Comer bem não é comer bastante! Veja dicas para se alimentar melhor

O ideal é levar lanches e marmitas saudáveis para o trabalho, pois assim você se alimenta com mais frequência e evita a compulsão alimentar
O ideal é levar lanches e marmitas saudáveis para o trabalho, pois assim você se alimenta com mais frequência e evita a compulsão alimentar
Jéssica Pimentel

Consultor:

Jéssica Pimentel

Graduada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), atualmente faz pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional pela VP - Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Buscar uma alimentação saudável é a meta de muita gente, né? Só que, muitas vezes, fica difícil ponderar as quantidades e descobrir quais alimentos são essenciais na rotina. Para saber dicas de como se alimentar bem (mas fugindo das grandes quantidades) nós conversamos com a nutricionista Jéssica Pimentel, que contou dicas muito importantes para quem quer ter um estilo de vida mais equilibrado. Confira e aprenda!

Não pule refeições e tenha sempre um lanche na bolsa para aliviar a fome

Para que você não corra o risco de exagerar na alimentação, o ideal é manter uma rotina regrada - comendo a cada 3 horas, por exemplo. De acordo com a nutricionista Jéssica Pimentel, é importante ter sempre um lanche na bolsa para o dia a dia. "Uma das principais dicas é não pular refeições. O ideal é que você tenha um snack saudável na bolsa e planeje bem a marmita que vai levar no dia a dia. Isso vai fazer com que você não chegue morrendo de fome para as próximas refeições e acabe comendo mais. Lembre-se: jejum de longo prazo diminui o nosso controle de saciedade", conta a profissional.

Não faça restrições alimentares sem consultar um nutricionista

Outra dica importante é nunca montar a própria rotina de alimentação sem consultar um nutricionista. Caso você monte uma dieta desequilibrada os hormônios podem se desregular, fazendo com que a fome também aumente. "Evite fazer dietas restritivas por conta própria! A restrição calórica excessiva leva à queda de serotonina, que é o neurotransmissor da 'felicidade'. Com a queda da serotonina, é possível que apareça a compulsão alimentar", explica Jéssica.

Procure controlar o estresse para não descontar na alimentação

Muita gente esquece, mas também é importante cuidar da mente e tratar de problemas como estresse e ansiedade. De acordo com a nutricionista, o estresse pode desencadear uma série de problemas - inclusive a compulsão alimentar.

"É importante que você fique de olho no estresse. Quando estamos muito estressados, temos a tendência de procurar por alimentos ricos em carboidratos que não são saudáveis, principalmente os ricos em açúcar. Quando sentir que o estresse está chegando, uma boa dica é abusar de chás calmantes e castanhas. Se for recorrer ao chocolate, dê preferência àqueles que possuem um teor mais alto de cacau, como os acima de 70%. O cacau também ajuda a diminuir cortisol, o hormônio do estresse", explica a profissional.

Invista em boas noites de sono para não desregular os hormônios

Você sabia que o sono também é importante para manter uma boa alimentação? A nutricionista explica por que isso ocorre: "Outra dica importante é procurar ter boas noites de sono. Dormir pouco desregula os hormônios e o corpo como todo. Quando dormimos poucas horas por dia, elevamos os níveis de cortisol e de grelina - aumentando, assim, a sensação de fome e a busca por alimentos calóricos", conta.

Dê preferência aos açúcares naturais para preparar doces, adoçar sucos e cafés

Outra dica interessante é tomar uma postura mais seletiva na hora de adoçar os alimentos. De acordo com Jéssica, os adoçantes artificiais podem prejudicar a saúde do corpo e, por isso, devem ser evitados sempre que possível.

"Adoçantes artificiais podem aumentar indiretamente a sua fome. O adoçante provoca aumento de insulina e, com isso, seu corpo também aumenta os níveis de adrenalina e cortisol. O que irá aumentar a fome e a compulsão por doce. Além disso, os adoçantes artificiais desregulam os nossos hormônios. Por isso, o mais indicado é que você dê preferência aos açúcares e adoçantes naturais", comenta a profissional.

Coma devagar para que o seu corpo registre os sinais de saciedade

Para não exagerar demais na comida, outra dica importante é atentar à forma que você come. Segundo a nutricionista, uma boa dica é mastigar devagar para que, assim, você não acabe comendo mais do que o necessário. "Atenção na hora da refeição! Não coma com pressa e mastigue bem os alimentos. Com uma mastigação mais lenta, o seu corpo terá mais tempo de captar os sinais de saciedade. Além disso, vale destacar que os sentidos do corpo (visão, olfato, paladar) também auxiliam na mensagem para gerar saciedade", finaliza Jéssica.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Alimentos com flúor são bons ou ruins para a saúde? Saiba mais sobre o mineral

Alimentos com flúor são bons ou ruins para a saúde? Saiba mais sobre o mineral Alimentos com flúor são bons ou ruins para a saúde? Saiba mais sobre o mineral

Você com certeza já ouviu falar do flúor na hora de ir ao dentista, ou nas indicações para comprar algum creme ou enxaguante bucal. Porém, apesar de não...

> Leia mais
Marmitas frias para o dia a dia: 6 ideias saudáveis para comer a qualquer hora

Marmitas frias para o dia a dia: 6 ideias saudáveis para comer a qualquer hora Marmitas frias para o dia a dia: 6 ideias saudáveis para comer a qualquer hora

A gente sabe que ser saudável não é uma tarefa fácil em um primeiro momento. Afinal, para que ter trabalho levando comida de casa para o trabalho ou...

> Leia mais
Bactérias na comida são um perigo! Entenda por que armazenar bem os alimentos

Bactérias na comida são um perigo! Entenda por que armazenar bem os alimentos Bactérias na comida são um perigo! Entenda por que armazenar bem os alimentos

Quando você chega do mercado o que faz com as compras? Provavelmente guarda cada alimento no seu respectivo destino, certo? O problema é que às vezes surge...

> Leia mais
Depressão pós-parto e alimentação: os nutrientes que ajudam a evitá-la

Depressão pós-parto e alimentação: os nutrientes que ajudam a evitá-la Depressão pós-parto e alimentação: os nutrientes que ajudam a evitá-la

A cada quatro mães de recém-nascidos brasileiras, uma sofre de depressão pós-parto. Com os hormônios ainda em reajuste, a mulher pode experimentar um período...

> Leia mais
5 aplicativos para lembrar de beber água que vão te ajudar a se manter hidratado

5 aplicativos para lembrar de beber água que vão te ajudar a se manter hidratado 5 aplicativos para lembrar de beber água que vão te ajudar a se manter hidratado

A água representa 70% do nosso organismo e é essencial para o nosso corpo. Inclusive, beber água é, muitas vezes, receituário médico em diversas situações....

> Leia mais
10 benefícios do feijão azuki que valem a pena conhecer

10 benefícios do feijão azuki que valem a pena conhecer 10 benefícios do feijão azuki que valem a pena conhecer

Se tem uma coisa que não pode faltar na casa do brasileiro, decididamente, é o feijão. E por aqui a gente tem vários tipos: feijão preto, branco, manteiga,...

> Leia mais
Mais saudáveis e felizes! Ex-anoréxicas contam como venceram o distúrbio

Mais saudáveis e felizes! Ex-anoréxicas contam como venceram o distúrbio Mais saudáveis e felizes! Ex-anoréxicas contam como venceram o distúrbio

A anorexia é um distúrbio de imagem que faz com que a pessoa se enxergue de maneira muito distorcida da qual ela é de fato (geralmente, com maior peso e...

> Leia mais
O que comer antes de correr? Descubra como ter mais energia e não passar mal

O que comer antes de correr? Descubra como ter mais energia e não passar mal O que comer antes de correr? Descubra como ter mais energia e não passar mal

Verdade seja dita, a corrida é um dos exercícios mais democráticos que tem. Afinal, não é preciso pagar uma academia para começar a treinar, apenas encontrar...

> Leia mais
6 dicas de alimentação saudável para quem tem epilepsia

6 dicas de alimentação saudável para quem tem epilepsia 6 dicas de alimentação saudável para quem tem epilepsia

A epilepsia é uma doença do sistema nervoso que se caracteriza pela perda de consciência momentânea, a partir de crises convulsivas, que acontecem de tempos...

> Leia mais
Triglicerídeos alto: o que comer para regular as taxas dessa gordura no sangue

Triglicerídeos alto: o que comer para regular as taxas dessa gordura no sangue Triglicerídeos alto: o que comer para regular as taxas dessa gordura no sangue

Os triglicerídeos (ou triglicérides) são gorduras muito importantes para o nosso corpo. Elas são as calorias ingeridas que o próprio organismo reserva para...

> Leia mais