Linhaça marrom e dourada: Você sabe qual é a diferença entre elas?

Considerada um superalimento, a linhaça ganhou um espaço consideravel no cardápio saudável dos brasileiros. Fonte de poderosos nutrientes importantes para o bem-estar do nosso organismo, a semente tem duas variações: a linhaça dourada e a marrom. Você sabe quais são as diferenças entre elas? Entenda mais!

Consumida em todo mundo, a semente de linhaça é originária do Egito. Conhecida por ser funcional e altamente nutritiva, os grandes destaques desse grão são os ácidos graxos ômega 3 e 6, além das fibras, tornando o alimento benéfico para a saúde cardiovascular. No geral, podemos encontrar dois tipos de linhaças: marrom e dourada, que possuem pequenas diferenças, como explica a nutricionista Bianca Oliveira:

"A linhaça dourada é cultivada em climas frios, sendo de difícil adaptação ao solo brasileiro. Assim, a versão dourada vem via importação. Ambas possuem quase o mesmo perfil nutricional, o que difere é que a dourada tem um teor pouco menor de fibras e um pouco maior de lignanas, segundo alguns estudos", explica a profissional.

Os benefícios nutricionais das linhaças

Segundo a Dra. Bianca oliveira, ambas são extremamente ricas em nutrientes fundamentais para o bom funcionamento do nosso organismo:

"São ricas em ômega 3 (maior de 50 % do teor lipídico delas), fontes de potássio, manganês, lignanas (que tem ação anti-cancerígena), flavonoides, antioxidantes e magnésio, não havendo diferenças significativas entre as duas formas. O que vale ser observado é que para se aproveitar melhor os nutrientes da linhaça ela deve ser triturada, pois assim a absorção dos nutrientes será maior", explica a profissional, ressaltando a importância de triturar a semente apenas na hora de consumir: "É preciso triturá-las porque algumas de suas propriedades nutricionais se oxidam na exposição ao ar e luz após a trituração", destaca.

Os nutrientes encontrados na linhaça agem em prol da saúde do coração, inclusive, o alimento é considerado um poderoso aliada à saúde cardiovascular, fortalecendo o músculo e controlando os níveis de colesterol no sangue.

Mais benefícios - Além disso, a semente ajuda na prevenção de diversos tipos de câncer, tais como, o de mama, pulmão, cólon e de próstata. O consumo da linhaça também está diretamente ligado com a melhora do nosso sistema imunológico, sistema nervoso, no metabolismo e melhorando a saúde da nossa pele e cabelo.

Cuidados com o exagero

Assim como tudo em excesso não é benéfico ao nosso corpo, com a linhaça não é diferente. Segundo a Dra. Bianca, o consumo excessivo de fibras pode acarretar casos de síndrome do intestino irritável, diverticulite. "Qualquer outra doença inflamatória intestinal deve avaliada pelo nutricionista, que verificará as individualidades de cada caso", finaliza a nutricionista.

Ver mais: Alimentação saudável, Alimentos ricos em fibras

Últimas matérias