Açaí, pupunha e juçara: Descubra as diferenças entre os três tipos de palmitos

Se tem um ingrediente que parece cair bem toda a hora, em qualquer momento do nosso dia, esse alimento é o palmito. Extremamente leve e versátil, ele combina praticamente com tudo na gastronomia e, além de saboroso, também é poderoso nutricionalmente. Mas, você sabe como escolher o palmito certo na hora da compra? Nos supermercados, feiras e hortifrutis nos deparamos com uma variedade de palmitos à disposição, mas qual é o melhor? Existe diferença entre eles? Veja como escolher o ideal para sua refeição!

Basicamente, existem apenas 3 tipos de palmitos: açaí, pupunha e juçara. O pupunha é mais fácil de encontrar fresco normalmente em feiras ou mercados. Segundo a nutricionista Carolina Baliere, em termos de nutrição, no entanto, eles são idênticos: "Em relação a nutrientes, todos têm os mesmos, tais como potássio, vitamina C, fonte de fibras que ajudam na saciedade e no melhor funcionamento do intestino".

Quais são as diferenças e cuidadosque devemos ter para o consumo dos palmitos

- Pupunha: O mais nobre dos palmitos é o pupunha. Com um sabor mais suave, ele possui um tamanho maior e é mais macio, se comparado aos outros.

- Açaí e Juçara: São os mais comuns, mais vendidos e mais conhecidos. Possuem tamanhos parecidos e sabores mais marcantes que o pupunha.

"O palmito deve ter higienização e estar em embalagens corretas, por conta do botulismo (envenenamento causado por toxinas produzidas por bactérias). Gosto de orientar que as pessoas comprem sempre os frescos, caso não encontre, prefira os em embalagens de vidro e nunca enlatados. Ideal que lave bem e ferva por 20 minutos e consuma imediatamente e caso não consiga, ferva em até 24 horas novamente e coma, pois ao ferver mata a bactéria que costuma ter em palmitos", ressalta a profissional.

Como utilizar o palmito nas preparações?

Segundo a nutricionista Carolina Baliere, pode-se acrescentar em saladas ou fazer lasanha de palmito: "Ao invés de usar massa, corte o palmito fresco, cozinhe um pouco para dar uma amolecida e coloque em uma forma de vidro com carne moída e massa de tomate natural, camadas por camadas e coloque no forno por 30 minutos", finaliza a profissional.

6 Benefícios do palmito para a saúde

1 - Fonte de potássio: O mineral é de suma importância para o bem-estar do nosso organismo, isso porque ele é responsável por beneficiar a nossa saúde óssea e muscular. Ajuda a regular o metabolismo e combate os sintomas do estresse e da ansiedade.

2 - Vitamina C: Com uma grande quantidade de vitamina, o palmito ajuda a manter saudável o nosso sistema imunológico, prevenindo a propensão de gripes e resfriados, entre outras infecções.

3 - Age em prol dos músculos: Além da presença do potássio que contribui para a saúde muscular, também encontramos o zinco, um mineral que ajuda a sintetizar as proteínas, que são fundamentais para os músculos.

4 - Fibras alimentares: Ajudam a controlar os níveis de açúcar no sangue, reduzir o colesterol "ruim", diminuindo o desenvolvimento das doenças cardiovasculares e diabetes.

5 - Proporciona saciedade: O palmito é rico em fibras que ajudam a aumentar o tempo de saciedade, evitando a gula e impedindo o ganho indesejado de peso.

6 - Melhora o funcionamento do intestino: Os alimentos fontes de fibras alimentares ajudam a regular o intestino, prevenindo a constipação e até mesmo as hemorroidas. Além disso, beneficia o sistema digestório, aliviando os desconfortos causados por inchaço e retenções de líquidos.

Ver mais: Alimentação saudável, Vitamina A, Vitamina C

Últimas matérias