Pão na alimentação: Como nós podemos inclui-lo em uma dieta saudável?

Quem resiste a um pãozinho fresquinho, quentinho, que acabou de sair do forno? Seja acompanhado com manteiga, margarina ou requeijão, o café da manhã só fica completo quando esse delicioso alimento está na mesa. Em seus mais diferentes tipos e composições, os pães podem, de forma equilibrada, fazer parte natural das nossas dietas, desde que tenhamos certas atenções especiais. Saiba como incluir esse tradicional ingrediente no dia a dia.

Pão francês, de forma, integral, multigrãos... O que não faltam são opções para encher a nossa boca d'água. Embora muita gente acredite que eles sejam "vilões" das dietas, o quadro nutricional desses alimentos mostra completamente o contrário. As versões integrais, por exemplo, são ricas fontes de fibras alimentares para o nosso organismo, que proporcionam saciedade e facilitam o trânsito intestinal. Já a versão branca, o tradicional pão francês, consumido com moderação, é uma fonte de energia imediata para os atletas e crianças, por exemplo.

Segundo a nutricionista Thaís Leopoldo, os pães podem ser incluídos na nossa alimentação no café da manhã ou como lanche da tarde, sempre tendo equilíbrio durante o consumo. Ela explica que quantidade varia de acordo com o objetivo de cada um, seja para ganhar massa muscular ou diminuir o percentual de gordura corporal:

"Uma dica para controlar a quantidade ingerida é sempre dividir a quantidade de pães com uma fruta. Exemplo: Em vez de consumir 2 pães de forma, consuma 1 fatia + 1 porção de banana", destacou a profissional, ressaltando: "Evite ao máximo substituir jantar pelo pão, por exemplo, pois é um momento que nosso organismo está mais lento e com uma dificuldade para digerir o carboidrato. Assim acarretando no aumento de peso", alerta a nutricionista.

Indicação de consumo: Como incluir os pães na alimentação saudável?

A nutricionista Thais Leopoldo ressalta que a indicação é sempre muito individual para cada organismo, sendo necessária uma consulta e uma análise das necessidades pessoais. Porém, geralmente, os mais indicados para consumo são os pães 100% integrais, uma vez que esses alimentos garantem a ingestão dos nutrientes presentes no trigo, substância que não passa pelo processo de refinamento, além de apresentar um índice glicêmico menor e proporcionar saciedade, devido à presença das fibras alimentares:

"Além disso, é importante sempre dar uma olhada no rótulo e verificar se o primeiro ingrediente escrito é a farinha integral. A restrição para o consumo do pão seria somente para aqueles que estão em busca de diminuir o percentual de gordura ou que têm uma hipersensibilidade de farinhas em geral ", completa a nutricionista.

Celíacos podem comer pão? Descubra as versões sem glúten

Para pessoas celíacas, intolerantes ao glúten - proteína encontrada em grande concentração nas composições de grãos de trigo, centeio e cevada -, é necessário ter atenção máxima aos rótulos dos alimentos e verificar se há presença da substância no produto. Atualmente, é possível encontrar no mercado diversas versões de pães indicadas e apropriadas para os alérgicos.

*Thaís Leopoldo (CRN 15100208) é nutricionista esportiva funcional e disponibiliza a sua rede social para outras informações: Faceboook

Ver mais: Alimentação saudável, Café da manhã, Lanches, Alimentos sem glúten, Carboidratos, Pão

Últimas matérias