Dieta paleolítica: Alimentação à base de proteínas, verduras e legumes

Proteína: Na dieta paleolítica o primeiro alimento, e talvez o mais importante, é a carne, principalmente a vermelha.
Proteína: Na dieta paleolítica o primeiro alimento, e talvez o mais importante, é a carne, principalmente a vermelha.
Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Consultor:

Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, é especialista em Nutrição em Cardiologia pelo InCor (Instituto do Coração) e em Distúrbios Metabólicos e risco Cardiovascular pelo CEU (Centro de extensão Universitária)

Hábitos alimentares são culturais e tendem a mudar com o passar do tempo. É bem verdade que uma rotina agitada, sem o devido descanso, propicia o consumo de alimentos industrializados. Mas uma dieta que preza a alimentação dos nossos ancestrais vem ganhando espaço na mesa de muitos brasileiros. Apresentada pela primeira vez ao público em 1985, pela revista científica The New England Journal of Medicine, a dieta paleolítica é defendida por especialistas como solução para um grande problema da atualidade: a obesidade.

"Nessa dieta a ideia é que nos comportemos e comamos como um predador e não como a presa", explica a nutricionista Adriana Lúcia van-Erven Ávila. "A pessoa precisa ingerir uma alimentação que a "sustente" até a próxima refeição, mas sem ficar cansada ou sonolenta, pelo contrário terá mais vitalidade durante o dia". É com esse princípio que a dieta dos nossos ancestrais foi montada. O primeiro alimento, e talvez o mais importante, é a carne, principalmente a vermelha. Fonte de proteína, e de calorias, a carne deve ser de preferência do gado que se alimentou no pasto e não com ração à base de milho ou soja."A gordura da carne vermelha não deverá ser eliminada, segundo essa dieta", conta a especialista em nutrição.

Alimentos como ovo são importantes nesse método, e sem precisar eliminar a gema ou a clara, peixes gordos (sardinha, salmão, cavala) estão liberados dentro da dieta. "É importante comer pouco atum e o cação devido ao mercúrio", esclarece Adriana. O frango e a carne de porco também são permitidos, mas devem ser consumidos com moderação. As verduras, os legumes e as frutas também são parte essencial dessa dieta.

As restrições da dieta paleolítica

Tudo que for feito com farinha, ou seja, pão, macarrão, bolo, barra de cereais, granola, aveia, trio, biscoitos, ceiteio etc. estão completamente vetados. As leguminosas como feijão, soja e lentilha também são proibidos. "São feitos de sementes ou são sementes, e quem consome semente são os pássaros e os roedores (presas) e não os predadores", ressalta a nutricionista.

"Para cozinhar os alimentos use somente manteiga ou óleo de coco e nunca os óleos (milho, soja, girassol, canola, linhaça) e as maioneses estão proibidas. O azeite de oliva, o abacate e as nozes poderão ser usados nessa dieta. A nata do leite, creme de leite sem ser light, iogurte natural integral e chantilly poderão ser usados no preparo de molhos, temperos e sobremesas, desde que com moderação", conta a nutricionista.

Para os carboidratos, procure consumir batatas, principalmente a doce, cenoura, inhame, tapioca, mandioca ou cará. Os açúcares em geral, néctar de agave, mel de abelha e os adoçantes em geral também deverão ser excluídos da dieta.

Para as bebidas, também há muitas restrições. Refrigerante, seja ele normal ou de baixa caloria, leite, bebidas isotônicas, sucos, iogurtes estão fora da dieta. A água está liberada e café e chá – incluindo até o mate – podem ser tomados com moderação.

Um lado positivo nessa dieta é que não há contagem de calorias, pontos, porções, não precisa medir ou controlar nada do que possa consumir. "Para as pessoas que seguem essa dieta recomenda-se a suplementação de vitamina D e de ômega 3: EPA + DHA" indica a nutricionista, que complementa: "não compartilho da prática dessa dieta, pois a vejo na contramão do que a ciência da nutrição e os pesquisadores vem nos mostrando".

Receitas:
Café
Ver Mais

Últimas Matérias

Chá de cebola: para que serve e como preparar

Chá de cebola: para que serve e como preparar Chá de cebola: para que serve e como preparar

Que tal aproveitar cascas, talos, sementes e caules de vegetais para fazer diferentes receitas na cozinha? O chá de cebola, em especial, é uma bebida...

> Leia mais
Mozzarella de búfala: conheça os benefícios desse tipo de queijo

Mozzarella de búfala: conheça os benefícios desse tipo de queijo Mozzarella de búfala: conheça os benefícios desse tipo de queijo

Escolher tipos de queijo mais saudáveis para comer no dia a dia é importante para reduzir o consumo de sódio e gorduras. A mozzarella de búfala, em especial,...

> Leia mais
Macarrão de abobrinha é saudável e não tem glúten! Aprenda a preparar

Macarrão de abobrinha é saudável e não tem glúten! Aprenda a preparar Macarrão de abobrinha é saudável e não tem glúten! Aprenda a preparar

Considerado um prato vegano bem leve e nutritivo, o macarrão de abobrinha é fácil de preparar e fica delicioso! Aqui, em vez de usar o espaguete comum, a...

> Leia mais
Oat bran: saiba tudo sobre esse tipo de aveia

Oat bran: saiba tudo sobre esse tipo de aveia Oat bran: saiba tudo sobre esse tipo de aveia

Oat bran é sinônimo de saúde e você precisa experimentar! Este é um dos tipos de aveia e faz parte de receitas culinárias mais saudáveis, como o preparo de...

> Leia mais
Sobremesa de morango: 3 sugestões de doces com a fruta

Sobremesa de morango: 3 sugestões de doces com a fruta Sobremesa de morango: 3 sugestões de doces com a fruta

Quem não gosta de uma sobremesa de morango logo depois de um almoço de domingo, né? Os preparos com a fruta vermelha são supernutritivos e garantem um sabor...

> Leia mais
Queijo cottage: nutricionista explica o que é e quais são os benefícios

Queijo cottage: nutricionista explica o que é e quais são os benefícios Queijo cottage: nutricionista explica o que é e quais são os benefícios

O queijo cottage é uma opção simples e saudável para adicionar mais proteína às refeições! É possível encontrar diferentes tipos de queijo no mercado, mas...

> Leia mais
Qualidade desde a Origem: as boas práticas de Taeq para controle dos alimentos

Qualidade desde a Origem: as boas práticas de Taeq para controle dos alimentos Qualidade desde a Origem: as boas práticas de Taeq para controle dos alimentos

É sempre bom conhecer a origem dos alimentos que consumimos, não é mesmo? Melhor ainda é ter a certeza de que a comida que colocamos no prato passou por...

> Leia mais
Ovo cozido: conheça os benefícios e variações para comer todo dia

Ovo cozido: conheça os benefícios e variações para comer todo dia Ovo cozido: conheça os benefícios e variações para comer todo dia

O ovo cozido está presente na rotina alimentar dos brasileiros, principalmente daqueles que treinam regularmente e estão em busca de massa muscular magra!...

> Leia mais
Mindful eating: 10 passos para desenvolver uma alimentação consciente

Mindful eating: 10 passos para desenvolver uma alimentação consciente Mindful eating: 10 passos para desenvolver uma alimentação consciente

Praticar exercícios de mindfulness (atenção plena) ajuda a melhorar o foco, a memória, a concentração e ainda reduz o estresse e a ansiedade. A melhor parte...

> Leia mais
Suco de uva branco é uma delícia! Conheça os benefícios dessa bebida refrescante

Suco de uva branco é uma delícia! Conheça os benefícios dessa bebida refrescante Suco de uva branco é uma delícia! Conheça os benefícios dessa bebida refrescante

Adicionar alimentos light à rotina alimentar pode ser uma ideia muito saudável e o Suco de Uva Branco Integral Taeq é o exemplo perfeito disso! A bebida...

> Leia mais