7 alimentos anticoagulantes que funcionam como remédios naturais

A canela é um alimento anticoagulante e termogênico que pode ser usado em diferentes receitas
A canela é um alimento anticoagulante e termogênico que pode ser usado em diferentes receitas

Quando se trata de manter um estilo de vida saudável, nossos hábitos alimentares são determinantes. Dependendo de alguns fatores, o cuidado com a alimentação deve ser redobrado. Quem tem trombose (coágulo que bloqueia o fluxo sanguíneo), por exemplo, deve buscar uma dieta anticoagulante, com alimentos ricos em vitaminas, sais minerais e bastante água. Para prevenir problemas relacionados à coagulação (como varizes e trombose), nós fizemos uma lista com 8 alimentos anticoagulantes que podem fazer parte da sua dieta. Dá uma olhada!

1. Alho possui substâncias que bloqueiam a formação de coágulos

Muito usado pela culinária brasileira, o alho é um tempero saboroso e muito benéfico, já que é fonte de vitamina C, B6, fibras, cálcio, fósforo, selênio, manganês e outros nutrientes importantes. Mas, o que muita gente não sabe é que esse alimento também tem forte potencial anticoagulante. Ele possui as substâncias alicina e ajoene, que bloqueiam a união de plaquetas (evitando a formação de coágulos). Interessante, né?

2. Cebola é fonte de adenosina, substância anticoagulante

Assim como o alho, a cebola é muito usada para temperar receitas brasileiras e também fornece muitos nutrientes importantes: vitaminas do complexo B, C, antioxidantes e minerais variados. Mas você sabia que ela também atua como remédio natural anticoagulante? Por conter a substância adenosina em sua composição, a cebola consegue bloquear a agregação das plaquetas - evitando, assim, a formação de coágulos.

3. Ginseng garante a dilatação dos vasos e inibe a formação de coágulos

Você já ouviu falar nessa raiz medicinal de origem asiática? O ginseng, para quem não conhece, é um alimento rico em antioxidantes, vitaminas e também funciona como anti-inflamatório natural. Além disso, ele auxilia na circulação sanguínea, garantindo a dilatação dos vasos e inibindo, de certa forma, o processo de coagulação. Ele é considerado um dos principais alimentos que "afinam o sangue" e deve ser consumido com parcimônia. O ideal, inclusive, é que você consulte um nutricionista para não errar no consumo.

4. Canela fornece cinamaldeído, composto anticoagulante

Especiaria antiga e de grande valor nutricional, a canela é outro alimento anticoagulante que merece destaque. Ela possui o composto cinamaldeído, que evita o agrupamento de plaquetas e, assim, a formação de coágulos. A canela também funciona como termogênico natural (acelerando o metabolismo), auxilia na digestão e no combate a infecções.

5. Peixe é rico em ômega 3, substância que 'afina' o sangue e auxilia na circulação

Incluir peixe na alimentação do dia a dia é muito importante, sabia? Esse alimento é fonte de proteínas, ômega 3, ácido fólico e muitos outros nutrientes indispensáveis. O ideal, inclusive, é que você consuma peixes variados: salmão, atum, sardinha, cavalinha, truta e anchovas. O ácido graxo ômega 3, em especial, ajuda a "afinar" o sangue e a prevenir doenças cardiovasculares.

6. Azeite de oliva é fonte de polifenóis anticoagulantes

Você sabia que o azeite de oliva também atua como anticoagulante? Feito a partir das azeitonas, ele é fonte de polifenóis que atuam como antioxidantes e inibem a formação de coágulos no sangue. Uma boa dica é usar esse alimento para temperar saladas, legumes, pizzas e outras receitas no dia a dia.

7. Cúrcuma fornece a substância curcumina, que impede a aglutinação de plaquetas

Também conhecida como açafrão, a cúrcuma é um condimento asiático que traz vários benefícios ao nosso organismo: auxilia na digestão, reduz os níveis de colesterol ruim (LDL) e atua como anti-inflamatório. Além disso, o açafrão também funciona como anticoagulante, pois é fonte curcumina - substância que impede a aglutinação de plaquetas e a formação de coágulos.

Caso você tenha trombose - ou problemas relacionados à formação de coágulos -, a nossa dica é usar a cúrcuma para temperar peixes, carnes, caldos e diferentes receitas no dia a dia. Ela também concede cor e mais sabor aos pratos. Vale a pena experimentar!

Obs.: Vale destacar que, em casos de doenças mais graves (como trombose), é fundamental ter o devido acompanhamento de um médico e recorrer aos medicamentos prescritos. A alimentação, nesse caso, funciona como aliada e realmente faz bastante diferença!

Mais noticias com...
Receitas:
Cebola
Ver Mais

Últimas Matérias

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais
O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal O que não pode comer no jejum? Descubra o que evitar para não passar mal

Ficar muitas horas sem comer - como na prática do jejum intermitente - e depois ingerir uma refeição de estômago vazio, pode ser algo extremamente...

> Leia mais
5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir 5 alimentos com glutamato monossódico para deixar de consumir

Identificado como realçador de sabor, MSG ou umami, o glutamato monossódico é um aditivo químico presente em diversos alimentos industrializados que pode...

> Leia mais
Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la Como o corpo desenvolve intolerância alimentar? Descubra se é possível evitá-la

Você já deve ter ouvido falar na intolerância à lactose (açúcar presente nos leites e derivados) - problema que pode acometer pessoas em diferentes fases da...

> Leia mais
Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica Almoço japonês: conheça os pratos populares na culinária nipônica

Você também gosta de experimentar comidas de culinárias diferentes? A gastronomia japonesa, para quem não conhece, costuma usar muitos legumes, vegetais,...

> Leia mais
Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio Como cozinhar mandioca e deixar o alimento macio

Presente na nossa alimentação antes mesmo de o Brasil ser descoberto pelos portugueses, a mandioca (também chamada de macaxeira ou aipim) é uma raiz...

> Leia mais
6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente 6 aplicativos de meditação que vão te ajudar a acalmar a mente

Separar poucos minutos do dia para meditar, relaxar o corpo e a mente pode ser algo muito benéfico, sabia? Cuidar da saúde mental e emocional requer pequenos...

> Leia mais
Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo Os problemas causados pela falta de fósforo no organismo

Os minerais, de uma forma geral, são muito importantes para a saúde dos sistemas nervoso, muscular, esquelético e digestivo, além de garantirem equilíbrio...

> Leia mais