Jejum Intermitente: Você sabe o que é? Entenda como funciona essa alimentação

Você já ouviu falar em jejum intermitente? A prática, que tem crescido entre os brasileiros, promete, de maneira saudável, a perda de peso natural e sem tantas restrições alimentares. Baseado em comer apenas quando sentir fome, essa dieta ajuda na queima de gordura corporal de forma eficaz, proporcionando um corpo saudável e a boa forma ! Conheça mais sobre essa técnica, descubra os benefícios e os cuidados para aderi-la no seu dia a dia!

Intercalando uma gastronomia saudável e equilibrada e algumas horas de jejum, o objetivo da prática é fazer com que, durante o jejum, o nosso corpo utilize a gordura armazenada para gerar energia, fazendo com que ocorra uma perda gradativa de peso. Segundo a nutricionista Patrícia Bertoni Brotherhood, o jejum intermitente consiste em uma programação da rotina alimentar, podendo variar em jejum de 24 horas, 16h ou 14h:

"O jejum intermitente possui intervalos sem alimentação, visando a adequação dos níveis hormonais, controle do apetite e melhora das escolhas alimentares. Devemos ficar atentos às escolhas alimentares, o fato de fazer jejum não libera o consumo de qualquer alimento. É importante escolher alimentos saudáveis, naturais e sem açúcares e/ou adoçante", explica a profissional destacando como funciona essa dieta. Confira:

Jejum intermitente: Como funciona?

A nutricionista destaca três possíveis tipos de jejum para realizar a prática:

1 - Jejum 24 horas: Onde há um intervalo sem alimentos com calorias no período de 24 horas. "Por exemplo, se você comeu no almoço, sua próxima refeição será o almoço do dia seguinte. Nessa estratégia é necessário ficar 24 horas sem comer. Esse protocolo pode ser repetido 1 ou 2 vezes por semana", analisa a profissional.

2- Intermitente 5 por 2: Nessa opção de prática, você poderá comer normalmente por cinco dias e por dois dias seguidos restringe as calorias a aproximadamente 500 kcal.

3 - Intermitente 16 ou 14 horas de jejum: Segundo Patrícia, esse é o protocolo mais comum e utilizado no meio saudável: "Você para de comer às 20 horas e só come novamente no horário do almoço do dia seguinte", ressalta a nutricionista.

"Nos três protocolos água, chás e café são liberados, desde que estes sejam ingeridos sem açúcar ou adoçante", completa.

Quem pode aderir o jejum intermitente?

Segundo a nutricionista, a prática do jejum intermitente só é indicada para as pessoas que conhecem bem o seu organismo e que façam um acompanhamento nutricional regularmente: "Deve-se avaliar quais indivíduos são aptos a seguir ou não as restrições. Um profissional habilitado deve ser consultado para adequar o protocolo as necessidades do paciente", explica Patrícia.

Cuidados - Para os adeptos do jejum intermitente, é importante atentar-se às alterações de pressão e glicemia: "Esses cuidados devem ser tomados para evitar mal estar, desmaios, mau humor ou até mesmo fome excessiva nos horários onde é permitido comer", ressalta a especialista.

*Patrícia Bertoni Brotherhood (CRN 101586) é nutricionista especializada em gestão de qualidade e segurança de alimentos e atua na prescrição de fitoterápicos e suplementação. Formada pela UNIRIO, a profissional disponibiliza suas redes sociais para contato e informações: Instagram

Ver mais: Alimentação saudável, Receitas light em calorias, Receitas com pouca gordura, Alimentos orgânicos

Últimas matérias