Conheça os tipos de milho mais comuns e as melhores formas de consumi-los

Milho verde e milho de pipoca são diferentes, mas possuem valor nutricional parecido
Milho verde e milho de pipoca são diferentes, mas possuem valor nutricional parecido

Produto recomendado

Milho orgânico Taeq 500g

Milho orgânico Taeq 500g

Botão do Pão de Açúcar Delivery

Parando rapidamente para pensar em pratos típicos do nosso país é fácil perceber a constante presença do milho. Afinal, ele é o principal ingrediente de diversos doces e salgados, como a pamonha, a canjica e a pipoca. Mas você já percebeu que essas receitas utilizam diferentes espécies do cereal? Pois é, e além de cada uma ser usada em um tipo de prato os valores nutricionais também se diferenciam um pouco. Quer entender melhor as vantagens de cada milho e onde usá-los? Então confira!

Milho verde pode ser subdividido entre milho doce e milho amarelo

O milho verde nada mais é do que o que você come na rua ou prepara em casa. A grande questão é que ele pode ser subdividido em duas categorias diferentes: o milho doce e o amarelo. O primeiro, como o próprio nome indica, tem um sabor mais adocicado, e por isso é fácil encontrar quem aprecie o seu consumo. Ao mesmo tempo, isso apenas mostra que ele possui mais açúcar que os demais - algo que ocorre porque o milho é colhido antes que seus grãos endureçam e esse açúcar vire amido. Lembrando apenas que esse é um açúcar natural do cereal, e por isso pode sim ser consumido por diabéticos.

O milho doce é, inclusive, o comprado enlatado no mercado, usado muitas vezes com a ervilha no preparo das mais diferentes receitas. Também aparece como acompanhamento em diferentes pratos, como cachorro-quente, e pode ser usado para preparar outros ingredientes, como pastas e patês.

Tudo bem, mas e o milho amarelo? Bem, esse é a espiga que você compra no mercado e muitas vezes cozinha para comer com sal e manteiga. Seus benefícios acabam sendo um pouco melhores que o milho doce por ser mais facilmente encontrado em sua forma natural, e não apenas industrializada. Inclusive, se o milho for orgânico melhor ainda, porque isso significa que ele não possui agrotóxicos.

De uma forma geral o milho é rico em fibras, o que significa que ajuda o sistema digestório a funcionar melhor e evita problema como a constipação, além de dar a sensação de saciedade, impedindo a compulsão alimentar. O cereal também é fonte de carboidrato, o que significa que dá mais energia para o corpo. Além disso, possui antioxidantes, que fortalecem o sistema imunológico e ainda evitam o envelhecimento precoce.

Milho branco é usado para fazer canjica

Talvez você nunca tenha visto uma espiga de milho branco, mas provavelmente já consumiu os seus grãos. Isso porque é a partir dessa espécie que é preparado um dos pratos mais típicos do Brasil: a canjica (também chamada de mungunzá em algumas regiões). Embora se trate de um cereal, assim como os outros tipos de milho ele não possui glúten, e por isso a receita característica de festas juninas pode ser consumida por celíacos.

Outros benefícios que merecem destaque desse alimento são a forte presença de proteínas e de vitaminas do complexo B, que por sua vez dão mais energia para o corpo e colaboram para o bom funcionamento do sistema nervoso. Também aumenta os níveis colesterol bom (HDL) enquanto baixa os do ruim (LDL).

Milho de pipoca é rico em fibras

Por fim temos o milho de pipoca, que como o próprio nome indica é usado para fazer esse delicioso snack. O ideal é prepará-lo no micro-ondas, pois assim não é necessário usar óleo, tornando o alimento mais saudável. Ah, e pipocas doces também podem ser saudáveis, viu? Para isso a dica é usar açúcar demerara ou de coco no seu preparo.

Embora seus benefícios não sejam muito diferentes dos do milho verde, é importante frisar que a casquinha da pipoca é riquíssima em fibras, por isso evite retirá-la. Além disso, as fibras também ajudam a controlar a diabetes por ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue. Ao mesmo tempo, é bom não exagerar, porque embora embora seu índice glicêmico seja baixo não se pode dizer o mesmo de sua carga glicêmica.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Casca de maracujá: 5 motivos para nunca desperdiçar essa parte fibrosa da fruta

Casca de maracujá: 5 motivos para nunca desperdiçar essa parte fibrosa da fruta Casca de maracujá: 5 motivos para nunca desperdiçar essa parte fibrosa da fruta

Nada mais gostoso que um suco de maracujá para relaxar, não é mesmo? A fruta é famosa pelo seu sabor inigualável e suas propriedades calmantes. Mas o que...

> Leia mais
Receitas com pitaya: 4 opções saudáveis que farão você se deliciar com a fruta

Receitas com pitaya: 4 opções saudáveis que farão você se deliciar com a fruta Receitas com pitaya: 4 opções saudáveis que farão você se deliciar com a fruta

A pitaya é uma fruta deliciosa e ainda pouco conhecida por muita gente. Apelidada de "fruta do dragão", por suas cores diferentes e chamativas e seu aspecto...

> Leia mais
Oca do Peru: os benefícios desse tubérculo famoso na culinária andina

Oca do Peru: os benefícios desse tubérculo famoso na culinária andina Oca do Peru: os benefícios desse tubérculo famoso na culinária andina

Ao ler o nome oca talvez você pense que estamos falando sobre a moradia tradicional indígena, mas não! Também conhecida como oca do Peru, esse tubérculo é...

> Leia mais
Você conhece o glutamato monossódico? Saiba os perigos do realçador de sabor

Você conhece o glutamato monossódico? Saiba os perigos do realçador de sabor Você conhece o glutamato monossódico? Saiba os perigos do realçador de sabor

Você provavelmente já passou por ele sem nem perceber várias vezes. Isso porque esse ingrediente se disfarça sob várias "identidades": realçador de sabor,...

> Leia mais
Alimentos com flúor são bons ou ruins para a saúde? Saiba mais sobre o mineral

Alimentos com flúor são bons ou ruins para a saúde? Saiba mais sobre o mineral Alimentos com flúor são bons ou ruins para a saúde? Saiba mais sobre o mineral

Você com certeza já ouviu falar do flúor na hora de ir ao dentista, ou nas indicações para comprar algum creme ou enxaguante bucal. Porém, apesar de não...

> Leia mais
Marmitas frias para o dia a dia: 6 ideias saudáveis para comer a qualquer hora

Marmitas frias para o dia a dia: 6 ideias saudáveis para comer a qualquer hora Marmitas frias para o dia a dia: 6 ideias saudáveis para comer a qualquer hora

A gente sabe que ser saudável não é uma tarefa fácil em um primeiro momento. Afinal, para que ter trabalho levando comida de casa para o trabalho ou...

> Leia mais
Bactérias na comida são um perigo! Entenda por que armazenar bem os alimentos

Bactérias na comida são um perigo! Entenda por que armazenar bem os alimentos Bactérias na comida são um perigo! Entenda por que armazenar bem os alimentos

Quando você chega do mercado o que faz com as compras? Provavelmente guarda cada alimento no seu respectivo destino, certo? O problema é que às vezes surge...

> Leia mais
Depressão pós-parto e alimentação: os nutrientes que ajudam a evitá-la

Depressão pós-parto e alimentação: os nutrientes que ajudam a evitá-la Depressão pós-parto e alimentação: os nutrientes que ajudam a evitá-la

A cada quatro mães de recém-nascidos brasileiras, uma sofre de depressão pós-parto. Com os hormônios ainda em reajuste, a mulher pode experimentar um período...

> Leia mais
5 aplicativos para lembrar de beber água que vão te ajudar a se manter hidratado

5 aplicativos para lembrar de beber água que vão te ajudar a se manter hidratado 5 aplicativos para lembrar de beber água que vão te ajudar a se manter hidratado

A água representa 70% do nosso organismo e é essencial para o nosso corpo. Inclusive, beber água é, muitas vezes, receituário médico em diversas situações....

> Leia mais
10 benefícios do feijão azuki que valem a pena conhecer

10 benefícios do feijão azuki que valem a pena conhecer 10 benefícios do feijão azuki que valem a pena conhecer

Se tem uma coisa que não pode faltar na casa do brasileiro, decididamente, é o feijão. E por aqui a gente tem vários tipos: feijão preto, branco, manteiga,...

> Leia mais