Entenda as diferenças entre perder peso e emagrecer

Todo mundo que inicia uma dieta e quer checar os resultados alcançados corre para a balança esperando ver o ponteiro diminuir, não é verdade? A boa notícia é que mesmo que os números não tenham mudado depois de algum tempo de prática de exercícios e uma reeducação alimentar, é possível que o emagrecimento tenha ocorrido. Como? A resposta tem a ver com as diferenças entre perder peso e emagrecer de fato.


É possível emagrecer sem perder peso, uma vez que os músculos são mais densos e compactos do que a gordura. Para exemplificar, um quilo de gordura ocupa mais espaço em nosso corpo do que um quilo de músculos. "Emagrecer seria a perda de gordura corporal e ganho de massa muscular, mas isso a balança não registra", explica a nutricionista funcional especializada em esportes, Duane Braga. "Emagrecer corretamente é perder o mínimo de massa magra possível", acrescenta.

Já para o o educador físico e personal trainer, William de Souza, o ideal é que uma avaliação física com um profissional capacitado seja realizada para verificar o percentual de gordura e o estado físico, antes de se preocupar que o peso tenha aumentado ao iniciar uma atividade. É por isso que, mais do que simplesmente verificar os ponteiros na balança, o ideal é focar no ganho de massa muscular, redução de medidas e formas de acelerar o metabolismo.

Entenda o seu metabolismo!

Reeducação alimentar, aliada à prática de exercícios físicos são realmente as melhores maneiras de emagrecer de forma efetiva. Juntas, elas aceleram a transformação das calorias dos alimentos na energia necessária para realizar as tarefas do corpo (como respirar, bombear oxigênio aos músculos, etc), proporcionando a queima da gordura. "Quanto mais músculos, mais trabalho corporal, mais queima de gordura e mais rápido será o metabolismo", explica William.

Se seu objetivo é emagrecer ou ganhar massa magra, que tal pôr em prática algumas destas dicas para acelerar seu metabolismo? Consulte sempre um profissional para avaliação e orientação, antes de iniciar uma atividade física.

Faça algum tipo de musculação: A prática de musculação gera queima calórica alta e aumento do tecido muscular que trabalha na queima de energia, acelerando o metabolismo.

Beba água gelada: Além de atuar no transporte de vitaminas e minerais, a água acelera um pouco mais o metabolismo, já que o corpo trabalha para deixá-la na temperatura normal.

Consuma mais proteína: Alimentos ricos em proteína, como carnes, leite e ovo, são mais difíceis de serem digeridos do que carboidratos e gorduras. Por esse motivo, a digestão de proteínas consome mais calorias, e aumenta o metabolismo.

Tome o café da manhã e não fique muito tempo sem comer: Pular refeições faz o corpo "economizar" energia, atitude que dificulta a perda de gordura. Fracionar as refeições, além de fazer com que o corpo trabalhe mais, evita exageros alimentares.

Controle o estresse e a ansiedade: O estresse faz com que o corpo secrete níveis altos de cortisol, hormônio que contribui para o acúmulo de gordura abdominal e aumenta a fome.

Durma bem: Dormir pouco descontrola a produção de cortisol, hormônio que favorece o acúmulo de gordura abdominal. O ideal é investir de 6 a 8 horas de sono por noite.

Ver mais: Bem-estar, Alimentos ricos em proteínas, Principais matérias

Últimas matérias