais
Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3

Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3 Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3

Apesar de associarmos o ômega 3 (substância importante para o cérebro e o coração) aos peixes como salmão, sardinha e atum, existem muitos outros alimentos...

> Leia mais
6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta

6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta 6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta

O termo superalimento vem se popularizando cada vez mais entre pessoas que buscam um estilo de vida mais saudável. Afinal, ele caracteriza uma série de...

> Leia mais
Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo

Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo

Você já ouviu falar no licopeno? Ele é um dos antioxidantes mais poderosos que existem e faz parte do grupo dos carotenoides (substâncias responsáveis pela...

> Leia mais
Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta

Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta

Muito usado em diferentes culinárias ao redor do mundo, o alho-poró é um ótimo tempero para massas, molhos, carnes, risotos, sopas e pratos diversos. Ele é...

> Leia mais
Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Uma das melhores partes da Páscoa é se deliciar com os pratos (receitas de peixes, como bacalhau, arroz colorido, carnes, massas e o que mais você preferir),...

> Leia mais
Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

A Páscoa é uma das épocas mais animadas e gostosas do ano, né? É o melhor momento para comer muitas trufas, bombons e, é claro, os famosos ovos de chocolate....

> Leia mais
4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia 4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

Você sabia que existem formas de preservar o corpo e a elasticidade da pele? É verdade que não há uma fórmula mágica para fugir do envelhecimento - afinal,...

> Leia mais
6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante 6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

Você já deve ter ouvido falar no potencial calmante do maracujá - alimento que ajuda a tranquilizar a mente e tratar problemas como a insônia, por exemplo....

> Leia mais
Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Muito usada na culinária vegana, a carne de jaca é uma ótima alternativa ao frango (até possui uma textura semelhante). Ela pode ser usada em receitas como...

> Leia mais