O que são frutas híbridas? Entenda mais sobre esse grupo alimentar

Duas frutas juntas em uma só? Isso existe? É possível? Sim, são as frutas híbridas. Criadas em laboratório, a partir de pesquisas e experimentos da ciência alimentar, essas combinações de sabores e nutrientes fazem desse exótico grupo um importante aliado para a nossa saúde, sendo uma ótima opção para dietas e a ingestão correta de frutas no dia a dia.

É muito comum combinarmos frutas em nossas receitas, sejam em bebidas ou sucos naturais, saladas ou doces caseiros, no entanto, quando estes dois sabores se encontram em um só alimento, dúvidas surgem à cabeça. Para entendermos melhor como funciona o "hibridismo" das frutas, vale ressaltar, primeiramente, o significado da palavra híbrida em nosso dicionário: "O resultado do cruzamento entre duas espécies diferentes, ou entre duas linhagens puras de uma mesma espécie".

Ou seja, a combinação de duas frutas para se tornar outra. Porém, vale ressaltar que não é a união de qualquer fruta. Elas devem ser da mesma família, como por exemplo, as frutas cítricas, (laranja, tangerina, frutas vermelhas, etc) que são mais facilmente transformadas em outras.

Como funciona a criação de novas frutas? Entenda o hibridismo das frutas

De acordo com a Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, associada do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), tudo começa com a criação das sementes dos híbridos. Para essa produção, são necessários alguns procedimentos como a inspeção de campo para a plantação e a eliminação de frutos que não são provenientes do cruzamento, chamado de "roguing". Depois dessa etapa é feita a plantação e, enfim, aguardar o tempo de colheita para a extração de sementes:

"Colher somente frutos bem formados, completamente maduros, sem defeitos graves e sem sintomas de doenças. No caso de híbridos, colher somente os frutos provenientes do cruzamento", notifica a Embrapa.

Atemoia, toranja, tangelo: veja 5 exemplos de frutas híbridas e descubra as suas combinações

1 - Atemoia: Criada a partir do cruzamento da pinha com a cherimóia, a atemoia, geralmente, é confundida com a fruta do conde. Seus benefícios incluem à presença do potássio, um mineral responsável por atuar no controle da pressão arterial e por beneficiar a saúde muscular.

2 - Toranja ou grapefruit: Essa fruta é o resultado do hibridismo do pomelo com a laranja, formando uma fruta bem parecida com a laranja, mas com a polpa avermelhada. Rica em agentes antioxidantes, a toranja se torna poderosa para combater gripes e resfriados e diminuir o estado inflamatório do organismo.

3 - Tayberry: Resultado da união de amora e framboesa, a tayberry também é uma fruta cítrica que carrega consigo os nutrientes das frutas vermelhas, as berries. É fonte de vitamina C, logo protege o sistema imunológico, diminui os sinais de envelhecimento e ainda atua no controle do colesterol.

4 - Tangelo: Esse híbrido é a criação a partir do cruzamento da toranja com a tangerina. Sua maior característica é a grande presença da vitamina C, nutriente necessário para manter o corpo saudável, livre de gripes e resfriados.

5 - Ortanique: Híbrida natural entre laranja doce e tangerina. A fruta possui uma casca mais resistente e garante os nutrientes presentes tanto na laranja quanto na tangerina. Por ser uma fruta cítrica, o nutriente de maior quantidade também é a vitamina C.

E a nectarina? Também é uma fruta híbrida? Entenda

Embora muitas pessoas pensem que a nectarina é um exemplo clássico de fruta híbrida, sendo a união do pêssego com a ameixa, a fruta, na verdade, é uma variação do pêssego e, por ser lisa, de cor mais intensa, também é associada à ameixa.

De sabor doce, a nectarina é uma boa fonte de vitaminas para o nosso corpo, tal como a vitamina C e A, que fortalecem o sistema imunológico e melhora a saúde dos olhos, prevenindo a degeneração. Também fornece uma quantidade de fibras, facilitando o trânsito intestinal e diminuindo os riscos de doenças cardiovasculares.

Ver mais: Alimentação saudável, Frutas, Vitamina C, Alimentos ricos em fibras

Últimas matérias