Açúcar na infância: por que evitá-lo até os 2 anos de idade

Para evitar o consumo de açúcar na infância, é importante evitar doces industrializados e apostar nas frutas (que contêm a frutose, um tipo de açúcar natural e benéfico)
Para evitar o consumo de açúcar na infância, é importante evitar doces industrializados e apostar nas frutas (que contêm a frutose, um tipo de açúcar natural e benéfico)
Luciana Novaes

Consultor:

Luciana Novaes

Nutricionista mestre em Saúde Pública pela FIOCRUZ com especialização em Saúde Materna e Infantil e Nutrição Clínica e Estética pelo IPGS

Para que bebês e crianças tenham um bom desenvolvimento, é fundamental tomar certos cuidados com a alimentação. O consumo de açúcar, por exemplo, deve ser evitado ao máximo na infância e, de acordo com o Ministério da Saúde, é até mesmo proibido para bebês de até 2 anos. Para entender melhor o assunto, nós conversamos com a nutricionista Luciana Novaes, especialista em Saúde Materna e Infantil, que falou mais sobre os riscos do consumo do açúcar na infância. Confira!

Por que é importante evitar açúcar até os 2 anos de idade?

De acordo com a nutricionista Luciana Novaes, evitar açúcares (tanto o refinado quanto o demerara ou o mascavo) na dieta de bebês de até dois anos é fundamental para prevenir problemas de desenvolvimento e também auxiliar no processo de introdução alimentar.

"Não oferecemos açúcar para menores de 2 anos por ser, antes de qualquer coisa, uma recomendação oficial do Ministério da Saúde, estando presente no novo Guia Alimentar para Crianças Menores de 2 Anos. Essa recomendação engloba todos os tipos de açúcar. Porque nós nascemos com o paladar mais puxado para sabores doces e, por volta de 3 anos, a criança costuma apresentar uma recusa normal para alimentos como verduras e legumes, de sabor mais amargo. Se a criança não for estimulada ao consumo de doces até os 2 anos de idade, a chance de essa recusa ocorrer diminui bastante. E é exatamente nessa faixa etária que a preferência alimentar se firma", explica a especialista.

"Outra questão é que o consumo de alimentos ricos em açúcar prejudica a ingestão de alimentos de melhor qualidade nutricional, comprometendo o apetite e na grande maioria das vezes oferecendo calorias vazias, onde não há a presença de vitaminas e minerais. Além de estimular um consumo maior de receitas com muitas calorias e contribuir para o ganho de peso excessivo", complementa Luciana.

Quais são os melhores doces para oferecer na infância?

Quando se trata de oferecer doces para bebês ou crianças, o mais indicado é sempre se ater às frutas e alimentos naturais. De acordo com a nutricionista, existem opções para diversificar a dieta dos pequenos sem precisar incluir açúcares industrializados. "Frutas e preparações que levem frutas sem a adição de açúcar extra podem ser oferecidas a bebês e crianças pequenas. A própria fruta possui um açúcar, chamado frutose, que serve para garantir o sabor adocicado de papinhas, bolos e mousses - receitas que agradam bastante o paladar dos pequenos", sugere Luciana.

Evite oferecer açúcar para as crianças mesmo após os 2 anos de idade

Durante toda a infância (e até mesmo pelo resto da vida), o ideal é evitar ao máximo açúcares industrializados. Por isso, inclusive, a nutricionista recomenda oferecer poucos doces (principalmente os feitos com açúcar refinado) para crianças, mesmo após os dois anos de idade.

"Após os 2 anos, a criança poderá comer como qualquer pessoa, desde que essa alimentação seja saudável. O consumo de açúcar de adição (aquele que acrescentamos nas preparações) deve ser o mínimo possível. O açúcar branco, refinado, deve ser evitado ao máximo. Vale destacar, ainda assim, que existem opções melhores, apesar de o valor calórico não mudar. Alguns tipos de açúcares, por estarem mais próximos do natural, possuem vitaminas e minerais, como o mascavo e o melado. Também podem ser usados o açúcar demerara, que ainda não passou pelo refinamento completo, ou o açúcar de coco, que não eleva a glicose no sangue", finaliza a nutricionista.

Últimas
Receitas
Ver Mais

Últimas Matérias

Comida mediterrânea: 4 novas receitas para seu cardápio

Comida mediterrânea: 4 novas receitas para seu cardápio Comida mediterrânea: 4 novas receitas para seu cardápio

Quer dar uma diferenciada no cardápio no fim de semana? A comida mediterrânea é uma opção saudável para curtir uma noite de receitas estrangeiras com a...

> Leia mais
Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal

Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal Benefícios do brócolis: 5 razões para comer mais esse vegetal

Dentre os vegetais, a lista de benefícios do brócolis é uma das mais extensas! O legume é supernutritivo e oferece muita versatilidade para as refeições...

> Leia mais
Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher

Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher Suco de caixinha não é tudo igual! Nutricionista ensina como escolher

Você já deve ter ouvido falar que suco de caixinha faz mal, não é? Assim como diversos produtos vendidos no mercado e consumidos na rotina alimentar, existem...

> Leia mais
Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia

Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia Lanches saudáveis: o que levar para comer na praia

Ter lanches saudáveis na bolsa é sempre uma boa ideia para quem quer curtir um dia ensolarado com toda a família na praia. Além de ser mais econômica, essa é...

> Leia mais
Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada

Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada Quais os benefícios da maçã e 4 motivos para comer a fruta desidratada

Você sabe quais os benefícios da maçã? E no caso da maçã desidratada, o que você sabe sobre o alimento? A primeira coisa a se dizer é que as frutas...

> Leia mais
Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável?

Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável? Óleo de coco x azeite: qual o óleo mais saudável?

Entre óleo de coco e azeite, qual você prefere? É possível que você já tenha se perguntado qual o óleo mais saudável, pois essa questão é bem comum para quem...

> Leia mais
Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde

Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde Cranberry: conheça os benefícios da fruta para a saúde

Também chamado de oxicoco, mirtilo-vermelho ou airela, o cranberry é uma fruta vermelha, pequena e redonda, de sabor agridoce que se destaca por ter um alto...

> Leia mais
Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável

Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável Bolinho de espinafre: aprenda a fazer esse petisco saudável

Quer preparar um petisco saudável para servir em eventos ou receber os amigos em casa? O bolinho de espinafre é a receita perfeita para quem gosta de...

> Leia mais
Ovo pochê: aproveite os nutrientes do ovo com essa receita saudável

Ovo pochê: aproveite os nutrientes do ovo com essa receita saudável Ovo pochê: aproveite os nutrientes do ovo com essa receita saudável

O ovo pochê é um clássico da culinária francesa. Ele é cozido fora da casca em água quente, resultando em uma gema mole bem levinha. Além de delicioso, o ovo...

> Leia mais
Alimentos ricos em vitamina C: 10 opções para consumir diariamente

Alimentos ricos em vitamina C: 10 opções para consumir diariamente Alimentos ricos em vitamina C: 10 opções para consumir diariamente

Montar um cardápio semanal com alimentos ricos em vitamina C é essencial para fortalecer a imunidade. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde),...

> Leia mais