Malhar dá fome? Saiba como controlar essa vontade de comer após a musculação

Chegou da academia depois de um treino intenso de musculação e a vontade de comer é praticamente incontrolável? Para manter a qualidade da prática é preciso alinhar uma alimentação saudável e equilibrada com nutrientes que ajudem no ganho de massa muscular. Saiba como controlar a fome pós-treino e quais são os alimentos indicados para isso.

Segundo a nutricionista Patrícia Bertoni, é normal sentirmos fome após a atividade, uma vez que aumentamos o gasto energético e o corpo precisa de mais energia para repor o que foi gasto. "É necessário 'repor' as taxas de glicose sanguínea dos músculos e do fígado, além de precisar reconstruir as micros lesões na musculatura causadas pela atividade", explica a profissional.

Como controlar a fome após a atividade física? Descubra!

Antes de atacar a geladeira quando chegar do treino, reponha a quantidade de água perdida no suor. A bebida é responsável por hidratar o nosso corpo e ainda ajuda na queima de gordura e na hipertrofia (desenvolvimento dos músculos). Uma boa ideia é optar pelos isotônicos, que além de hidratar, repõe os micronutrientes perdidos.

Dica - O ideal é ingerir cerca de 500ml de água para cada meio quilo perdido.

Além da água antes, durante e pós-treino, a nutricionista recomenda a ingestão de alimentos ricos em fibras alimentares e com baixo teor de carboidratos simples antes de partir para a atividade, já que proporcionam saciedade, diminuem a sensação incontrolável de comer e atuam na produção de energia para a musculação. "Alimentos como frituras, ricos em açúcar, produtos de farinha branca e doces devem ser evitados para não alterar taxas de glicose sanguínea e insulina", indica Patrícia.

Dicas para o pós-treino: entenda como manter uma alimentação equilibrada

A nutricionista destaca que a escolha dos alimentos para o pós-treino vai depender do objetivo do praticante, porém, algumas dicas podem ajudar a manter o foco e não cair nas tentações de comer mais do que o indicado. "Seja qual for o objetivo, o que você consome nas 24h do dia serão mais importantes do que o alimento específico no pós-treino. Exceto em casos de atletas", analisa.

- Não vá treinar com fome: Durante a prática o corpo precisa de energia para executar as atividades, por isso, se o seu estômago estiver vazio vai ocorrer uma perda calórica por desidratação, o que se torna um risco para a saúde. O ideal é manter uma alimentação regrada com alimentos saudáveis e nutritivos.

- Estabeleça um cardápio para comer de 3 em 3 horas: Mantendo os horários corretos, quando você chegar da academia provavelmente estará quase na hora da próxima refeição, o que fará com que você mantenha seu plano alimentar sem cair nas tentações ou no desespero de comer.

- Não deu para segurar? Invista em alimentos leves: Prepare um lanche com ingredientes que ajudem a recuperar o fôlego da atividade e contribuam com a saúde dos músculos. Invista nas proteínas, tais como as frutas, queijos magros (ricotta, cottage ou minas), iogurtes desnatados, grãos (chia ou linhaça) e oleaginosas, como as castanhas e nozes, que proporcionam saciedade mais rapidamente.

"Se você deseja perder peso, opte por segurar um pouco o lanche pós-treino para aproveitar esse gasto excessivo que o corpo está tendo. E não abandone os carboidratos complexos, pois eles vão garantir melhor performance no próximo treino, mas avalie as quantidades adequadas com seu nutricionista", finaliza Patrícia.

*Patrícia Bertoni (CRN 101586) é nutricionista especializada em gestão de qualidade e segurança de alimentos e atua na prescrição de fitoterápicos e suplementação. Formada pela UNIRIO, a profissional disponibiliza suas redes sociais para contato e informações: Instagram

Ver mais: Exercícios, Alimentos ricos em fibras, Carboidratos, Alimentação saudável

Últimas matérias