Iogurte funcional: Veja como tornar esse alimento um aliado da sua saúde!

Fonte de cálcio e muitos outros nutrientes necessários para o bem-estar do nosso organismo, o iogurte funcional se tornou um alimento presente e muito bem recomendado pelos profissionais da área. Gostoso, saudável e versátil, o produto é uma fonte incrível de substâncias benéficas que contribuem para o funcionamento geral do corpo, completando uma alimentação saudável. Veja como incluir esse alimento no seu dia a dia e as suas mais notáveis combinações!

Atualmente, o iogurte é um dos laticínios mais consumido pelos brasileiros. É obtido através do acréscimo de fermentos lácteos ao leite, como o Lactobacilus bulgaricus e Streptococos thermophilus, os quais agem na lactose e na proteína do leite, produzindo um coalho fino e suave, com sabor ligeiramente ácido pela formação de ácido láctico. Segundo a nutricionista Sheila Basso, o iogurte se encontra em um grupo da pirâmide alimentar no mesmo nível das carnes, ovos, oleaginosas e feijão, por isso ele se torna um aliado da saúde:

"Os alimentos que compõem esse grupo são formados principalmente por proteínas de alto valor biológico e nutrientes essenciais como cálcio, fósforo, vitaminas A, D, B2 e biotina que contribuem para o nosso bem-estar", explica a profissional

Como incluir o iogurte em um plano alimentar saudável?

Por ser um alimento nutritivo e com baixos níveis de calorias, o iogurte pode ser acrescido em diversos momentos do dia. Confira:

Iogurte no café da manhã: Para tornar a primeira refeição do dia mais rica, o iogurte com frutas é uma excelente opção. Escolha sua favorita ou prepare um mix de frutas e adicione a uma porção da bebida. A união ajuda adiciona uma boa quantidade de fibras alimentares, responsáveis por tornar o nosso corpo saudável e proporcionar saciedade, diminuindo a ingestão de alimentos e favorecendo o emagrecimento.

Iogurte no almoço: Para tempero ou até complemento do prato, a nutricionista Sheila Basso indica: "Iogurte temperado com ervas, como manjericão, salsa, tomilho e coentro frescos, é uma excelente opção para sanduíches e molho de saladas em substituição à maionese, manteiga ou margarina", indica a profissional.

Iogurte para o lanche: Sabe aquele intervalo entre as refeições que sempre bate uma fominha? O iogurte também pode te ajudar! Com uma pequena porção de oleaginosas, por exemplo, você pode completar esse lanche e torná-lo ainda mais nutritivo. Nozes, avelãs, castanhas e amêndoas, por exemplo, são compostas por ômega 3, vitaminas e minerais que ajudam a tornar nosso organismo saudável.

Iogurte à noite: Para os adeptos do lanche no final do dia, a bebida também irá favorecer. Uma boa opção é acrescentar uma porção de aveia, que por ser fonte de carboidratos essenciais, estimula a absorção de triptofano, responsável por diminuir os níveis de estresse e induzir o corpo ao relaxamento.

Classificação dos iogurtes: Tradicional, batido e líquido

Segundo a nutricionista Sheila Basso, os iogurtes podem ser classificados em tradicional, batido e líquido. Entenda a diferença entre eles:

- Tradicional: Segundo a profissional, esse iogurte apresenta uma consistência firme: "Além disso, pode ser comercializado na sua forma natural (sem adição de açúcar e sabores), na forma aromatizada (normalmente com adição de açúcar, sabores, aromas e corantes) ou tipo sunday (uma camada de polpa de fruta ou mel no fundo da embalagem, ficando o iogurte sobre esta)", explica.

- Batido: Nesse tipo de iogurte, o leite é colocado num tanque (com ou sem adição de açúcar, aromatizantes, sabores, corantes) e depois de completa a fermentação, o iogurte é batido e posteriormente embalado.

- Líquido: Por apresentar um menor tempo de fermentação, possui esta consistência e pode ser consumido de forma natural ou adicionado de açúcar, aromatizantes, sabores e corantes.

*Sheila Basso (CRN 21.557) é especialista em nutrição clínica e em obesidade, emagrecimento e saúde pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).


Ver mais: Alimentação saudável, Bebidas, Alimentos ricos em fibras, Alimentos ricos em proteínas, Alimentos orgânicos, Alimentos ricos em cálcio, Carboidratos

Últimas matérias