5 alimentos funcionais para otimizar a sua dieta

Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças
Os hábitos e costumes individuais das pessoas devem ser considerados na hora de iniciar uma dieta ou um regime saudável. Esse é o preceito básico da nutrição funcional: a alimentação equilibrada ao estilo de vida e necessidades de cada organismo. Por isso, manter um cardápio especial pode ser facilitado através desses alimentos, que além dos diversos benefícios à saúde, podem ser bem elaborados para deliciosas refeições do dia a dia, tanto dentro como fora de casa.

Alvo de pesquisas, análises e recentes estudos, o conceito funcional para a alimentação foi introduzido no Japão, na década de 80. Baseado em cardápios individualizados, seu consumo leva em consideração a saúde, estilo de vida, sexo e as necessidades de cada pessoa para definir o que faz bem ou mal ao indivíduo. Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), alimento funcional é definido como "aquele alimento ou ingrediente que, além das funções nutricionais básicas, quando consumido, como parte da dieta habitual, produz efeitos benéficos à saúde".

Embora não curem, os alimentos funcionais apresentam componentes ativos capazes de prevenir ou reduzir o risco de algumas doenças, como explica a Dra. Sheila Basso, nutricionista clínica, especializada em obesidade, emagrecimento e saúde, da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), "Alimentos Funcionais são os alimentos que, além de ter a propriedade de nutrir o organismo, apresentam substâncias que previnem e controlam doenças. Eles se caracterizam por oferecer vários benefícios à saúde, além do valor nutritivo inerente à sua composição química, podendo desempenhar um papel potencialmente benéfico na redução do risco de doenças crônicas degenerativas, como câncer e diabetes, dentre outras", destacou a profissional, enfatizando o quão necessário é o consumo desses alimentos:

"É necessário que o consumo destes alimentos seja regular a fim de que seus benefícios sejam alcançados. A indicação fica no maior consumo de vegetais, frutas, cereais integrais na alimentação regular, já que grande parte dos componentes ativos estudados se encontra nesses alimentos", finalizou.


Conheça 5 alimentos funcionais para a sua dieta!


Aveia:
Existem inúmeros alimentos funcionais e, entre eles, a aveia é um dos mais reconhecidos no mundo. Entre os cereais integrais, a aveia se diferencia por apresentar um dos mais altos teores proteicos e ótimo perfil de aminoácidos. Tem também alta porcentagem de lipídios que se destacam nutricionalmente por sua razão favorável entre insaturados e saturados e por suas propriedades antioxidantes. Além disso, é rica em fibras solúveis e insolúveis. Outro efeito benéfico atribuído ao consumo de aveia está relacionado ao controle da obesidade.

Chá verde:
O chá verde provém das folhas da Camellia sinensis, que possui as catequinas, como seus principais compostos bioativos e auxiliares na manutenção da saúde. As catequinas são flavonoides que auxiliam contra diversos tipos de câncer, pois agem varrendo os radicais livres que oxidam as células de nosso organismo. Estas substâncias favorecem ainda a remineralização óssea, sendo ótima para evitar a osteoporose.

Linhaça:
Os nutrientes que mais chamam a atenção na linhaça são as fibras, o ácido graxo ômega 3 e as lignanas. Desta forma, este alimento possui diversos benefícios para a saúde como a redução do LDL, o colesterol "ruim", atividade antioxidante, redução do risco de doenças cardiovasculares, diabetes, osteoporose e sintomas da menopausa, além de desempenharem um papel significativo na proteção contra câncer de mama, de próstata, de cólon e de outros tipos de câncer.

Tomate:
O licopeno é um carotenoide encontrado em grande quantidade no tomate e vem sendo associado à redução do risco de vários tipos de doenças crônico-degenerativas. Tem sido proposto que a capacidade antioxidante desse componente bioativo é a base dos fatores protetores contra alguns tipos de câncer. Ao neutralizar os radicais livres, o licopeno evita a oxidação das células e estimula o sistema imunológico. Essa mesma função antioxidante proporciona uma diminuição do risco de enfarte.

Soja:
A soja é a única fonte de proteínas de origem vegetal que possui todos os aminoácidos essenciais, como o ácido linolênico (ômega 3). Além disso, esta semente também é fonte de minerais como ferro, potássio, magnésio, zinco, cobre, fósforo, manganês e vitaminas do complexo B.
*Sheila Basso (CRN 21.557) é especialista em nutrição clínica e em obesidade, emagrecimento e saúde pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
Mais noticias com...
Receitas:
Tomate
Ver Mais

Últimas Matérias

6 carnes magras bovinas para incluir na dieta sem medo

6 carnes magras bovinas para incluir na dieta sem medo 6 carnes magras bovinas para incluir na dieta sem medo

Dependendo do tipo de corte e da forma de preparo, as carnes vermelhas podem ser grandes aliadas da nossa saúde! Elas são conhecidas por serem uma das...

> Leia mais
Feijão-de-porco é comestível! Saiba para que serve o alimento

Feijão-de-porco é comestível! Saiba para que serve o alimento Feijão-de-porco é comestível! Saiba para que serve o alimento

Presente no prato dos brasileiros, o feijão é uma de leguminosa altamente nutritiva (fonte de ferro, potássio, fibras e vitaminas) e rende ótimas receitas:...

> Leia mais
6 benefícios do hibisco e como acrescentá-lo de diferentes formas na dieta

6 benefícios do hibisco e como acrescentá-lo de diferentes formas na dieta 6 benefícios do hibisco e como acrescentá-lo de diferentes formas na dieta

Muito usado no preparo de chás terapêuticos, o hibisco é um tipo de planta medicinal que traz vários benefícios à saúde. Suas flores são bem aromáticas - por...

> Leia mais
O que é psyllium e como usar esse ingrediente nas receitas

O que é psyllium e como usar esse ingrediente nas receitas O que é psyllium e como usar esse ingrediente nas receitas

Obtido através da casca das sementes da Plantago ovata (importante planta medicinal), o psyllium é um tipo de farinha sem glúten (isto é, pode ser usado na...

> Leia mais
Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado Como fazer creme de leite caseiro e evitar o industrializado

Muito usado no preparo de molhos para carnes ou massas, caldas e diferentes sobremesas (como mousses e pudins), o creme de leite é um ingrediente que não...

> Leia mais
4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa 4 maneiras de ajudar o próximo sem sair de casa

Doar parte do seu tempo (e energia) para ajudar o próximo é uma verdadeira prova de empatia - e, ao mesmo tempo, uma forma de promover autoconhecimento e...

> Leia mais
Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína Qual carne tem mais colágeno? Saiba onde encontrar boas quantidades da proteína

Para manter a saúde da pele e prevenir o envelhecimento precoce, é muito importante manter uma alimentação rica em colágeno. A boa notícia é que existem...

> Leia mais
Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente Alimentação para quem está com dengue: o que priorizar se estiver doente

Causada por um arbovírus transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa que precisa ser tratada com seriedade. Ela causa...

> Leia mais
Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo Como ocorre o processo de absorção dos nutrientes? Aprenda a aumentá-lo

Entender como o nosso corpo absorve os nutrientes é um passo importante para quem quer montar uma dieta mais eficiente. Afinal, algumas substâncias podem...

> Leia mais
Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum Para que serve a canela de velho? 5 benefícios dessa planta incomum

Popularmente conhecida por auxiliar em tratamentos contra artrose, artrite e dores nas articulações, a canela de velho (Miconia albicans) é uma planta cheia...

> Leia mais