Anemia falciforme: como a alimentação ajuda a tratar essa doença hereditária

Para ajudar a tratar a anemia falciforme, aposte no espinafre e em outras folhas escuras, alimentos ricos em ácido fólico
Para ajudar a tratar a anemia falciforme, aposte no espinafre e em outras folhas escuras, alimentos ricos em ácido fólico
Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Consultor:

Adriana Lúcia van-Erven Ávila

Formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, é especialista em Nutrição em Cardiologia pelo InCor (Instituto do Coração) e em Distúrbios Metabólicos e risco Cardiovascular pelo CEU (Centro de extensão Universitária)

A anemia falciforme é uma doença hereditária que, por uma mutação genética, altera a forma dos glóbulos vermelhos, fazendo com que eles fiquem com a aparência semelhante a uma foice (por isso o nome "falciforme"). Essa doença, que não tem cura, é diferente da anemia adquirida, que é causada por carência de nutrientes como o ferro ou a vitamina B12. Os sintomas costumam ser dor nas articulações e ossos, icterícia (condição em que a pele fica amarelada), palidez e propensão a infecções.

No dia 27 de outubro é celebrado o Dia Nacional da Luta pelos Direitos das Pessoas Com Doenças Falciforme. E, para comemorar essa data importante, nós conversamos com a nutricionista Adriana Ávila, que falou sobre como a alimentação correta pode auxiliar no tratamento.

Vale destacar, ainda assim, que esse tipo de doença deve ser sempre tratado com medicamentos e o devido acompanhamento médico. A alimentação, nesse caso, funciona como um auxiliar para manter o organismo equilibrado. Confira!

Dê atenção especial às folhas escuras

De acordo com a nutricionista Adriana Ávila, existe um nutriente que não pode faltar na dieta de quem tem anemia falciforme: "O ácido fólico (vitamina B9) atua na formação de novas células sanguíneas, ou seja, de hemácias. A pessoa com anemia falciforme tende a ter a destruição das hemácias aumentada, então precisa de mais ácido fólico", explica.

A boa notícia é que é possível aumentar o consumo desse nutriente incluindo alguns alimentos naturais no cardápio: "A vitamina B9 pode ser encontrada nas hortaliças verde-escuras, tais como couve manteiga, rúcula, escarola, espinafre, mostarda, brócolis (flores, talo e folhas), nas folhas e talos da cenoura e beterraba. Além disso, leguminosas (feijões, ervilha, lentilha, grão-de-bico), semente de girassol ou de linhaça também fornecem esse nutriente", complementa Adriana.

Controle o consumo de ferro

Você sabia que quem tem anemia falciforme precisa ter atenção com o consumo de ferro? A nutricionista explica por que isso ocorre e como se adaptar a essa condição: "Com a quebra desordenada das hemácias (que ocorre no organismo do paciente com anemia falciforme), há uma liberação maior do ferro presente nas hemoglobinas. Pode ocorrer, então, o acúmulo desse mineral nos órgãos. Por isso, se faz necessário o controle do consumo de ferro", explica Adriana.

Alguns alimentos que devem ser consumidos de forma moderada são: carne vermelha, fígado, coração, peixes, gema de ovo, quinoa, aveia, cevada, leguminosas, frutas secas (figo, uva passa, pêssego, damasco) e ostras.

Vale destacar que alguns alimentos ricos em ferro também são fontes de ácido fólico. Por isso, a nutricionista destaca que eles devem ser consumidos com cautela. O ideal, para ter um plano alimentar que atenda bem às particularidades da doença, é sempre contar com o acompanhamento de um médico e um nutricionista.

Ômega 3 ajuda na saúde vascular

Segundo a nutricionista, o ômega 3 é outro nutriente que ajuda muito a tratar anemia falciforme e outras doenças sanguíneas. "Esse ácido graxo previne a obstrução (oclusão) dos vasos sanguíneos nas pessoas que têm anemia falciforme, evitando as dores que podem afetar os ossos, músculos e articulações", explica.

Para enriquecer sua rotina de alimentação, invista em peixes ricos nesse ácido graxo, como atum, salmão, sardinha, cavala, cavalinha, namorado, pescada amarela e nas oleaginosas, como amêndoas, nozes, avelãs e castanhas.

Líquidos não podem faltar na alimentação

O anêmico falciforme precisa sempre repor a quantidade de líquidos de seu corpo. A nutricionista destaca que esse é um dos pontos mais importantes. "Ter uma ótima hidratação com água ajuda a minimizar ou evitar dores - pois, com mais água, o sangue fica menos viscoso e circula melhor. A recomendação média é de 2 litros de líquido ao dia, preferencialmente de água natural potável", recomenda.

Consuma alimentos ricos em vitaminas A, do complexo B, C, D, cálcio e zinco

Além de investir no ácido fólico e no ômega 3 - nutrientes indispensáveis para quem tem anemia falciforme -, é importante aumentar o consumo de certas vitaminas e minerais. Confira as recomendações da nutricionista:

Vitamina A é necessária para a saúde da pele

"A vitamina A é importante para proteger a integridade da pele, pois a pessoa com anemia falciforme está mais sujeita a ter úlceras (lesões) principalmente nas pernas. Esse nutriente é encontrado nos seguintes alimentos: mamão, manga, damasco, abóbora, cenoura, batata doce, verduras verde-escuras, leite e derivados, fígado, entre outras fontes".

Vitamina C melhora o sistema de defesa do corpo

"A vitamina C é necessária para manter o sistema imunológico em ordem. Mas, como ela aumenta a absorção do ferro, evite consumi-la junto com alimentos ricos no mineral. As principais fontes de vitamina C são: frutas (laranja, kiwi, abacaxi, tangerina, limão, goiaba, caju, acerola, morango, limão), pimentão, couve crua e pimentão".

Vitamina B6 melhora a produção das hemácias

"A vitamina B6 (piridoxina) é necessária para a produção e maturação das hemácias. Por isso, ela é muito importante para a pessoa com anemia falciforme. Suas principais fontes são: fígado, salmão, banana, ameixa, entre outras".

Vitamina D e cálcio fortalecem os ossos

"A vitamina D e o cálcio são importantes para o crescimento de ossos fortes, o que é necessário para pessoas com anemia falciforme. A vitamina D também participa do sistema imunológico. As fontes desses nutrientes são: leite, iogurte, queijo, peixes como sardinha, cavala, cavalinha, salmão, atum, namorado ou pescada amarela".

Zinco tem ação anti-inflamatória

"O zinco também cuida da integridade da pele, reduzindo a ocorrência de infecções oportunistas, que ocorrem quando o sistema imune não está agindo plenamente. As fontes de zinco são: carne vermelha, ostras, mariscos, fígado e gema de ovo".

É necessário evitar certos alimentos e ter um estilo de vida balanceado

Para ter uma boa qualidade de vida, sem sentir os sintomas da anemia falciforme, é fundamental apostar em um plano alimentar equilibrado. Além de ter um maior controle nutricional, a nutricionista destaca que fazer algumas restrições alimentares também pode ser benéfico:

"O gasto calórico nesses pacientes é aumentado por conta de um metabolismo mais acelerado. Por isso, é importante fornecer as calorias suficientes para não haver o emagrecimento indesejado, a desproteção do sistema imunológico e, com ela, as infecções e úlceras de perna", explica.

"Tenha cuidado com o excesso de gordura saturada e colesterol na alimentação para não prejudicar ainda mais a circulação do sangue. O excesso de sal/sódio pode levar à sobrecarga dos rins, então evite esse abuso", finaliza Adriana.

Última edição: 17/09/2021

Mais noticias com...
Receitas:
Couve
Ver Mais

Últimas Matérias

Arginina: para que serve e onde encontrar

Arginina: para que serve e onde encontrar Arginina: para que serve e onde encontrar

As refeições diárias estão cheias de nutrientes essenciais e superimportantes que nem imaginamos, como é o caso da arginina! Essa substância está presente no...

> Leia mais
Barra de frutas: o que é e como consumir

Barra de frutas: o que é e como consumir Barra de frutas: o que é e como consumir

A barra de frutas é uma fonte de energia e tanto, principalmente em dias mais corridos! Incluir o alimento no cardápio é sinônimo de saúde e saciedade para o...

> Leia mais
Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente Iogurte natural: 6 motivos para consumir diariamente

Ótimo para preparar vitaminas, smoothies e incrementar saladas, o iogurte natural é um ingrediente bem nutritivo que ajuda a manter o organismo em...

> Leia mais
Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar Patê de berinjela: aprenda 3 formas de preparar

Você já conhece o sabor do patê de berinjela? Além de todos os benefícios que o alimento apresenta para o organismo, o legume também agrada o paladar de um...

> Leia mais
Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista

Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista Dieta sem carboidratos funciona? Veja a opinião de uma especialista

Já ouviu falar da dieta cetogênica? Em outras palavras, as pessoas que seguem esse cardápio diferenciado se adequam a uma dieta sem carboidrato. É uma...

> Leia mais
Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição

Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição Café da manhã saudável e rápido: 4 ideias para não pular essa refeição

Conciliar um café da manhã saudável com uma rotina mais corrida não precisa ser um problema. Você sabia que existem opções nutritivas bem rápidas de...

> Leia mais
Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento

Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento Pimentão verde: truques para evitar indisgestão ao consumir o alimento

Muito usado no preparo de saladas, refogados, molhos (como o vinagrete), risotos e moquecas, o pimentão verde é um tipo de vegetal bem nutritivo e saboroso,...

> Leia mais
Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde?

Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde? Pão ou tapioca? Qual é o melhor para a saúde?

Para reduzir o consumo de carboidratos, muita gente prefere evitar pães (e outras massas) e dar preferência a receitas com tapioca nos lanches. Mas será que...

> Leia mais
Leite de castanha do pará: como fazer e quais são seus benefícios

Leite de castanha do pará: como fazer e quais são seus benefícios Leite de castanha do pará: como fazer e quais são seus benefícios

Que tal fazer leite de castanha do Pará para aproveitar os benefícios da oleaginosa? É sempre bom ter opções diferentes de receitas para incluir na rotina...

> Leia mais
Ervilha congelada: 3 receitas simples para o dia a dia

Ervilha congelada: 3 receitas simples para o dia a dia Ervilha congelada: 3 receitas simples para o dia a dia

Quantas receitas com ervilha você conhece? E com ervilha congelada? Apesar da enorme praticidade que o legume apresenta, nem todos sabem como usá-lo no dia a...

> Leia mais