Carboidratos x glicose: Como regular o açúcar no sangue com a alimentação?

O consumo de alimentos ricos em carboidratos está diretamente relacionado à medida, velocidade e intensidade do açúcar que circula em nosso sangue, apontadas pelo Índice Glicêmico (IG). Saber controlar a alimentação fará com que o organismo absorva e trabalhe apenas com a parte benéfica que essas substâncias produzem para a energia do corpo.
O consumo de alimentos ricos em carboidratos está diretamente relacionado à medida, velocidade e intensidade do açúcar que circula em nosso sangue, apontadas pelo Índice Glicêmico (IG). Saber controlar a alimentação fará com que o organismo absorva e trabalhe apenas com a parte benéfica que essas substâncias produzem para a energia do corpo.
O consumo de alimentos ricos em carboidratos está diretamente relacionado à medida, velocidade e intensidade do açúcar que circula em nosso sangue, apontadas pelo Índice Glicêmico (IG). Saber controlar a alimentação fará com que o organismo absorva e trabalhe apenas com a parte benéfica que essas substâncias produzem para a energia do corpo.
O consumo de alimentos ricos em carboidratos está diretamente relacionado à medida, velocidade e intensidade do açúcar que circula em nosso sangue, apontadas pelo Índice Glicêmico (IG). Saber controlar a alimentação fará com que o organismo absorva e trabalhe apenas com a parte benéfica que essas substâncias produzem para a energia do corpo.
O consumo de alimentos ricos em carboidratos está diretamente relacionado à medida, velocidade e intensidade do açúcar que circula em nosso sangue, apontadas pelo Índice Glicêmico (IG). Saber controlar a alimentação fará com que o organismo absorva e trabalhe apenas com a parte benéfica que essas substâncias produzem para a energia do corpo.
O consumo de alimentos ricos em carboidratos está diretamente relacionado à medida, velocidade e intensidade do açúcar que circula em nosso sangue, apontadas pelo Índice Glicêmico (IG). Saber controlar a alimentação fará com que o organismo absorva e trabalhe apenas com a parte benéfica que essas substâncias produzem para a energia do corpo.
O consumo de alimentos ricos em carboidratos está diretamente relacionado à medida, velocidade e intensidade do açúcar que circula em nosso sangue, apontadas pelo Índice Glicêmico (IG). Saber controlar a alimentação fará com que o organismo absorva e trabalhe apenas com a parte benéfica que essas substâncias produzem para a energia do corpo.
O consumo de alimentos ricos em carboidratos está diretamente relacionado à medida, velocidade e intensidade do açúcar que circula em nosso sangue, apontadas pelo Índice Glicêmico (IG). Saber controlar a alimentação fará com que o organismo absorva e trabalhe apenas com a parte benéfica que essas substâncias produzem para a energia do corpo.
O consumo de alimentos ricos em carboidratos está diretamente relacionado à medida, velocidade e intensidade do açúcar que circula em nosso sangue, apontadas pelo Índice Glicêmico (IG). Saber controlar a alimentação fará com que o organismo absorva e trabalhe apenas com a parte benéfica que essas substâncias produzem para a energia do corpo.

Produto recomendado

Barra de cereal light de morango com chocolate Taeq 66g

Barra de cereal light de morango com chocolate Taeq 66g

Botão do Pão de Açúcar Delivery

Quando falamos no consumo diário de carboidratos, principalmente à noite, um dos temas mais abordados em relação às fontes dessas substâncias é como regular nosso apetite com o índice glicêmico de açúcar no sangue, sem perder ou, propriamente, tirarmos esses alimentos das nossas dietas mais eficazes. A boa notícia é: isso é possível, e melhor, bem acessível e, até, prazeroso de se fazer!

Atualmente, o corte de carboidratos virou uma das principais medidas adotadas por quem faz dietas de emagrecimento e, principalmente, diabéticos. Mas, além de importantes fontes de energia para o corpo, essas substâncias também são essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Os carboidratos mais simples, encontrados em cereais, massas, arroz, batatas, frutas, laticínios e legumes, entram na corrente sanguínea mais depressa e são considerados de alto índice glicêmico (IG), que é o indicador da velocidade dessa ação. Já o açúcar dos carboidratos complexos, com menos calorias e ricos em fibras, atingem a corrente sanguínea mais lentamente e, por este motivo, são considerados de "baixo IG". "Alimentos com baixo IG podem diminuir as chances de picos de açúcar no sangue, e dessa forma ajudam a manter os níveis normais de glicose no geral", explica a nutricionista Fábia Massarani.

Invista em combinações diferentes!

Dentre os nutrientes, uma alimentação rica em fibras é fundamental para quem quer controlar os níveis de açúcar no sangue, segundo Fábia. "As fibras na verdade ajudam no controle natural dos níveis de açúcar no sangue. Agem como uma forma de obstáculo para que o açúcar não seja disponibilizado diretamente no sangue, evitando a elevação de seus níveis. Por isso, focar no consumo de folhas, vegetais, frutas e alimentos integrais é tão importante", explica.

Investir em alimentos que bloqueiam a glicose é uma ótima ideia para balancear as refeições. As oleaginosas, como as nozes e amêndoas, podem ser combinadas a frutas para que o IG destas seja menor. Além disso, outras fontes de carboidratos também podem ser utilizadas como alternativas aos carboidratos de arroz e pães.

"A batata doce, além de conter antioxidantes e fibras que ajudam a regular a digestão e melhorar a saúde geral, também assume a função de liberação do açúcar mais gradualmente, sendo uma excelente forma de equilibrar o IG de uma refeição", sugere Fábia.

Bons hábitos também colaboram para regular o açúcar

Para manter o corpo nutrido na medida e os níveis de açúcar normais, é importante não pular refeições, pois a atitude não só atrapalha a dieta como também desregula os níveis de diversos componentes na corrente sanguínea. Fábia Massarani explica que fazer refeições regulares, espaçadas e planejadas além de lanches em intervalos do café da manhã, almoço e jantar são ótimos hábitos para manter níveis normais de glicose no sangue.
Mais noticias com...
Receitas:
Arroz
Ver Mais

Últimas Matérias

Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas

Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas Vitaminas K1, K2 e K3: as diferenças e semelhanças entre elas

Ter uma alimentação rica em vitaminas é fundamental para fortalecer a imunidade e garantir o bom funcionamento do organismo como um todo. O complexo K, em...

> Leia mais
Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta

Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta Suco de graviola: 6 receitas refrescantes e nutritivas com a fruta

Preparar sucos naturais é uma ótima alternativa para refrescar nos dias mais quentes e manter o corpo hidratado. E, para variar no cardápio de bebidas, que...

> Leia mais
Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa

Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa Como comemorar o Dia dos Pais de forma criativa sem sair de casa

Tem coisa melhor que passar o Dia dos Pais junto com a família contando histórias, comendo, fazendo jogos e brincadeiras? A melhor parte é que nem é preciso...

> Leia mais
Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo

Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo Os nutrientes do eryngui e como preparar esse cogumelo

Usar cogumelos para incrementar receitas veganas ou vegetarianas é sempre uma boa opção. Afinal, eles acrescentam muito em termos nutricionais e agregam mais...

> Leia mais
Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo Mozarela de búfala tem lactose? Saiba tudo sobre esse queijo

Você sabia que a mozarela de búfala é um dos tipos de queijos brancos mais consumidos do mundo? Conhecida pela sua textura cremosa e suculenta, ela tem como...

> Leia mais
Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos Macarrão sem farinha de trigo: 4 opções ótimas para celíacos

Você sabia que é possível preparar receitas de macarrão sem necessariamente usar farinha de trigo? Quem é celíaco, por exemplo, deve passar longe de pratos...

> Leia mais
6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora 6 lanches veganos supernutritivos para comer a qualquer hora

Às vezes pode parecer difícil seguir uma dieta vegana e ter tempo para preparar lanches sem ingredientes de origem animal durante a correria do dia a dia....

> Leia mais
O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas O que é sagu? Conheça a fécula muito usada no preparo de sobremesas gaúchas

Se você gosta de experimentar comidas típicas de diferentes regiões do Brasil, é bem provável que já conheça o sagu - uma sobremesa feita com vinho tinto...

> Leia mais
Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação

Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação Pimenta-rosa: 5 benefícios dessa planta brasileira na sua alimentação

Fruto da aroeira-vermelha, a pimenta-rosa é uma planta brasileira de ardência leve, sabor adocicado e aparência delicada. Mas além de características e...

> Leia mais
4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas

4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas 4 receitas com coco ralado fresco que são supernutritivas

Considerado um superalimento, o coco é uma fruta das frutas mais nutritivas que existe. Ele é rico em minerais importantes como cálcio, magnésio, cobre,...

> Leia mais