É 1º de abril: verdade ou mentira? Veja 10 mitos sobre a nossa alimentação

É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas "lendas", nada melhor do que a verdade!
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas
É dia da mentira!? Não, senhor... Apesar de estudos e pesquisas da área nutricional apontarem diversos fatores para a nossa melhor alimentação, os mitos e crenças de senso comum ainda são muito fortes nos hábitos alimentares das pessoas. Para dismitificar algumas dessas

Apesar de hoje ser 1º de abril, com o que comemos não se brinca! Conhecido como o "Dia da Mentira", a data é, tradicionalmente, motivo de se "pregar peça" em alguém, contudo, quando falamos em alimentação, diversos mitos e crenças do senso comum atrapalham e muito a evolução das dietas e a qualidade de nossa reeducação alimentar. Por isso, sem falácias, vamos apresentar 10 mentiras tratadas como verdades em relação à alimentação, que a nutricionista Thalita Pedroza nos preparou. Veja!

As 10 mentiras mais comuns em relação à alimentação

1. Abacate engorda: Rico em vitaminas A, E, C e B6 e em fibras, o abacate confere maior saciedade, o que leva a pessoa a comer em menor quantidade. Além disso, por ser fonte de gorduras boas, com ação anti-inflamatória, ele auxilia no emagrecimento."Incluir uma porção no café ou lanche da manhã melhora significativamente a vontade de comer doces no final da tarde", aconselha a profissional.

2. Comer carboidrato à noite engorda: A ideia é escolher carboidratos complexos e ricos em fibras, como batata doce, inhame, arroz integral, dentre outros. Devemos adequar a quantidade e o tipo de carboidrato de acordo com a rotina e nível de atividade física que pessoa pratica. "Portanto, se você faz algum esporte à noite, por que não consumir uma porção de carboidratos de qualidade nesse período?", indaga a nutricionista.

3. Refrigerante diet faz bem: Segundo Thalita, os refrigerantes diet contém uma quantidade excessiva de sódio, além das outras substâncias artificiais nada benéficas para nossa saúde, colaborando para o inchaço e para doenças cardiovasculares. Por isso, evite.

4. Contar calorias é o certo a fazer: O certo e mais importante é se atentar para a qualidade (nutrientes) e combinação dos alimentos, e não suas calorias. "Muitas vezes o alimento contém pouquíssimas calorias, porém é pobre em nutrientes, o que não vai contribuir em nada para a saúde como um todo", explicou a especialista.

5. Frutas podem ser consumidas à vontade: As frutas são ricas em carboidratos (frutose), o que não é prejudicial à saúde e emagrecimento, desde que consumidas nas quantidades adequadas. "Preferir frutas com baixo índice glicêmico é uma estratégia. Mas e as que tem um índice glicêmico maior, pode? É só saber modular isso adicionando fontes de fibras, como farelo de aveia, por exemplo", indaga.

6. Ovo aumenta o colesterol: Esse alimento é muito nutritivo, rico em vitaminas e minerais, como ácido fólico, B12, vitaminas do complexo B, vitamina D, A, triptofano, dentre outros. "O que vai influenciar no colesterol é a maneira como o ovo é feito e a microbiota intestinal, que deve estar sempre em equilíbrio", salienta a Dra. Thalita.

7. Açaí engorda: A polpa do açaí é rica em vitamina E (ação antioxidante e anti-inflamatória), magnésio, potássio, dentre outros. A antocianina presente no açaí previne doenças como o câncer e as cardiovasculares, como infarto ou derrame. O que engorda então? "O xarope de guaraná adicionado a ele. O que fazer para adoçar? Bata a polpa com uma fruta mais doce, como a banana, ou mel. Tomar açaí antes de treinar é maravilhoso, pois confere energia!", destaca.

8. Todas as barrinhas de cereal são boas: Algumas barrinhas não são nada saudáveis, pois contem grande quantidade de açúcar em sua composição, e outras substâncias que só vão contribuir para o ganho de gordura corporal, compulsão alimentar, etc. "Devemos sempre ler os rótulos para não cair em armadilhas. O primeiro ingrediente do produto é o que vem em maior quantidade, portanto, observe sempre." indica a nutricionista.

9. Adoçante é melhor do que açúcar: O organismo não diferencia açúcar de adoçante, o que pode estimular a produção de insulina pelo pâncreas e, quanto maior for essa produção, maior será o acúmulo de gordura. Além disso, adoçantes artificiais como o aspartame, são tóxicos para o organismo, podendo ocasionar dor de cabeça e mau humor. "Se quiser consumir adoçantes, prefira os naturais, como stevia, e procure um nutricionista", aconselha a profissional.

10. Cortando totalmente gordura, emagreço: As gorduras são essenciais para o funcionamento adequado do organismo. Precisamos delas para a produção adequada de hormônios. "Existem alimentos fontes de gorduras boas que podem fazer parte de um plano alimentar equilibrado, como oleaginosas, abacate, sardinha, etc", enfatiza a nutricionista, reiterando: "Além disso, quando cortamos totalmente um grupo de alimentos da nossa rotina, a tendência é que a gente compense com outro. Já as gorduras trans, essas sim devem ser evitadas!", finaliza.

Receitas:
Açaí
Ver Mais

Últimas Matérias

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais
Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Presente na nossa alimentação antes mesmo de o Brasil ser descoberto pelos portugueses, a mandioca (também chamada de macaxeira ou aipim) é uma raiz...

> Leia mais
6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente 6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

Separar poucos minutos do dia para meditar, relaxar o corpo e a mente pode ser algo muito benéfico, sabia? Cuidar da saúde mental e emocional requer pequenos...

> Leia mais
Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os minerais, de uma forma geral, são muito importantes para a saúde dos sistemas nervoso, muscular, esquelético e digestivo, além de garantirem equilíbrio...

> Leia mais