Como anda a sua saúde alimentar? Veja 5 dicas para melhorá-la a cada dia

Na maioria das vezes, a gente só lembra de cuidar da alimentação quando sentimos algum problema, não é mesmo? Por isso, adiantar-se é fundamental. Seja em uma completa reeducação alimentar ou em simples hábitos de vida, tudo o que comemos interfere diretamente na qualidade do nosso dia a dia.
Na maioria das vezes, a gente só lembra de cuidar da alimentação quando sentimos algum problema, não é mesmo? Por isso, adiantar-se é fundamental. Seja em uma completa reeducação alimentar ou em simples hábitos de vida, tudo o que comemos interfere diretamente na qualidade do nosso dia a dia.

Ter uma alimentação saudável é o resultado da combinação de uma variedades de nutrientes essenciais para o bem-estar do nosso organismo. Tudo o que ingerimos está diretamente ligado com o bom funcionamento do corpo. Sendo assim, que tal algumas dicas infalíveis para manter em dia a sua saúde alimentar e adquirir os benefícios que os alimentos podem trazer? Veja a aprenda!

Estamos numa constante busca por uma alimentação equilibrada e que possa trazer benefícios para o nosso organismo, para isso, na maioria dos casos, é necessária uma mudança de hábitos ou até mesmo uma reeducação alimentar que, segundo a nutróloga Laura Ohana, começa se baseando em "descascar mais e desembalar menos", ou seja, mais alimentos naturais e menos industrializados:

"Se você pensa em adotar uma alimentação saudável reveja profundamente os seus hábitos. E comece descascando mais e desembalando menos. Alimentos industrializados são predominantemente compostos de açúcar, sal e gordura, o que garante que esses sejam muito bem aceitos pelo públicos e consumido por boa parcela da população. O processamento dos alimentos tem por objetivo dar a eles melhor palatabilidade e apresentação, mas se encarrega de retirar também inúmeros nutrientes que eram originalmente encontrados no produto inicial", explica a profissional que nos deu dicas de como equilibrar a saúde alimentar. Confira!

5 maneiras de ficar em dia com a sua saúde

1 - Escolha sempre os alimentos naturais: Produtos que vieram direto da natureza para o nosso consumo conservam suas propriedades originais. Mantém as suas fibras, suas vitaminas, micronutrientes e seus fitoquímicos, os quais possuem incalculáveis funções benéficas ao nosso organismo capazes até mesmo de prolongar o nosso tempo de vida, reduzindo doenças cardiovasculares e inúmeros tipos de cânceres.

Os alimentos orgânicos são bons exemplos para incluir na sua alimentação, já que eles estão livres de agrotóxicos e aditivos químicos que também podem afetar a sua saúde. Podemos encontrar frutas orgânicas como morango, banana, manga, limão e verduras e legumes como couve, beterraba, alface, espinafre e brócolis, que além de serem mais saudáveis, irão completar os nutrientes necessários para o seu bem-estar.

"Eu costumo dizer que devemos pensar o caminho que o alimento percorreu até chegar a nós. Será uma fruta que foi colhida e transportada até que vc comprasse e a consumisse? Ou será uma alimento processado que veio de um produto originalmente natural mas que foi triturado, refinado e recebeu inúmeros aditivos químicos pra que chegasse com ótima apresentação até a sua mesa?", destaca a médica nutróloga.

2 - Prefira alimentos naturais: É possível que soe como um exagero, mas já está cientificamente comprovado que alimentos ricos em açúcar, gordura e sal são capazes de gerar dependência tão intensa quanto a dependência de drogas como a cocaína, por exemplo. Esses alimentos agem no cérebro estimulando a produção de dopamina, que parece ser o principal mediador da dependência química. E é justamente a dopamina o neurotransmissor estimulado pela cocaína.

"Caso precise consumir alimentos industrializados, essa boa dica costuma funcionar: crie o hábito de ler a lista de ingredientes no verso do produto. O ingrediente que aparece primeiro é o utilizado em maior quantidade até o último que é o que apresenta-se em menor quantidade no produto. Se encontrar muitos substâncias químicas que desconheça, convém desconfiar que o alimento seja altamente processado", indica a Dra. Laura.

3 - Beba água com frequência: A água hidrata e ajuda o corpo a eliminar as impurezas do corpo. É comum que o nosso organismo tenha dificuldade de diferenciar a sede da "vontade de comer" e, frequentemente, a primeiro desejo que observamos ao sentir os primeiros sinais de sede é o de comer algo. Nessas situações, se optarmos por nos hidratar ingerindo água é provável que a atração pelo alimento diminua.

4 - Atenção aos níveis de açúcar das bebidas: O consumo de bebidas com açúcar são o principal fator desencadeante de obesidade no mundo. Refrigerantes, sucos de caixa, bebidas como guaraná natural, mate adoçado com açúcar, sucos artificiais dentre outras são formas fáceis e rápidas de oferecer açúcar para o corpo. Ao mesmo tempo em que o organismo não identifica bem a assimilação de calorias e não sacia o apetite. Dessa forma a busca por alimentos continua e ocorre assim uma tendência ao ganho adicional de peso.

"Evite ainda sucos de frutas em que as fibras foram retiradas quando coados. Se optar por consumir sucos de frutas atente para não coá-los e manter a fruta integral. Quando coados as fibras são retiradas fazendo com que o açúcar natural da fruta, a frutose, seja rapidamente absorvida resultando no mesmo efeito do consumo excessivo de açúcar que deveríamos evitar" ressalta a profissional.

5 - Cuidado como o padrão alimentar da sociedade: "Ele está longe de ser o ideal", reitera Laura, alertando o cuidado com o que parece ser normal:

"A sociedade moderna consome menos alimentos naturais do que deveria. Não tem o hábito de adicionar às suas refeições frutas, legumes e verduras variados e opta pelo consumo excessivo de carnes. E de forma ainda mais marcante vem escolhendo alimentos ultra processados diariamente pela praticidade e pelo sabor. Esses hábitos errados vêm resultando no aumento exponencial de doenças diversas e de mortes no mundo", finaliza.

Mais noticias com...
Receitas:
Banana
Ver Mais

Últimas Matérias

Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas

Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas

Ter uma alimentação rica em vitaminas é fundamental para fortalecer a imunidade e garantir o bom funcionamento do organismo como um todo. O complexo K, em...

> Leia mais
Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta

Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta

Preparar sucos naturais é uma ótima alternativa para refrescar nos dias mais quentes e manter o corpo hidratado. E, para variar no cardápio de bebidas, que...

> Leia mais
Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa

Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa

Tem coisa melhor que passar o Dia dos Pais junto com a família contando histórias, comendo, fazendo jogos e brincadeiras? A melhor parte é que nem é preciso...

> Leia mais
Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo

Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo

Usar cogumelos para incrementar receitas veganas ou vegetarianas é sempre uma boa opção. Afinal, eles acrescentam muito em termos nutricionais e agregam mais...

> Leia mais
Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Você sabia que a mozarela de búfala é um dos tipos de queijos brancos mais consumidos do mundo? Conhecida pela sua textura cremosa e suculenta, ela tem como...

> Leia mais
Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Você sabia que é possível preparar receitas de macarrão sem necessariamente usar farinha de trigo? Quem é celíaco, por exemplo, deve passar longe de pratos...

> Leia mais
6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora 6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

Às vezes pode parecer difícil seguir uma dieta vegana e ter tempo para preparar lanches sem ingredientes de origem animal durante a correria do dia a dia....

> Leia mais
O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

Se você gosta de experimentar comidas típicas de diferentes regiões do Brasil, é bem provável que já conheça o sagu - uma sobremesa feita com vinho tinto...

> Leia mais
Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação

Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação

Fruto da aroeira-vermelha, a pimenta-rosa é uma planta brasileira de ardência leve, sabor adocicado e aparência delicada. Mas além de características e...

> Leia mais
4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas

4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas 4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas

Considerado um superalimento, o coco é uma fruta das frutas mais nutritivas que existe. Ele é rico em minerais importantes como cálcio, magnésio, cobre,...

> Leia mais