Como conservar a salada no trabalho? Veja 4 dicas para guardar a sua refeição!

Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas são opções muito criativas para seguirmos uma dieta sem perder o sabor de uma ótima refeição.
Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Consultor:

Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, é especialista em Nutrição em Cardiologia pelo InCor (Instituto do Coração) e em Distúrbios Metabólicos e risco Cardiovascular pelo CEU (Centro de extensão Universitária)

Quem trabalha fora e busca uma alimentação equilibrada no dia a dia, sabe o valor que tem uma boa salada. Além de mais saudáveis e econômicas, elas podem ser uma opção muito criativa para seguirmos uma dieta, variando as cores nas refeições, sem perder o sabor! Para isso, é importante sabermos manuseá-las de forma correta e conservá-las em recipientes/potes para manter grande parte de seus principais nutrientes e, claro, preservar o gosto das iguarias numa divisão ideal de prato ou então de uma marmita impecável e funcional.


A estrutura para uma excelente salada armazenada em pote é sempre contar com folhas, legumes, tempero e algum elemento que possa deixar a refeição mais crocante. Variar os ingredientes sempre também é uma ótima ideia para evitar a mesmice e contar com nutrientes diferenciados.

A nutricionista Adriana Ávila explica que manter uma ordem dos ingredientes é fundamental para que a salada permaneça saborosa mesmo após transporte. Assim, as verduras de folha vão sempre no fundo do pote. Ela dá a dica de deixá-las sempre inteiras ou rasgadas, mas se não for possível usar faca fora de casa, a especialista sugere que elas vão picadas mesmo, mas sempre com o cuidado de não deixá-las muito pequenas para que não percam as fibras alimentares.

Acima das folhas vão os legumes: ralados, picados em rodelas ou em palitos. Adriana ressalta, mais uma vez, que não corte muito pequenos, para não destruir as fibras. Se optar por fazê-los cozidos, que fiquem al dente, para manter as vitaminas. Os temperos, como limão espremido, aceto balsâmico ou vinagre, além do azeite de oliva ou maionese light, deverão ser colocados na hora do consumo, se possível, para não murchar as hortaliças.

Alimentos como a granola salgada ou oleaginosas (castanhas, nozes ou amêndoas) são ideais para deixar a salada mais crocante e aumentar a sensação de saciedade. A nutricionista orienta que os deixe por cima da salada para evitar o contato com temperos úmidos, que podem deixá-los amolecidos.

Adriana oferece quatro dicas para manter sua marmita mais gostosa por mais tempo. São elas:

4 dicas para conservar a salada

Mantenha a salada separada do restante da comida - Manter a salada longe do arroz, feijão, legumes, carnes evita que ela "murche";

Carnes cozidas ou desfiadas – A nutricionista orienta que carnes em forma de bife podem ficar endurecidas;

Não aqueça demais as refeições – Seja em banho-maria ou no micro-ondas. Desta forma, você evita que os alimentos fiquem ressecados;

Não coloque sal na salada – O restante da refeição já terá sido temperado com sal. Desta maneira, você evita o excesso de sal, que pode ocasionar inchaço, sobrecarga para os rins e alteração da pressão arterial.

Sugestões de saladas para o seu dia a dia

Adriana sempre sugere uma verdura, um legume, tempero e elemento para deixar a salada mais crocante. Ela deu algumas dicas de combinações para 5 dias. Que tal tentar?

- Alface americana + Cenoura + Azeite e limão + Castanha de caju;
- Rúcula + Beterraba + Maionese light e vinagre + Nozes;
- Escarola + Abobrinha + Azeite e aceto balsâmico + Amêndoa;
- Agrião + Pepino + Maionese light alho picado + Castanha do Pará;
- Alface roxa + Rabanete + Azeite com alecrim + Granola salgada.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer conserva de jurubeba

Como fazer conserva de jurubeba Como fazer conserva de jurubeba

Consumir jurubeba em conserva é uma ótima dica para melhorar o sistema digestivo. Para quem não sabe, essa planta tem propriedades diuréticas, laxativas,...

> Leia mais
Frutas com todas as letras do alfabeto: conheça opções de A a Z

Frutas com todas as letras do alfabeto: conheça opções de A a Z Frutas com todas as letras do alfabeto: conheça opções de A a Z

O universo das frutas é bem mais amplo e variado do que parece, sabia? Estima-se que existem mais de 300 espécies nativas brasileiras, fora os frutos...

> Leia mais
Como aumentar hemoglobina com a alimentação

Como aumentar hemoglobina com a alimentação Como aumentar hemoglobina com a alimentação

Você sabe o que é hemoglobina? Essa proteína está dentro dos nossos glóbulos vermelhos e é a responsável pela cor do nosso sangue. Considerada...

> Leia mais
Quem tem gastrite pode comer ovo? E tapioca? Saiba o que deve ou não ser evitado

Quem tem gastrite pode comer ovo? E tapioca? Saiba o que deve ou não ser evitado Quem tem gastrite pode comer ovo? E tapioca? Saiba o que deve ou não ser evitado

Montar uma dieta para quem tem gastrite pode ser um pouco desafiador - afinal, é necessário cortar alimentos muito ácidos, gordurosos, frituras e outros que...

> Leia mais
5 alimentos que não contêm ferro e são pouco indicados para quem tem anemia

5 alimentos que não contêm ferro e são pouco indicados para quem tem anemia 5 alimentos que não contêm ferro e são pouco indicados para quem tem anemia

Para ter uma dieta rica em ferro é muito importante incluir ingredientes específicos no cardápio - como carnes (principalmente miúdos), leguminosas e...

> Leia mais
Cana-da-índia: para que serve em termos nutricionais? Conheça suas vantagens

Cana-da-índia: para que serve em termos nutricionais? Conheça suas vantagens Cana-da-índia: para que serve em termos nutricionais? Conheça suas vantagens

A cana-da-índia ou canna indica é um tipo de PANC (Planta Alimentícia Não Convencional) existente em várias versões - com flores amarelas, avermelhadas,...

> Leia mais
O que é tabule? Ele engorda? Tire suas dúvidas sobre essa salada de origem árabe

O que é tabule? Ele engorda? Tire suas dúvidas sobre essa salada de origem árabe O que é tabule? Ele engorda? Tire suas dúvidas sobre essa salada de origem árabe

Se você sempre se perguntou o que é tabule, saiba que esse é um prato originário do Líbano, feito à base de triguilho, o famoso trigo para quibe. Com sabor...

> Leia mais
4 séries sobre alimentação saudável que valem a pena conhecer

4 séries sobre alimentação saudável que valem a pena conhecer 4 séries sobre alimentação saudável que valem a pena conhecer

Você também faz parte do time que ama assistir a filmes, séries e documentários sobre culinária? Consumir esse tipo de conteúdo é ótimo para aprender mais...

> Leia mais
Pepino é fruta ou legume? Saiba tudo sobre esse alimento nutritivo

Pepino é fruta ou legume? Saiba tudo sobre esse alimento nutritivo Pepino é fruta ou legume? Saiba tudo sobre esse alimento nutritivo

É muito provável que você já tenha visto o pepino daquela forma clássica, com duas rodelas sob os olhos de alguém para uma limpeza de pele caseira. Mas os...

> Leia mais
Nuggets vegano existe! Como fazer essa versão sem ingredientes de origem animal

Nuggets vegano existe! Como fazer essa versão sem ingredientes de origem animal Nuggets vegano existe! Como fazer essa versão sem ingredientes de origem animal

Você sabia que é possível preparar uma receita de nuggets vegano feita à base de grão-de-bico, legumes e diferentes temperos? Em vez de apostar na versão...

> Leia mais