Comer bem não é comer bastante! Veja dicas para se alimentar melhor

O ideal é levar lanches e marmitas saudáveis para o trabalho, pois assim você se alimenta com mais frequência e evita a compulsão alimentar
O ideal é levar lanches e marmitas saudáveis para o trabalho, pois assim você se alimenta com mais frequência e evita a compulsão alimentar
Jéssica Pimentel

Consultor:

Jéssica Pimentel

Graduada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), atualmente faz pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional pela VP - Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Buscar uma alimentação saudável é a meta de muita gente, né? Só que, muitas vezes, fica difícil ponderar as quantidades e descobrir quais alimentos são essenciais na rotina. Para saber dicas de como se alimentar bem (mas fugindo das grandes quantidades) nós conversamos com a nutricionista Jéssica Pimentel, que contou dicas muito importantes para quem quer ter um estilo de vida mais equilibrado. Confira e aprenda!

Não pule refeições e tenha sempre um lanche na bolsa para aliviar a fome

Para que você não corra o risco de exagerar na alimentação, o ideal é manter uma rotina regrada - comendo a cada 3 horas, por exemplo. De acordo com a nutricionista Jéssica Pimentel, é importante ter sempre um lanche na bolsa para o dia a dia. "Uma das principais dicas é não pular refeições. O ideal é que você tenha um snack saudável na bolsa e planeje bem a marmita que vai levar no dia a dia. Isso vai fazer com que você não chegue morrendo de fome para as próximas refeições e acabe comendo mais. Lembre-se: jejum de longo prazo diminui o nosso controle de saciedade", conta a profissional.

Não faça restrições alimentares sem consultar um nutricionista

Outra dica importante é nunca montar a própria rotina de alimentação sem consultar um nutricionista. Caso você monte uma dieta desequilibrada os hormônios podem se desregular, fazendo com que a fome também aumente. "Evite fazer dietas restritivas por conta própria! A restrição calórica excessiva leva à queda de serotonina, que é o neurotransmissor da 'felicidade'. Com a queda da serotonina, é possível que apareça a compulsão alimentar", explica Jéssica.

Procure controlar o estresse para não descontar na alimentação

Muita gente esquece, mas também é importante cuidar da mente e tratar de problemas como estresse e ansiedade. De acordo com a nutricionista, o estresse pode desencadear uma série de problemas - inclusive a compulsão alimentar.

"É importante que você fique de olho no estresse. Quando estamos muito estressados, temos a tendência de procurar por alimentos ricos em carboidratos que não são saudáveis, principalmente os ricos em açúcar. Quando sentir que o estresse está chegando, uma boa dica é abusar de chás calmantes e castanhas. Se for recorrer ao chocolate, dê preferência àqueles que possuem um teor mais alto de cacau, como os acima de 70%. O cacau também ajuda a diminuir cortisol, o hormônio do estresse", explica a profissional.

Invista em boas noites de sono para não desregular os hormônios

Você sabia que o sono também é importante para manter uma boa alimentação? A nutricionista explica por que isso ocorre: "Outra dica importante é procurar ter boas noites de sono. Dormir pouco desregula os hormônios e o corpo como todo. Quando dormimos poucas horas por dia, elevamos os níveis de cortisol e de grelina - aumentando, assim, a sensação de fome e a busca por alimentos calóricos", conta.

Dê preferência aos açúcares naturais para preparar doces, adoçar sucos e cafés

Outra dica interessante é tomar uma postura mais seletiva na hora de adoçar os alimentos. De acordo com Jéssica, os adoçantes artificiais podem prejudicar a saúde do corpo e, por isso, devem ser evitados sempre que possível.

"Adoçantes artificiais podem aumentar indiretamente a sua fome. O adoçante provoca aumento de insulina e, com isso, seu corpo também aumenta os níveis de adrenalina e cortisol. O que irá aumentar a fome e a compulsão por doce. Além disso, os adoçantes artificiais desregulam os nossos hormônios. Por isso, o mais indicado é que você dê preferência aos açúcares e adoçantes naturais", comenta a profissional.

Coma devagar para que o seu corpo registre os sinais de saciedade

Para não exagerar demais na comida, outra dica importante é atentar à forma que você come. Segundo a nutricionista, uma boa dica é mastigar devagar para que, assim, você não acabe comendo mais do que o necessário. "Atenção na hora da refeição! Não coma com pressa e mastigue bem os alimentos. Com uma mastigação mais lenta, o seu corpo terá mais tempo de captar os sinais de saciedade. Além disso, vale destacar que os sentidos do corpo (visão, olfato, paladar) também auxiliam na mensagem para gerar saciedade", finaliza Jéssica.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Você sabia que a mozarela de búfala é um dos tipos de queijos brancos mais consumidos do mundo? Conhecida pela sua textura cremosa e suculenta, ela tem como...

> Leia mais
Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Você sabia que é possível preparar receitas de macarrão sem necessariamente usar farinha de trigo? Quem é celíaco, por exemplo, deve passar longe de pratos...

> Leia mais
6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora 6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

Às vezes pode parecer difícil seguir uma dieta vegana e ter tempo para preparar lanches sem ingredientes de origem animal durante a correria do dia a dia....

> Leia mais
O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

Se você gosta de experimentar comidas típicas de diferentes regiões do Brasil, é bem provável que já conheça o sagu - uma sobremesa feita com vinho tinto...

> Leia mais
Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação

Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação

Fruto da aroeira-vermelha, a pimenta-rosa é uma planta brasileira de ardência leve, sabor adocicado e aparência delicada. Mas além de características e...

> Leia mais
4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas

4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas 4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas

Considerado um superalimento, o coco é uma fruta das frutas mais nutritivas que existe. Ele é rico em minerais importantes como cálcio, magnésio, cobre,...

> Leia mais
5 livros para relaxar a mente e deixar os dias mais tranquilos

5 livros para relaxar a mente e deixar os dias mais tranquilos 5 livros para relaxar a mente e deixar os dias mais tranquilos

Criar o hábito de ler livros de diferentes temas no dia a dia pode ser mais benéfico do que você imagina. Além de ser uma forma de aprender, desenvolver...

> Leia mais
Pré-diabetes tem como reverter? Aprenda a tratá-la da forma adequada

Pré-diabetes tem como reverter? Aprenda a tratá-la da forma adequada Pré-diabetes tem como reverter? Aprenda a tratá-la da forma adequada

Para muitas pessoas, receber o diagnóstico de diabetes é sinônimo de restrições alimentares e complicações de saúde a longo prazo. Basta receber a notícia...

> Leia mais
Tempo de molho do feijão, da lentilha e mais! Saiba o ideal para as leguminosas

Tempo de molho do feijão, da lentilha e mais! Saiba o ideal para as leguminosas Tempo de molho do feijão, da lentilha e mais! Saiba o ideal para as leguminosas

Deixar leguminosas (como feijão, lentilha ou ervilha) e outros grãos de molho é fundamental para eliminar os antinutrientes - substâncias que podem...

> Leia mais
Para que serve a bromelina? Conheça essa enzima boa para a digestão

Para que serve a bromelina? Conheça essa enzima boa para a digestão Para que serve a bromelina? Conheça essa enzima boa para a digestão

Presente em todas as partes do abacaxi (polpa, casca e caule), a bromelina é um tipo de enzima que auxilia na digestão e também é usada para fins medicinais....

> Leia mais