Comer bem não é comer bastante! Veja dicas para se alimentar melhor

O ideal é levar lanches e marmitas saudáveis para o trabalho, pois assim você se alimenta com mais frequência e evita a compulsão alimentar
O ideal é levar lanches e marmitas saudáveis para o trabalho, pois assim você se alimenta com mais frequência e evita a compulsão alimentar
Jéssica Pimentel

Consultor:

Jéssica Pimentel

Graduada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possui pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional pela VP - Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Buscar uma alimentação saudável é a meta de muita gente, né? Só que, muitas vezes, fica difícil ponderar as quantidades e descobrir quais alimentos são essenciais na rotina. Para saber dicas de como se alimentar bem (mas fugindo das grandes quantidades) nós conversamos com a nutricionista Jéssica Pimentel, que contou dicas muito importantes para quem quer ter um estilo de vida mais equilibrado. Confira e aprenda!

Não pule refeições e tenha sempre um lanche na bolsa para aliviar a fome

Para que você não corra o risco de exagerar na alimentação, o ideal é manter uma rotina regrada - comendo a cada 3 horas, por exemplo. De acordo com a nutricionista Jéssica Pimentel, é importante ter sempre um lanche na bolsa para o dia a dia. "Uma das principais dicas é não pular refeições. O ideal é que você tenha um snack saudável na bolsa e planeje bem a marmita que vai levar no dia a dia. Isso vai fazer com que você não chegue morrendo de fome para as próximas refeições e acabe comendo mais. Lembre-se: jejum de longo prazo diminui o nosso controle de saciedade", conta a profissional.

Não faça restrições alimentares sem consultar um nutricionista

Outra dica importante é nunca montar a própria rotina de alimentação sem consultar um nutricionista. Caso você monte uma dieta desequilibrada os hormônios podem se desregular, fazendo com que a fome também aumente. "Evite fazer dietas restritivas por conta própria! A restrição calórica excessiva leva à queda de serotonina, que é o neurotransmissor da 'felicidade'. Com a queda da serotonina, é possível que apareça a compulsão alimentar", explica Jéssica.

Procure controlar o estresse para não descontar na alimentação

Muita gente esquece, mas também é importante cuidar da mente e tratar de problemas como estresse e ansiedade. De acordo com a nutricionista, o estresse pode desencadear uma série de problemas - inclusive a compulsão alimentar.

"É importante que você fique de olho no estresse. Quando estamos muito estressados, temos a tendência de procurar por alimentos ricos em carboidratos que não são saudáveis, principalmente os ricos em açúcar. Quando sentir que o estresse está chegando, uma boa dica é abusar de chás calmantes e castanhas. Se for recorrer ao chocolate, dê preferência àqueles que possuem um teor mais alto de cacau, como os acima de 70%. O cacau também ajuda a diminuir cortisol, o hormônio do estresse", explica a profissional.

Invista em boas noites de sono para não desregular os hormônios

Você sabia que o sono também é importante para manter uma boa alimentação? A nutricionista explica por que isso ocorre: "Outra dica importante é procurar ter boas noites de sono. Dormir pouco desregula os hormônios e o corpo como todo. Quando dormimos poucas horas por dia, elevamos os níveis de cortisol e de grelina - aumentando, assim, a sensação de fome e a busca por alimentos calóricos", conta.

Dê preferência aos açúcares naturais para preparar doces, adoçar sucos e cafés

Outra dica interessante é tomar uma postura mais seletiva na hora de adoçar os alimentos. De acordo com Jéssica, os adoçantes artificiais podem prejudicar a saúde do corpo e, por isso, devem ser evitados sempre que possível.

"Adoçantes artificiais podem aumentar indiretamente a sua fome. O adoçante provoca aumento de insulina e, com isso, seu corpo também aumenta os níveis de adrenalina e cortisol. O que irá aumentar a fome e a compulsão por doce. Além disso, os adoçantes artificiais desregulam os nossos hormônios. Por isso, o mais indicado é que você dê preferência aos açúcares e adoçantes naturais", comenta a profissional.

Coma devagar para que o seu corpo registre os sinais de saciedade

Para não exagerar demais na comida, outra dica importante é atentar à forma que você come. Segundo a nutricionista, uma boa dica é mastigar devagar para que, assim, você não acabe comendo mais do que o necessário. "Atenção na hora da refeição! Não coma com pressa e mastigue bem os alimentos. Com uma mastigação mais lenta, o seu corpo terá mais tempo de captar os sinais de saciedade. Além disso, vale destacar que os sentidos do corpo (visão, olfato, paladar) também auxiliam na mensagem para gerar saciedade", finaliza Jéssica.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

O que é picles e como fazer essa conserva

O que é picles e como fazer essa conserva O que é picles e como fazer essa conserva

Usado no preparo de saladas, sanduíches e outras receitas, o picles nada mais é do que uma forma de preparar e consumir legumes e vegetais, reaproveitando os...

> Leia mais
Conhece alguma fruta com Q? Veja espécies supernutritivas

Conhece alguma fruta com Q? Veja espécies supernutritivas Conhece alguma fruta com Q? Veja espécies supernutritivas

Que tal experimentar frutas de diferentes espécies para ampliar o cardápio e preparar novas receitas? No Brasil, existem milhares de opções nativas e...

> Leia mais
Como fazer yakisoba tradicional, prato com legumes rico em nutrientes

Como fazer yakisoba tradicional, prato com legumes rico em nutrientes Como fazer yakisoba tradicional, prato com legumes rico em nutrientes

De origem japonesa, o yakisoba nada mais é que um tipo de macarrão servido com diferentes legumes, temperos e, geralmente, incrementado com molho shoyu....

> Leia mais
Comida portuguesa: 5 pratos para se apaixonar por essa culinária

Comida portuguesa: 5 pratos para se apaixonar por essa culinária Comida portuguesa: 5 pratos para se apaixonar por essa culinária

A influência portuguesa na culinária brasileira é inegável. Mas quando se trata dos pratos típicos desse país europeu, nem todo mundo conhece as referências!...

> Leia mais
Arroz tem açúcar? Entenda sua relação com a glicose

Arroz tem açúcar? Entenda sua relação com a glicose Arroz tem açúcar? Entenda sua relação com a glicose

Embora tenha apenas 0,1 gramas de açúcar por porção, o arroz é um alimento caracteristicamente conhecido por influenciar no aumento da glicose. Por isso,...

> Leia mais
4 receitas veganas para preparar no verão

4 receitas veganas para preparar no verão 4 receitas veganas para preparar no verão

Apostar em receitas mais leves, naturais e refrescantes durante o verão é uma dica importante para manter o corpo hidratado e bem nutrido. No entanto, quando...

> Leia mais
4 alimentos que diminuem a absorção de ferro e como melhorá-la

4 alimentos que diminuem a absorção de ferro e como melhorá-la 4 alimentos que diminuem a absorção de ferro e como melhorá-la

Responsável pelo transporte de oxigênio entre as células e importante para o bom funcionamento do metabolismo, o ferro é um tipo de mineral que não pode...

> Leia mais
Como preparar agrião? Descubra diferentes maneiras de consumir o vegetal

Como preparar agrião? Descubra diferentes maneiras de consumir o vegetal Como preparar agrião? Descubra diferentes maneiras de consumir o vegetal

Incluir vegetais verde-escuros na dieta é uma boa dica para aumentar o consumo de ferro, fibras e vitaminas que fortalecem a imunidade. O agrião, por...

> Leia mais
A receita de doce de casca de maracujá para evitar o despedício da fruta

A receita de doce de casca de maracujá para evitar o despedício da fruta A receita de doce de casca de maracujá para evitar o despedício da fruta

Aproveitar os alimentos em sua totalidade - usando casca, polpa, talo e sementes - é uma ótima forma de ser sustentável (evitando desperdícios) e...

> Leia mais
5 cuidados importantes para quem vai praticar atividades físicas no calor

5 cuidados importantes para quem vai praticar atividades físicas no calor 5 cuidados importantes para quem vai praticar atividades físicas no calor

Praticar exercícios físicos de forma regular e equilibrada - mesmo em dias mais quentes - é importante para a saúde mental e corporal. No entanto, durante o...

> Leia mais