Açúcar ou adoçante? Qual é a melhor opção para sua alimentação?

Adoçar os alimentos é um dilema de quem se preocupa com a saúde. Entre os açúcares de origens naturais ou os produzidos artificalmente, diversas opções são apresentadas diariamente para uma solução mais saudável e agradável ao paladar. Entenda como esses produtos agem em nosso organismo!
Adoçar os alimentos é um dilema de quem se preocupa com a saúde. Entre os açúcares de origens naturais ou os produzidos artificalmente, diversas opções são apresentadas diariamente para uma solução mais saudável e agradável ao paladar. Entenda como esses produtos agem em nosso organismo!

Uma das dúvidas mais comuns para quem busca reeducar a alimentação, ou está em dieta, é a forma de adoçar as refeições. Decidir entre adoçante, açúcar ou as versões reduzidas em calorias, criam uma imensa interrogação quando estamos prontos a derramar as gotinhas e pozinhos, seja no cafezinho, num suco, ou, até mesmo, na hora de comprar um doce para a sobremesa.

A verdade é que existem dois tipos de substâncias que adoçam: as de origens naturais e as artificiais. Contudo, por serem muitas e variadas, é importante entendermos tudo sobre como elas agem em nosso organismo, para, então, fazermos nossas escolhas.

Conheça os adoçantes Naturais

Açúcar refinado: Conhecido como açúcar refinado comum, a sacarose provém da cana-de-açúcar e combina glicose com frutose. Pessoas com diabetes não podem consumi-la e, além disso, ela também conta com número elevado de calorias. O ideal é substituir este açúcar por opções com mais nutrientes, como as versões não refinadas.

Açúcar mascavo: Obtido das primeiras extrações da cana-de-açúcar, o açúcar mascavo é considerado a versão mais saudável do açúcar comum, pois além da sacarose, glicose e frutose da cana, possui também pequenas quantidades de cálcio, fósforo e ferro.

Açúcar demerara: Já o açúcar demerara é considerado o mais artesanal, retirado diretamente do melado da cana e apresenta valores nutricionais similares aos do mascavo.

Frutose: A frutose é melhor consumida através das próprias frutas, pois junto com ela vêm outros elementos importantes para o organismo, como fibras, vitaminas e minerais. O consumo dela isoladamente, como alternativa ao açúcar, não é ideal, existindo diversas outras opções mais ricas nutricionalmente. O mel também contém frutose e, neste caso, se consumido com moderação, traz muitos benefícios à saúde.

Stévia: Das versões mais leves e saudáveis a stévia é a mais famosa. Extraída de uma planta da família dos crisântemos, ela não possui calorias e é liberada para quem tem diabetes. O potencial adoçante deste componente é cerca de 300 vezes maior que o do açúcar refinado.

Sorbitol: Encontrado na natureza, em algumas frutas e alga marinhas, o sorbitol apresenta poder adoçante 50% menor do que a sacarose. O consumo dele também não é indicado para pessoas com diabetes e é muito utilizado na fabricação de biscoitos, chocolates, goma de mascar e refrigerantes.

Conheça os adoçantes artificiais

Aspartame: O muito conhecido aspartame é cerca de 200 vezes mais doce que o açúcar refinado. Ele foi descoberto por acaso por um químico em 1965 e já houve muitas dúvidas sobre seu uso, porém, após análise do FDA (Food and Drug Administration) o consumo foi liberado.

Acesulfame: O poder adoçante do acesulfame varia de 180 a 200 vezes superior ao da sacarose. Por ser versátil e não possuir calorias, seu uso pode ser muito variado e é utilizado nas indústrias de panificação, confeitos, bebidas e produtos lácteos.

Sucralose: Cerca de 600 vezes mais doce do que o açúcar refinado, a sucralose é muito utilizada em produtos esterilizados, UHT, pasteurizados, assados, gelatinas e pudim em pó, pois ela não apresenta calorias.

Equilíbrio é a chave da questão alimentar

Se respeitados os limites diários de consumo dos adoçantes, eles não apresentam nenhum risco. Segundo a nutricionista Sheila Basso, 10 gotas de adoçantes líquido ou 2 pacotinhos de adoçante em pó correspondem a 1 colher de sopa de açúcar. O limite diário estabelecido é de 4 sachês por dia ou 20 gotas do líquido. A especialista cita algumas trocas inteligentes para saciar a famosa vontade de doce:

"Sobremesas com frutas da época (mais doces, saudáveis e saborosas), frutas secas que concentram a sacarose da própria fruta (ameixas, damascos, peras, figos, uvas-passas, bananas-passas); frutas com iogurte natural; frutas cozidas (maça, pera, banana assadas); gelatina; barras de cereais, picolés de frutas no lugar de sorvetes cremosos", sugere. Ela acrescenta ainda que doces de frutas preparados em casa, como doce de abóbora, bananada e goiabada, podem possuir menores quantidades de açúcar se comparados aos industrializados, como chocolates, tortas, musses, entre outros.

*Sheila Basso (CRN 21.557) é especialista em nutrição clínica e em obesidade, emagrecimento e saúde pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais