Quais são os esportes mais completos para a nossa saúde?

Em 2016 os olhos do esporte mundial estão todos voltados ao Brasil. A celebração esportiva é momento de enaltecer os mais virtuosos sentidos de superação, competição com desportividade, exaltando sempre a importância das atividades físicas para as nossas vidas. Mas, com tanta modalidades existentes no mundo, você sabe quais são as mais completas/benéficas para a saúde? Descubra!

É preciso, primeiramente, entender o real conceito de "atividade completa". De acordo com a ciência esportiva, esse preceito parte de modalidades físicas que conseguem trabalhar e gerar esforço à maioria dos músculos do corpo. Ou seja, quanto mais partes forem movimentadas, mais completos são os exercícios. Contudo, se considerarmos apenas as "pessoas normais", que não fazem do esporte uma profissão, esse conceito também passa pelas questões de prazer e bem-estar mental.

Em suma, seja atleta profissional ou não, quanto mais movimentamos o corpo, mais benefícios traremos à nossa saúde. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pessoas acima dos 18 anos devem praticar, pelo menos, 30 minutos de atividades físicas por dia, para deixar o organismo em pleno funcionamento. Por isso, veja abaixo quais são as modalidades olímpicas mais completas, benéficas e eficazes para a nossa saúde.

Veja 4 dos esportes mais benéficos que estarão presentes nos jogos

Corrida: Presente no atletismo, a corrida é um dos esportes mais completos, segundo o professor de educação física William Isel: "Trabalha todos os grupos musculares do corpo, além da melhora do sistema cardiovascular", ressalta o profissional. O esporte emagrece, combate a TPM, fortalece os ossos e o coração e acelera o metabolismo. Estudos comprovam que a corrida têm mostrado que aumenta a sinalização de uma proteína no cérebro denominada de "BNDF", que eleva o número de neurônios na região da memória. Além disso, também age na obstrução de vasos sanguíneos e a captação da glicose, diminuindo os riscos de diabetes.

Natação: "Assim como a corrida, nadar é ótima para trabalhar limite cardíaco e pulmonar", explica o professor. O esporte ainda proporciona um equilíbrio muscular, movimentando boa parte dos músculos presentes no corpo, melhora a postura, promove a circulação, facilitando o transporte de nutrientes e oxigênio para as células, órgãos e músculos. A natação pode ser praticado por qualquer pessoa, de qualquer idade, além disso, requer uma maior gasto de energia, já que os esportes praticados na água fazem com que os músculos trabalhem mais.

Remo: A prática exige muito mais do que só os braços, como muita gente pensa, o remo movimenta os músculos da perna, glúteos, abdominais e costas, como cita William: "O remo é excelente pois trabalha os grandes grupamentos musculares de coxa e membro superior", Também melhorar a postura, aliviar o estresse e aumentar massa muscular, resistência física, flexibilidade e coordenação motora. Uma das vantagens do remo é que o esporte oferece um baixo risco de lesões.

Ciclismo: Pedalar é sinônimo de qualidade de vida! A atividade reduz o estresse, evita o infarto e aumenta a imunidade do organismo. Segundo William, o esporte garante a boa forma e o fôlego do praticante: "Trabalha bastante grupos inferiores além do gasto energético ser enorme, e aumenta a melhora do sistema aeróbico do organismo", finaliza o professor.

* William Isél (CREF 037948 G/RJ) é professor de Educação Física especializado em musculação e treino de força.

Ver mais: Bem-estar

Últimas matérias