Conheça os tipos de milho mais comuns e as melhores formas de consumi-los

Milho verde e milho de pipoca são diferentes, mas possuem valor nutricional parecido
Milho verde e milho de pipoca são diferentes, mas possuem valor nutricional parecido

Produto recomendado

Milho orgânico Taeq 500g

Milho orgânico Taeq 500g

Botão do Pão de Açúcar Delivery

Parando rapidamente para pensar em pratos típicos do nosso país é fácil perceber a constante presença do milho. Afinal, ele é o principal ingrediente de diversos doces e salgados, como a pamonha, a canjica e a pipoca. Mas você já percebeu que essas receitas utilizam diferentes espécies do cereal? Pois é, e além de cada uma ser usada em um tipo de prato os valores nutricionais também se diferenciam um pouco. Quer entender melhor as vantagens de cada milho e onde usá-los? Então confira!

Milho verde pode ser subdividido entre milho doce e milho amarelo

O milho verde nada mais é do que o que você come na rua ou prepara em casa. A grande questão é que ele pode ser subdividido em duas categorias diferentes: o milho doce e o amarelo. O primeiro, como o próprio nome indica, tem um sabor mais adocicado, e por isso é fácil encontrar quem aprecie o seu consumo. Ao mesmo tempo, isso apenas mostra que ele possui mais açúcar que os demais - algo que ocorre porque o milho é colhido antes que seus grãos endureçam e esse açúcar vire amido. Lembrando apenas que esse é um açúcar natural do cereal, e por isso pode sim ser consumido por diabéticos.

O milho doce é, inclusive, o comprado enlatado no mercado, usado muitas vezes com a ervilha no preparo das mais diferentes receitas. Também aparece como acompanhamento em diferentes pratos, como cachorro-quente, e pode ser usado para preparar outros ingredientes, como pastas e patês.

Tudo bem, mas e o milho amarelo? Bem, esse é a espiga que você compra no mercado e muitas vezes cozinha para comer com sal e manteiga. Seus benefícios acabam sendo um pouco melhores que o milho doce por ser mais facilmente encontrado em sua forma natural, e não apenas industrializada. Inclusive, se o milho for orgânico melhor ainda, porque isso significa que ele não possui agrotóxicos.

De uma forma geral o milho é rico em fibras, o que significa que ajuda o sistema digestório a funcionar melhor e evita problema como a constipação, além de dar a sensação de saciedade, impedindo a compulsão alimentar. O cereal também é fonte de carboidrato, o que significa que dá mais energia para o corpo. Além disso, possui antioxidantes, que fortalecem o sistema imunológico e ainda evitam o envelhecimento precoce.

Milho branco é usado para fazer canjica

Talvez você nunca tenha visto uma espiga de milho branco, mas provavelmente já consumiu os seus grãos. Isso porque é a partir dessa espécie que é preparado um dos pratos mais típicos do Brasil: a canjica (também chamada de mungunzá em algumas regiões). Embora se trate de um cereal, assim como os outros tipos de milho ele não possui glúten, e por isso a receita característica de festas juninas pode ser consumida por celíacos.

Outros benefícios que merecem destaque desse alimento são a forte presença de proteínas e de vitaminas do complexo B, que por sua vez dão mais energia para o corpo e colaboram para o bom funcionamento do sistema nervoso. Também aumenta os níveis colesterol bom (HDL) enquanto baixa os do ruim (LDL).

Milho de pipoca é rico em fibras

Por fim temos o milho de pipoca, que como o próprio nome indica é usado para fazer esse delicioso snack. O ideal é prepará-lo no micro-ondas, pois assim não é necessário usar óleo, tornando o alimento mais saudável. Ah, e pipocas doces também podem ser saudáveis, viu? Para isso a dica é usar açúcar demerara ou de coco no seu preparo.

Embora seus benefícios não sejam muito diferentes dos do milho verde, é importante frisar que a casquinha da pipoca é riquíssima em fibras, por isso evite retirá-la. Além disso, as fibras também ajudam a controlar a diabetes por ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue. Ao mesmo tempo, é bom não exagerar, porque embora embora seu índice glicêmico seja baixo não se pode dizer o mesmo de sua carga glicêmica.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás

5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás 5 plantas para ter em casa cujas folhas preparam ótimos chás

Você já pensou em cultivar plantas medicinais em casa? Existem ervas que são fáceis de cuidar, rendem excelentes chás e também podem ser usadas como tempero....

> Leia mais
Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3

Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3 Não é o só o peixe! 4 alimentos que são poderosas fontes de ômega 3

Apesar de associarmos o ômega 3 (substância importante para o cérebro e o coração) aos peixes como salmão, sardinha e atum, existem muitos outros alimentos...

> Leia mais
6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta

6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta 6 superalimentos pouco conhecidos que você deveria incluir na dieta

O termo superalimento vem se popularizando cada vez mais entre pessoas que buscam um estilo de vida mais saudável. Afinal, ele caracteriza uma série de...

> Leia mais
Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo

Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo Licopeno: para que serve e em quais alimentos encontrá-lo

Você já ouviu falar no licopeno? Ele é um dos antioxidantes mais poderosos que existem e faz parte do grupo dos carotenoides (substâncias responsáveis pela...

> Leia mais
Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta

Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta Alho-poró: 5 benefícios dessa hortaliça na sua dieta

Muito usado em diferentes culinárias ao redor do mundo, o alho-poró é um ótimo tempero para massas, molhos, carnes, risotos, sopas e pratos diversos. Ele é...

> Leia mais
Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa Semana Santa saudável: como não abrir mão da dieta durante o feriado de Páscoa

Uma das melhores partes da Páscoa é se deliciar com os pratos (receitas de peixes, como bacalhau, arroz colorido, carnes, massas e o que mais você preferir),...

> Leia mais
Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce Ovo de Páscoa: como preparar uma versão mais saudável do doce

A Páscoa é uma das épocas mais animadas e gostosas do ano, né? É o melhor momento para comer muitas trufas, bombons e, é claro, os famosos ovos de chocolate....

> Leia mais
4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia 4 maneiras de evitar o envelhecimento precoce com simples atitudes no dia a dia

Você sabia que existem formas de preservar o corpo e a elasticidade da pele? É verdade que não há uma fórmula mágica para fugir do envelhecimento - afinal,...

> Leia mais
6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante 6 benefícios do maracujá que vão além do efeito calmante

Você já deve ter ouvido falar no potencial calmante do maracujá - alimento que ajuda a tranquilizar a mente e tratar problemas como a insônia, por exemplo....

> Leia mais
Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos Carne de jaca: aprenda a preparar essa receita adorada por veganos

Muito usada na culinária vegana, a carne de jaca é uma ótima alternativa ao frango (até possui uma textura semelhante). Ela pode ser usada em receitas como...

> Leia mais