Almoço no pote: Conheça a nova forma para organizar a sua alimentação saudável!

Os potes saudáveis, ou marmitas fitness, são as novas adaptações da gastronomia saudável para uma refeição prática e nutritiva fora de casa.
Os potes saudáveis, ou marmitas fitness, são as novas adaptações da gastronomia saudável para uma refeição prática e nutritiva fora de casa.
Os potes saudáveis, ou marmitas fitness, são as novas adaptações da gastronomia saudável para uma refeição prática e nutritiva fora de casa.
Os potes saudáveis, ou marmitas fitness, são as novas adaptações da gastronomia saudável para uma refeição prática e nutritiva fora de casa.
Os potes saudáveis, ou marmitas fitness, são as novas adaptações da gastronomia saudável para uma refeição prática e nutritiva fora de casa.
Os potes saudáveis, ou marmitas fitness, são as novas adaptações da gastronomia saudável para uma refeição prática e nutritiva fora de casa.
Os potes saudáveis, ou marmitas fitness, são as novas adaptações da gastronomia saudável para uma refeição prática e nutritiva fora de casa.
Os potes saudáveis, ou marmitas fitness, são as novas adaptações da gastronomia saudável para uma refeição prática e nutritiva fora de casa.
Os potes saudáveis, ou marmitas fitness, são as novas adaptações da gastronomia saudável para uma refeição prática e nutritiva fora de casa.

Marmitas e quentinhas... Quem nunca levou uma ao trabalho? Esse tipo de refeição é um hábito comum ao brasileiro que busca se alimentar bem, de forma prática, e claro, sem gastar muito dinheiro comendo fora de casa. Por isso, atualmente, a nova tendência dentro da gastronomia fit é o almoço no pote! Pode ser salada, dos mais variados tipos, e até pratos mais elaborados, como um escondidinho de carne, por exemplo, o potinho é sinônimo de comida boa para o expediente do dia a dia!

Também conhecida como "marmita fitness", a refeição no pote veio para inovar o dia a dia de quem precisa preparar a sua refeição para levar para o trabalho, ingerir os alimentos indicados para a dieta e manter uma rotina equilibrada. Colorida, saudável e prática, a refeição no pote pode ser previamente preparada, facilitando a vida de quem vive na correria, como explica a nutricionista Bianca Oliveira:

"Comendo na rua não é possível ter controle se o restaurante usa temperos de cubo, óleos refinados e outros ingredientes que não são adequados à saúde. Já preparando a refeição em casa, é possível preparar um pote nutricionalmente adequado e com ingredientes saudáveis. Além disso, diferente da marmita tradicional que depois será aquecida, a refeição no pote pode ser comida fria, o que permite que a pessoa coloque vegetais crus, aumentando assim a quantidade de vegetais que ela vai consumir", explica a profissional destacando as dicas para preparar sua refeição no pote. Confira!

6 benefícios da refeição no pote

1 - Favorece uma alimentação equilibrada: Quando preparamos a nossa refeição em casa, as chances de consumirmos alimentos industrializados diminuem. Seja para levar na marmita ou para consumir em casa após o trabalho, deixar a sua alimentação montada, de acordo com as suas necessidades irá evitar deslizes na dieta.

2 - Quantidade ideal: Se já sabemos o tamanho do pote e a quantidade recomendada, a alimentação no pote irá impedir que comamos mais do que o necessário, favorecendo a ingestão adequada de nutrientes e alimentos.

3 - Menos tempo na cozinha: Segundo a nutricionista Bianca Oliveira, podemos preparar previamente a refeição: "É possível separar algumas horas do fim semana e preparar os potes pra uma semana inteira, assim a pessoa ganha mais tempo livre durante a semana", analisa a profissional.

4 - Muito mais econômico: Ir ao hortifruti ou ao supermercado uma única vez para comprar os ingredientes da sua refeição é mais em conta do que comer na rua. Além disso, você garante a qualidade dos alimentos e a forma de preparo mais adequada e saudável.

5 - Ajuda o meio ambiente: A Dra. Bianca ressalta que o uso dos potes de vidros pode ser benéfico para a natureza: "Fazendo as refeições nos potes é possível reutilizar potes como os de palmito, azeitonas, e outros que seriam antes descartados no lixo, contribuindo assim com o meio ambiente", ressalta.

6 - Aumenta o consumo de vegetais: Para quem já está acostumado a carregar a marmita, a alimentação no pote pode ajudar a ingerir mais folhas, vegetais e legumes no dia a dia. A nutricionista recomenda montar um pote só de salada para acompanhamento da marmita.

Recomendações: Como preparar sua alimentação no pote?

Segundo Bianca Oliveira, para organizar os alimentos no pote é importante seguir uma ordem específica: "Deve-se levar em mente que os alimentos ficarem na base terão bem mais contato com o molho, sendo assim é só seguir a regra dos ingredientes mais sólidos embaixo e os mais leves em cima", explica a nutricionista deixando um exemplo de refeição completa:

- Na base coloque o molho (que pode ser feito com azeite de oliva, limão e ervas como orégano e salsinha), depois coloque uma camada de leguminosa como grão de bico ou lentilhas, depois os vegetais mais pesados como brócolis, cenoura, pepino, tomate, depois o carboidrato como macarrão, quinoa, batata doce e por fim os vegetais leves como alface, rúcula, chicória.

- Se for fazer somente uma salada é só não colocar a leguminosa e o carboidrato, colocando na base o molho depois os vegetais mais pesados embaixo e os mais leves em cima.

- É possível também enriquecer o pote com castanhas, amêndoas, pistache, nozes e macadâmias quebradinhas, estes deverão ser colocados no topo acima dos vegetais leves para manter a crocância.

Cuidados com o preparo das comidas no pote

- Potes de vidros: São mais recomendados para esse tipo de refeição, já que o vidro é um material inerte: "Diferentes dos potes de plásticos, eles não liberam substâncias nocivas a saúde como bisfenol A", analisa Bianca.

- Cuidados com os alimentos: Antes de preparar, é preciso higienizar muito bem os alimentos: "Colocar os vegetais de molho em solução clorada por 15 minutos (1 colher de sopa de cloro para cada litro de água) para eliminar contaminações", indica a nutricionista.

- Armazenamento: Os potes devem ficar bem fechados e sob refrigeração. "Se for transportar o pote de casa até o trabalho, leve de preferência em uma bolsa térmica com gelinhos dentro", ressalta.

"Todo alimento que for cozido nesse pote deverá estar "ao dente" uma vez que eles ficarão bastante tempo úmidos no pote e se já chegarem ao pote muito cozidos com o passar dos dias podem ficar moles demais", finaliza a profissional.

*Bianca Oliveira (CRN RJ 11100877) é nutricionista especializada em nutrição vegetariana e esportiva. A profissional disponibiliza seu contato para agendamento (21) 98296-3569 e suas redes sociais Facebook e Instagram para informações.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais