Cozinhando no vapor: Prepare os alimentos sem perder os nutrientes

Ao cozinhar qualquer alimento, a perda de nutrientes importantes ao nosso organismo torna-se algo inevitável. Contudo, quando bem preparados e manuseados, muitos dessas substâncias são poupadas e, seus benefícios, salvos em grande parte. Assim, o "Conquiste sua Vida" apresenta algumas formas importantes e técnicas de cozimento a vapor que garantem a sobrevida desses nutrientes e farão de suas refeições momentos ainda mais saudáveis para o seu dia a dia!

A principal regra de preparo para o cozimento é o uso de água. Quanto menos água no processo, mais nutrientes serão preservados. Por isso, ações simples manterão mais saudáveis esses alimentos, como explica o chef Haroldo de Carvalho, especialista em cozinha funcional:

"Não precisa colocar na água para manter nutrientes. O alimento não deve ter contato com a água pois perde alguns minerais. O ideal é que seja preparado no vapor ou no forno coberto com papel-alumínio. Inclusive, já tem fornos combinados que preparam o alimento no vapor", disse o especialista, analisando outros aspectos fundamentais para optar pelo método a vapor.

"Em todo cozimento acontece perda de nutrientes. Quando você cozinha na água, ela leva embora uma quantidade muito grande dessas substâncias. Já o cozimento a vapor tem um desperdício menor, uma vez que a água do vapor passa pelo alimento, mas, como a panela fica fechada, volta a cair sobre os legumes. Para isso, é necessário que os legumes estejam cortados em pedaços grandes. Isso diminui a área de contato com o vapor, preservando ainda mais suas características. A dica para essa forma de cozimento é optar por cozinhar os legumes ainda com casca, que servem como uma barreira natural. Para garantir o consumo de todos os nutrientes possíveis, é preciso ainda um pouco de gordura, as vitaminas A, B, E e K, que só são absorvidas na presença de gordura. O azeite é excelente neste caso, por exemplo ", enfatizou o profissional.

Passo a passo do cozimento ideal

Durante o cozimento, tampe a panela, evitando que as vitaminas "saiam" pelo vapor. Se tiver uma panela tipo cuscuzeira, use-a, pois o cozimento no vapor é ótimo para minimizar as perdas. Se você não tem esse tipo de panela, use o tradicional "banho-maria". Esse método pode ser utilizado até para cozer carnes, até seu ponto ideal, e, dessa forma, minimizar a produção de substâncias cancerígenas.

Outra forma muito boa de cozinhar e minimizar a perda das vitaminas é a "cozedura passiva". Ela requer mais tempo, porém, como se trata de um método "passivo", permite-lhe fazer outras coisas em simultâneo, sem ter de se preocupar com o risco de os alimentos queimarem ou colarem no fundo da panela. A cozedura passiva pode ser usada no preparo de legumes, verduras, massas e cereais.

Veja as orientações básicas para cozinhar a vapor

1 – Panela: O importante é ter o cestinho para colocar os legumes e que seja fácil de manusear e fechar. É essencial que o vapor não saia por entre buraquinhos da tampa.

2 – Água: Apenas o suficiente para o tempo de cozimento (cerca de 5 cm de água). Algumas panelas já vêm com indicação da quantidade.

3 – Corte: Depois de colocar a água na panela, arrume o cestinho com os alimentos a serem cozidos. Corte em pedaços grandes para que não haja muita área de contato com o vapor. Mas não deixe-os muitos próximos, para que circule a água. Atenção com o tipo de legumes, escolha colocar junto os que tenham mais ou menos a mesma textura, para que o tempo na panela seja o mesmo.

4 – Final: Coloque o cestinho na panela quando a água já estiver fervendo e garanta que o alimento não esteja encostando no líquido. Se estiver tudo certo, basta fechar a tampa, abaixar o fogo e esperar o tempo de cozimento. Evite abrir antes da hora.

Ver mais: Alimentação saudável, Vitamina A, Vitamina C, Principais matérias, Alimentos orgânicos, Vegetais, Legumes, Carne, Vitaminas

Últimas matérias