Diabéticas e saudáveis: mulheres contam como convivem bem com a doença

Para quem convive com a diabetes, o mais importante é manter uma rotina de alimentação saudável e balanceada
Para quem convive com a diabetes, o mais importante é manter uma rotina de alimentação saudável e balanceada

Viver com diabetes não precisa ser um problema, sabia? Apesar de a doença demandar cuidados extras com a alimentação, é possível ter uma rotina equilibrada e saudável sem muitas complicações. Para mostrar o dia a dia de quem passa por isso, a gente conversou com duas mulheres que têm diabetes mellitus tipo 1 - na qual o corpo não produz insulina (ou em pouquíssima quantidade) e, por isso, precisa receber doses diárias do hormônio. Conheça essas histórias:

Sheila tem um ótimo controle dos carboidratos que ingere

A jornalista Sheila Vasconcellos, de 49 anos, convive com a diabetes há 33 anos. Desde o diagnóstico, ela vive uma rotina de alimentação bem regrada: "Eu fui diagnosticada com diabetes mellitus tipo 1 quando eu tinha 15 anos e, na época, a dieta que foi implementada para mim foi muito restritiva... Eu realmente não comia doce, só coisas diet (com adoçante). Alguns alimentos como batata inglesa, doce, arroz branco, pão branco, biscoito, sucos naturais (por conta do excesso do açúcar) também foram abolidos do meu cardápio. Em contrapartida, eu comecei a comer mais frutas in natura, legumes e verduras", conta a jornalista.

Além de ter uma rotina de alimentação mais saudável, Sheila também se preocupa em ter o total controle de carboidratos e alimentos que ingere no dia a dia: "Antes de todas as refeições - seja antes do café, almoço, lanche ou janta - eu meço a glicemia e conto os carboidratos da refeição. Ou seja, olho para o prato que estou prestes a comer e calculo a quantidade total de carboidratos que tem ali. Eu preciso dessa informação para colocar na bomba de insulina, que é um aparelho pequeno responsável por administrar a quantidade certinha de insulina que eu preciso por dia. Além disso, eu vou ao endocrinologista de três em três meses para fazer um acompanhamento", completa.

Outro ponto positivo é que a Sheila também participa de encontros sobre a diabetes, já que ela é vice presidente da Associação dos Diabéticos da Lagoa (ADILA), no Rio de Janeiro. "Por conta dessa doença, eu procurei estudar para aprender mais sobre o assunto. Fiz um curso sobre alimentação saudável, sobre contagem de carboidratos e, por isso, consigo viver bem melhor hoje em dia", conta.

Engana-se quem pensa que é necessário excluir muita coisa da dieta quando se tem diabetes mellitus 1. A Sheila é a prova viva de que com equilíbrio dá para conviver com a doença de forma saudável: "Não há uma restrição alimentar rígida. Eu só preciso calcular e administrar a minha insulina. Mesmo assim, eu cortei algumas coisas do meu cardápio: não bebo refrigerante, evito sucos de fruta (o de laranja, por exemplo, aumenta demais a glicemia) e também evito o pão francês e o arroz branco, sempre preferindo os alimentos integrais. Essas escolhas têm deixado a minha vida bem mais saudável", explica Sheila.

Caroline Frankenberger aprendeu a cuidar mais de si com a diabetes

Caroline Frankenberger, de 20 anos, é mais um exemplo de quem consegue lidar superbem com a diabetes. Estudante de Comunicação Social na UFRJ, ela conta que a doença é algo que está sempre como prioridade na sua vida: "O meu diabetes é do tipo 1 e ele afeta totalmente a minha vida. Costumo dizer que já me acostumei e faz parte do meu dia a dia, como mais uma responsabilidade que preciso sempre priorizar", comenta Caroline.

Encarar as coisas de maneira positiva é outro ponto que facilita a convivência com a doença. "Sou insulino dependente, então pra onde quer que eu vá, carrego minhas insulinas, meu glicosímetro, fitas de medição e agulhas. É como uma roupa, não saio sem! E tenho sempre que estar pensando nisso: ao comer, ao fazer atividade física, ao sair... Mas tento enxergar de uma maneira sempre positiva. A diabetes me influenciou a buscar conhecer mais o meu próprio corpo e cuidar de verdade da minha saúde. É uma missão de vida", relata a estudante.

A universitária também destacou a importância do equilíbrio para ter uma alimentação mais saudável: "Inicialmente, como minhas taxas estavam bem descontroladas, eu cortei bastante os doces, massas e lanches, evitando sempre ao máximo. Quando elas começaram a se normalizar e fui conhecendo mais sobre a doença, enxerguei que não precisava ser tão radical. Que eu precisava me cuidar, fazer boas escolhas, optar por alimentos saudáveis quando eu pudesse, mas que também poderia comer outras coisas. É tudo questão de equilíbrio!", finaliza Caroline.

É importante lembrar: Para garantir um convívio saudável com a diabetes, é fundamental que a pessoa se consulte sempre com nutricionistas e endocrinologistas. Além disso, a rotina de alimentação deve ser planejada junto com o médico, de modo a garantir um estilo de vida 100% saudável e sem riscos.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer óleo de abacate e usá-lo na alimentação diária

Como fazer óleo de abacate e usá-lo na alimentação diária Como fazer óleo de abacate e usá-lo na alimentação diária

Indicado para fortalecer a imunidade, favorecer a perda de peso e a saúde da pele, o óleo de abacate é um ingrediente natural altamente nutritivo que pode (e...

> Leia mais
O que é Inktober? Conheça quem aderiu ao desafio de desenhar todos os dias

O que é Inktober? Conheça quem aderiu ao desafio de desenhar todos os dias O que é Inktober? Conheça quem aderiu ao desafio de desenhar todos os dias

Desde 2009, um desafio anual que incentiva a prática de desenhos e ilustrações durante o mês de outubro vem conquistando milhares de artistas ao redor do...

> Leia mais
Manteiga é fonte de vitamina A! Entenda se ainda assim ela é benéfica

Manteiga é fonte de vitamina A! Entenda se ainda assim ela é benéfica Manteiga é fonte de vitamina A! Entenda se ainda assim ela é benéfica

Ter o hábito de passar manteiga em pães e biscoitos no dia a dia não é necessariamente prejudicial à saúde. Apesar de ser comumente tachada como gordurosa e...

> Leia mais
6 frutas com D para variar no cardápio

6 frutas com D para variar no cardápio 6 frutas com D para variar no cardápio

O universo das frutas é tão amplo e diverso que existe até mesmo uma área científica da horticultura, chamada de pomologia, que é dedicada exclusivamente...

> Leia mais
Chá de poejo serve para relaxar e ajuda na respiração! Conheça outros benefícios

Chá de poejo serve para relaxar e ajuda na respiração! Conheça outros benefícios Chá de poejo serve para relaxar e ajuda na respiração! Conheça outros benefícios

Dono de nomes populares, como hortelãzinho, menta-selvagem e erva-de-são-lourenço, o poejo (Mentha pulegium) é uma planta medicinal muito conhecida por conta...

> Leia mais
Transtorno alimentar infantil existe! Saiba como tratá-lo

Transtorno alimentar infantil existe! Saiba como tratá-lo Transtorno alimentar infantil existe! Saiba como tratá-lo

Engana-se quem pensa que distúrbios relacionados à alimentação (como anorexia ou bulimia) atingem apenas adolescentes e adultos. Desde a infância, é possível...

> Leia mais
O que são alimentos reguladores e por que é importante consumi-los

O que são alimentos reguladores e por que é importante consumi-los O que são alimentos reguladores e por que é importante consumi-los

Você já ouviu falar nos alimentos reguladores? Responsáveis por regular as diferentes funções do organismo (como digestão e circulação sanguínea), eles...

> Leia mais
Existem alimentos sem nutrientes? Descubra o que é melhor evitar consumir

Existem alimentos sem nutrientes? Descubra o que é melhor evitar consumir Existem alimentos sem nutrientes? Descubra o que é melhor evitar consumir

Você já parou para pensar se todos os alimentos são realmente nutritivos - isto é, fornecem minerais, vitaminas, fibras, proteínas ou carboidratos para a...

> Leia mais
Como preparar tapioca de diferentes tipos

Como preparar tapioca de diferentes tipos Como preparar tapioca de diferentes tipos

Quando se trata de preparar um lanche mais leve, rápido e livre de glúten (indicado para celíacos), a tapioca é uma das melhores opções - pode ser recheada...

> Leia mais
As receitas de salada de frutas simples e incrementadas

As receitas de salada de frutas simples e incrementadas As receitas de salada de frutas simples e incrementadas

Substituir sobremesas calóricas (como sorvetes, bolos e biscoitos) pela salada de frutas é uma ótima dica para quem quer cuidar melhor da alimentação. Rica...

> Leia mais