Menos sal e mais sabor! Descubra 7 maneiras de temperar as suas refeições

Quem não gosta de uma comida bem temperadinha? Mas, sabemos que não dá pra exagerarmos no sal na hora de preparar as receitas, não é mesmo? Por isso, inovar e experimentar novas especiarias é preciso para deixar nossas refeições mais saudáveis e nutritivas, sem, necessariamente, perder o sabor marcante das harmonizações. Use a criatividade e descubra boas alternativas na hora de substituir o sal nas nossas preparações!

O "vilão" da nossa alimentação se chama excesso, principalmente, quando falamos em sal. Por mais que a comida bem temperada agrade o nosso paladar, qualquer abuso pode prejudicar a saúde. Para eliminar a quantida de sódio, você pode preparar misturas a seu gosto com diversas ervas, temperos, condimentos e especiarias. A nutricionista Daniella analisa a importância desse equilibrio de sabores:

"De maneira nenhuma o sal é nosso inimigo. Ele é fonte de iodo e sua falta pode causar o bócio, mas em excesso pode causar aumento da pressão arterial e nos prejudicar no futuro. O recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de 5 g ao dia por adulto saudável", analisa a nutricionista Daniella Chein.

Confira 7 alternativas para substituir o sal nas preparações culinárias

Orégano: Possui vários compostos fenólicos, lipídios e ácidos graxos, flavonoides e antocianinas. Suas propriedades ajudam a combater distúrbios gastrointestinais e atua na redução dos níveis de colesterol e glicose no sangue.

Curry: Tempero típico indiano e que se adaptou muito bem à cozinha brasileira. Com ele se tempera carnes, mariscos, legumes e arroz, elimininando o sal do preparo. O pigmento que dá a coloração amarela ao curry é chamado de curcumina. Essa substância é um importante antioxidante para o nosso organismo, protegendo as células dos danos causados pelos radicais livres.

Alho: Um dos mais famoso temperos, ele é muito utilizado para preparações no lugar do sal, proporcionando um sabor todo especial aos pratos. Esse ingrediente é rico em alicina e potássio, por isso tem a capacidade de combater vírus, bactérias e fungos. Também reduz o colesterol "ruim" e os triglicerídeos, além de facilitar a circulação sanguínea, diminuindo a pressão arterial.

Salsa: Também popularmente conhecida como salsinha, é rica em vitaminas A, B1, B2, C, D e K, além de minerais como cálcio, ferro, fósforo, magnésio e potássio. Fortalece o sistema imunológico, ajuda na saúde renal, prevenindo a formação de cálculos, e atua também como antioxidante, combatendo o envelhecimento das células. Além disso, por conter vitamina C, é um excelente anti-inflamatório.

Manjericão: Fresco ou seco, é usado com tomate em molhos e saladas, massas, carnes e sopas. Auxilia na diminuição de danos oxidativos, envelhecimento precoce, aterosclerose e diabetes.

Pimenta: A pimenta do reino melhora o fluxo de sangue, contém potentes analgésicos naturais e pode inibir o crescimento de células tumorais. "Atenção ao seu uso, além de ficar muito forte o sabor, a pimenta também pode causar pequenos danos à parede estomacal, quando consumida em excesso", orienta a Dra. Chein.

Louro: É um tempero muito usado na cozinha brasileira, excelente para colocar no arroz, por exemplo. Também combina com marinadas, assados, ensopados, conservas, feijão e sopas. Tem propriedades analgésicas, carminativas, diuréticas e auxilia no trabalho do fígado.

Ver mais: Alimentação saudável, Vitamina A, Vitamina C, Alimentos ricos em ferro, Alimentos ricos em cálcio, Alimentos orgânicos, Carne, Acompanhamentos, Vitaminas

Últimas matérias