Lanche ou sobremesa? Veja os doces mais indicados para o intervalo das refeições

Quando bate aquela vontade de um docinho, fica difícil resistir a fome, não é mesmo? Seja em sobremesas após as principais refeições ou no meio da tarde, como um lanchinho especial, parece que existem horas certas para adoçar a nossa alimentação. Por isso, descubra quais são as opções mais indicadas para esses momentos e os cuidados necessários para o consumo dessas delícias no dia a dia.

Um pedacinho de chocolate, um mix de frutas ou de oleaginosas... Será que existe um momento adequado para cada uma dessas porções na nossa alimentação saudável? Sim, sempre tem! Segundo a nutricionista Glasiele Medeiros, os doces - principalmente os mais calóricos - podem até ser consumidos, moderadamente, após uma refeição completa e variada, desde que sejam ricos em nutrientes que colaborem com o nosso bem-estar:

"Dessa forma o açúcar é absorvido mais lentamente, evitando assim picos de glicemia e de insulina. Além disso, como o doce costuma ser mais calórico, quando a pessoa se satisfaz com a refeição primeiro, sente-se mais saciada e tende a ingerir quantidades de menores do que consumiria caso estivesse em jejum, ou substituindo uma refeição pelo doce", explica a profissional.

Lanche ou sobremesa: Veja os doces indicados!

Segundo a nutricionista, os doces são considerados sobremesas quando são consumidos após as refeições principais, tais como o almoço e o jantar. Já o lanche, deve ser composto por alimentos que ajudem a inibir a fome para a próxima refeição: "Além disso, o consumo de doces concentrados em açúcares e gorduras saturadas e trans, como opção de lanche, não é recomendado", completa a especialista, ressaltando, todavia, uma boa variedade de novas versões de doces mais saudáveis e menos calóricos:

"Atualmente existe uma grande variedade de doces de melhor qualidade nutricional, feitos à base de ingredientes naturais e sem adição de açúcares ou adoçantes artificiais, que podem ser consumidos, eventualmente, como parte de uma alimentação saudável e equilibrada", completa a profissional.

- Lanches: Entre o café da manhã e o almoço, como lanche da tarde ou para completar o jantar, Glasiele Medeiros indica frutas secas ou in natura, como banana-passa, damascos, ameixas e uva-passas. "Acompanhadas por castanhas, nozes ou amêndoas são uma boa opção de lanche por possuírem alto teor de nutrientes e grande poder de saciedade, além de serem práticos para transportar e consumir", indica a nutricionista.

- Sobremesas: Para quem não resiste à esse complemento maravilhoso das refeições principais, a Dra. Glasiele indica: "As melhores opções para as sobremesas do dia a dia são as frutas in natura, de preferência aquelas que se encontram no período de safra, pois são mais ricas nutricionalmente e tem menor custo", analisa.

E o chocolate? Pode?

Entretanto, para quem não abre mão de um chocolate, eis uma recomendação importante: "Chocolates amargos (70 % cacau ou superiores), quando consumidos com moderação, conferem benefícios à saúde e são uma boa opção de sobremesa", enfatiza Glasiele.

Outras recomendações - Para Glasiele, é importante ressaltar que o consumo de doces deverá ser eventual e reservado para situações especiais. "Sempre que possível, deve-se dar preferência às preparações caseiras, já que elas não incluem tantas substâncias químicas", finaliza a especialista.

*Glasiele Medeiros (CRN 4 09101150) é Nutricionista Clínica com atuação em hospital e consultório particular. É formada pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e pós-graduanda em Nutrição Clínica Funcional pelo Centro VP de Nutrição Funcional. Instagram: /glasimedeirosnutri

Ver mais: Alimentação saudável, Receitas light em calorias, Receitas com pouca gordura, Alimentos ricos em fibras, Café da manhã, Lanches

Últimas matérias