Abóbora

Nome científico: Cucúrbita moschata

A abóbora ou jerimum, é fruto da aboboreira e tem seu nome atribuído a várias espécies de plantas da família Cucurbitaceae. Nativa da América do Sul, ela é cultivada em todo o mundo por ser uma fruta extremamente nutritiva e saborosa. Aqui no Brasil as abóboras são cultivadas há muito tempo e já faziam parte da alimentação dos indígenas, bem antes da colonização.

A abóbora é facilmente encontrada no Brasil. Sua época de safra é de maio a setembro, quando as frutas estão no ponto perfeito para consumo. Na hora de escolher ela deve ser muito observada: sua casca deve estar lisa, sem manchas e sem brilho. E não se deixe impressionar pelo tamanho, as abóboras muito grandes normalmente são as menos saborosas. Caso comprar aos pedaços seja a opção melhor para evitar o desperdício, observe o aspecto no geral e se tem manchas escura. Opte sempre pelas mais claras.

Para conservar, basta mantê-la inteira fora da geladeira. Depois de picada, deve ser refrigerada por poucos dias, dentro de um saco plástico. Esses pedaços também podem ser conservados congelados, crus ou pré-cozidos, por mais tempo.

Na culinária aproveitamos da fruta toda: a polpa, as sementes, as folhas e até o miolo! Há várias receitas tradicionais feitas com a abóbora, como o camarão na moranga, no qual a moranga é assada sem sementes e preenchida com um creme de camarão; como acompanhamento, o quibebe (purê de abóbora) é um dos favoritos; e como sobremesa, o doce de abóbora com coco.

O fruto que é tão rico em sabor, é igualmente rico em nutrientes que beneficiam nosso organismo. Ele é boa fonte de betacaroteno, vitamina C e vitamina E-que têm propriedades antioxidantes-e de vitaminas do complexo B. Ainda é rico em fibras e fonte de cálcio, ferro, fósforo e potássio. Suas sementes e o óleo extraído delas são excelente fonte de zinco e gorduras insaturadas, além de ter uma boa quantidade de ferro.

Por conter boas quantidades de antioxidantes, o consumo de abóbora está ligado à redução no risco de certos tipos de câncer, doenças cardiovasculares, derrames e problemas nos olhos, como a catarata. As fibras da abóbora ajudam a diminuir a sensação de fome e por isso fazem parte de dietas para controle do peso. Já o ferro e o zinco estão relacionados, respectivamente, à formação adequada dos glóbulos vermelhos e ao bom funcionamento do sistema imunológico.

Informação nutricional

Informação nutricional - 100 g (abóbora crua)
Quantidade por porção % Valor diário
Valor energético 24,5 kcal 1%
Carboidrato 6,1 g 2%
Proteína 0,7 g 1%
Fibra alimentar 2,3 g 9%
Vitamina C 2,1 mg 5%
Cálcio 8,8 mg 1,1%
Ferro 0,3 mg 2%

Notícias: Abóbora

Últimas matérias

Todas as fotos - Abóbora