Frutas vermelhas melhoram a memória. Saiba como!

Alimentos muito comuns nas épocas mais frias do ano, as frutas vermelhas, são conhecidas por seus sabores delicados e únicos. Por serem adocicadas, mesmo com suas polpas em formas congeladas, essas frutinhas ajudam a manter a dieta equilibrada aliviando, sobretudo, a tentação de comer doces. Mas, o que poucos sabem é que, além disso, essas iguarias são verdadeiras armas bom funcionamento do nosso cérebro: seus nutrientes atuam impedem doenças degenerativas, melhorando a capacidade de aprendizado, principalmente, a memória.

De acordo com uma pesquisa publicada no Journal of Agricultural and Food Chemistry, dos Estados Unidos, idosos com problemas de memória melhoram sensivelmente a sua capacidade de lembrança quando consomem as porções de frutas vermelhas diariamente. Mas os benefícios são para todas as idades: outros estudos constatam que essas frutas aumentam a capacidade cognitiva de crianças.

A aparência frágil das frutinhas quase engana! Segundo a nutricionista Liliam Teixeira, "a cor avermelhada ou arroxeada indica presença de nutrientes que tem função antioxidante, o que confere a proteção contra os radicais livres. Esses flavonoides (antioxidantes) atuam protegendo as células nervosas do cérebro, por isso ajudam nesse aumento da capacidade cognitiva", destaca a profissional.

As frutas vermelhas e os seus benefícios


As "berries" (como são chamadas nos Estados Unidos) são alimentos ricos em fibras, com baixo teor de açúcares que demoram a serem processados pelo nosso metabolismo, o que faz delas excelentes integrantes de dietas. Ainda possuem considerável quantidade de manganês, mineral importante para o equilíbrio da glicose no sangue. Além dessas substâncias, muitos outros importantes componentes podem ser encontrados nas frutas vermelhas. Veja alguns:

Framboesa - A framboesa (raspberry) e têm ácilo elágico, importantíssimo componente antimutagênico, que impede que as células se reproduzam desordenamente e formem um tumor, e "é rica em fibras e vitamina C, ajudando e reforçar o sistema imunológico", segundo Liliam.

Amora - A amora (blackberry), que também possui ácido elágico, "tem vitaminas do complexo B, vitamina E e vitamina A, e minerais: potássio, fósforo, selênio, cálcio e magnésio", enumera a especialista.

Mirtilo - O mirtilo (blueberry) é rico em luteína, que também luta contra os radicais livres.

Consuma moderadamente: Apesar de trazer tantos benefícios é preciso estar atento. Essas frutas não podem ser consumidas ilimitadamente, o ideal é acrescentar pequenas porções nas várias refeições ao longo do dia, como em um smoothie como lanche ou adicionar ao iogurte natural como sobremesa. "Todo tipo de fruta deve ter um controle da quantidade diária ingerida. A porção de framboesa deve ser de 100g (64kcal), a amora de amora é equivalente a 1 xícara de chá (58kcal) e de mirtilo também (84kcal)", encerra Liliam Teixeira.

Ver mais: Alimentação saudável, Vitamina A, Vitamina C, Alimentos ricos em fibras, Frutas, Alimentos ricos em cálcio, Vitaminas, Complexo B

Últimas matérias