Alimentos fitoquímicos: o que são? Entenda a relação das cores com os nutrientes

Um prato colorido é muito mais do que uma refeição bonita e sofisticada. Escolher os ingredientes pelas cores também é um grande sinal de saúde, sabia? Por isso, existem os fitoquímicos, alimentos naturais que distinguem os seus principais nutrientes pela coloração. Verdes, amarelos, vermelhos, roxos ou alaranjados, todos eles possuem benefícios que melhoram a qualidade da nossa alimentação, garantem bem-estar e qualidade de vida.

Divididos por suas cores predominantes, os alimentos fitoquímicos são agentes antioxidantes, substâncias que dão esses pigmentos de cor e trazem diversos benefícios para o organismo, principalmente, aos sistemas de defesa do corpo. Segundo a nutricionista Sheila Basso, os fitoquímicos são essenciais para manter uma vida saudável e livre de doenças:

"Os fitoquímicos podem atuar na prevenção de doenças através de diferentes mecanismos, ou seja, através de um determinado tipo de atividade ou de várias delas, sendo que as que mais se destacam são: a atividade antioxidante, alterações no metabolismo do colesterol, modulação dos hormônios, redução da pressão arterial e atividade antibacteriana e antiviral", explica a profissional.

Conheça os fitoquímicos e saiba em quais alimentos nós podemos encontrá-los

- Alicina: Está nos alimentos brancos. Cebola, alho poró, alho, cebolinha são bons exemplos dos alimentos que contêm esse fitoquímico responsável pela parte esbranquiçada. A alicina atua no controle do colesterol, possui propriedades anti-inflamatórias, diminuindo assim as infecções no organismo.

- Antocianina: Está nos alimentos azuis ou roxos. É possível encontrar essa substância em ingredientes como a berinjela, as berries, repolho e beterraba. Esse fitoquímico age na redução dos níveis de colesterol no sangue, ajuda na prevenção do câncer e também melhora a saúde do coração.

Betacaroteno: Está nos alimentos amarelos ou alaranjados. Encontrado na cenoura, laranja, melão, abóbora, mamão, damasco e outros vegetais. Esse fitoquímico é responsável por fortalecer o sistema imunológico e diminuir os riscos das doenças cardiovasculares. Também é rico em vitamina A, sendo essencial para melhorar a saúde dos olhos, prevenindo a degeneração macular.

Clorofila: Está nos alimentos verdes
. A clorofila é encontrada principalmente nos vegetais. É uma boa fonte de vitaminas A e C, fortalecendo os mecanismos de defesa, beneficiando a saúde da pele e ocular. Alimentos ricos em clorofila são: Couve, ervilha, salsa, alface, etc.

Licopeno: Está nos alimentos vermelhos. Conhecido por diminuir os riscos das doenças cardiovasculares, esse fitoquímico também possui ação antioxidante e retarda o envelhecimento das células. Pode ser encontrado em ingredientes como o tomate, a melancia e a goiaba, por exemplo.

Luteína:
Também está nos alimentos verdes. Encontrado na couve e no espinafre, esse fitoquímico possui propriedades antioxidantes, ajuda a prevenir o envelhecimento precoce das células e a fortalecer o sistema imune. Também possui ação detox.

Zeaxantina: Está nos alimentos verdes escuros. Assim como a luteína e a clorofila, esse fitoquímico também é encontrado em frutas, verduras e legumes, como o brócolis, a couve e o kiwi. A substância melhora o sistema circulatório, controla a pressão arterial e ajuda a eliminar as toxinas do corpo.

*Sheila Basso (CRN 21.557) é especialista em nutrição clínica e em obesidade, emagrecimento e saúde pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A profissional disponibiliza sua página no Facebook para contato: Benvenutri

Ver mais: Alimentação saudável, Vegetais, Vitaminas, Frutas

Últimas matérias