Descubra os benefícios do alho brasileiro para o coração!

Sempre presente nas principais receitas gastronômicas, o alho, a cada dia, também se mostra um grande aliado aos seguimentos de uma alimentação saudável. Praticamente indispensável nos melhores temperos da culinária brasileira, a iguaria tornou-se objeto de diversos estudos que apontam a sua importância nutritiva, sobretudo, a assuntos relacionados ao bom funcionamento do coração. E, curiosamente, é do Brasil que vem as mais poderosas espécies do alimento para a saúde!

Análises feitas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), juntamente à Universidade de Brasília (UnB), apontaram a potência nutritiva dos alhos produzidos no Brasil, em comparação, por exemplo, aos tradicionais chineses. Isso se deve ao composto ativo, alicina, encontrados em maior proporção nas espécies brasileiras, que podem reduzir o colesterol e diminuir os riscos de infarto agudo no miocárdio. A nutricionista Natalia Casanova ressalta a importância do alho para a saúde:

"O alho é rico em antioxidantes, importantes para o sistema imunológico. A alicina apresenta diversas propriedades funcionais, como prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares, arterosclerose, melhoras no perfil lipídico, trombose, diabetes e hipertensão, além propriedades antibacterianas, antivirais e antifúngicas, podendo ser uma boa aliada contra gripes e infecções por fungos, como Candida", enfatizou a especialista, ponderando a melhor forma para usufruirmos o alimento.

"A alicina é produzida quando os bulbos de alho são cortados ou esmagados. Porém, em temperaturas acima de 70 ºC, a enzima responsável por formar a substância é desativada, e o alho pode perder muitas de suas propriedades. Portanto, a melhor opção é consumir o alho cru e amassado . Pode ser usado para temperar azeites, ou picado por cima da comida depois de pronta", disse.


Dicas e curiosidades sobre o alho


- O alho teve suas primeiras propriedades antissépticas demonstrada pelo químico francês Louis Pasteur, e essas tiveram um largo uso durante a Primeira Guerra Mundial, em soldados feridos. Muito antes, os egípcios já davam alho para seus escravos.

- O hálito provocado pelo alho é culpa dos compostos sulfúricos, que também são responsáveis pela maioria dos seus poderes curativos.

- Seis ou mais dentes de alho por semana podem reduzir à metade o risco de câncer de cólon, estômago e próstata.

- O alho produz seus compostos químicos curativos apenas quando os dentes são picados, amassados, socados ou mastigados, ou quando é "atacado" de alguma forma, o que deflagra a quebra dos compostos sulfúricos dentro das células. Uma dica é picar ou socar o alho e deixar descansar por 10 minutos para liberar totalmente o seu potencial da cura.

- Guarde num recipiente aberto, em local fresco e bem ventilado, por até dois meses. Não coloque em geladeira.

Ver mais: Alimentação saudável, Alimentos sem lactose, Alimentos ricos em fibras, Alimentos ricos em proteínas

Últimas matérias