Fitoterapia alimentar: Descubra 6 alimentos que curam ansiedade!

Muito estudada, pesquisada e discutida pela ciência dos alimentos, a fitoterapia possui uma grande conexão com a nutrição, uma vez que as plantas são comumente ingeridas nas mais diversas formas e apresentam finalidades terapêuticas e bioativas ao nosso organismo. Na prática, os fitoterápicos têm colaborado para melhora de quadros clínicos diversos, quando incluídos em pratos e receitas. Suas propriedades vão além da nutrição e são indicados principalmente para tratar ansiedade, quadros de depressão, falta de ânimo. Assim como inflamações e na prevenção de problemas crônicos de saúde.

Descubra alguns alimentos que se encaixam nessa categoria e vão amenizar o stress do dia a dia, garantindo uma rotina mais saudável.

6 alimentos fitoterápicos para combater a ansiedade!

Alho: Utiliza-se o bulbo deste alimento, sua indicação é no tratamento de hipercolesterolemia e expectorante. Dentre outros benefícios, o alho é excelente para ativar o sistema imunológico e garantir a saúde do coração.

Camomila: Suas flores são indicadas para o tratamento de quadros leves de ansiedade e calmante suave, além de atuar nas cólicas intestinais.

Maracujá
: Reconhecido por sua propriedade calmante, entretanto não é indicado para pessoas com hipotireoidismo.

Guaraná: Muito utilizado pela sua propriedade estimulante, sua semente quando triturada torna-se pó, porém não deve ser indicado para pessoas com hipertensão e problemas cardíacos.

Erva-doce: Seus frutos são indicados para distúrbios gastrointestinais, cólicas e como expectorantes.

Romã: Na casca é que contém a substância com propriedades de combater inflamações e infecções da mucosa da boca e faringe.

O que é fitoterapia? Cuidados que devem ser tomados!

A palavra fitoterapia deriva do termo "phyton", que significa vegetal, e "therapeia" que significa terapia. Desta maneira ela se caracteriza pela terapêutica que usa as plantas medicinais nas diferentes formas farmacêuticas. Segundo resolução do Conselho Federal dos Nutricionistas (CFN), nº 402/2007, fitoterápico é o produto obtido, empregando-se exclusivamente matérias-primas ativas vegetais, que tenham conhecimento da eficácia e possíveis riscos do seu uso.

"Fica regulamentada a prescrição destes pelos nutricionistas, desde que seja na forma in natura fresca ou como droga vegetal nas suas diferentes formas farmacêuticas, como, por exemplo, em pó, cápsulas, gotas, chás e demais formas encontradas no mercado", diz um trecho do documento.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, os produtos fitoterápicos, assim como todos os medicamentos, são caracterizados pela reprodutibilidade e constância de sua qualidade. A eficácia e a segurança devem ser validadas através de levantamentos etnofarmacológicos, de utilização, documentações tecnocientíficas em bibliografia e/ou publicações indexadas e/ou estudos farmacológicos e toxicológicos pré-clínicos e clínicos. A qualidade deve ser alcançada mediante o controle das matérias-primas, do produto acabado, materiais de embalagem e estudos de estabilidade.

Cuidados – Historicamente, os alimentos fitoterápicos sempre foram muito utilizados pela medicina popular, ou senso-comum, por nossas avós, mães e tias que, com seus conhecimentos e experiência de vida, fazem o uso de tais plantas para as mais diversas doenças. Entretanto, para fazer o tratamento com fitoterápicos é importante que tenha o acompanhamento de um profissional de saúde uma vez que possuem propriedades farmacológicas e em alguns casos efeitos adversas à saúde. Portanto não deixe de consultar seu nutricionista e tire suas dúvidas a respeito dos fitoterápicos.

Ver mais: Alimentação saudável, Principais matérias, Alimentos sem lactose

Últimas matérias